ASSINE

As últimas notícias sobre coronavírus no ES, no Brasil e no mundo

A doença foi declarada como uma pandemia pela OMS no dia 11 de março. A taxa de letalidade — que compara os casos já confirmados no Brasil com a incidência de mortes — é de 5,3%

Publicado em 15/03/2020 às 12h39
Atualizado em 01/07/2020 às 14h40
  • Acesse o guia de A Gazeta sobre coronavírus: prevenção, história, cuidados. Clique e confira
  • Quer receber notícias sobre coronavírus diretamente pelo Whatsapp? Acesse aqui
  • Acompanhe as últimas notícias na página especial sobre coronavírus. Clique para acessar

13:40

Maioria quer Enem em maio de 2021, mas MEC vai consultar faculdades

Metade dos inscritos no Enem que participou de enquete sobre a data para realização do exame prefere fazer as provas em maio do ano que vem. Apesar do resultado, o MEC (Ministério da Educação) ainda vai consultar entidades, universidades e secretarias para a definição oficial. A enquete fora anunciada pelo ex-ministro da Educação, Abraham Weintraub, que resistia a adiar o Enem apesar de pedidos de secretários de Educação, estudantes e especialistas. A interrupção de aulas por causa da pandemia motivou pressão pelo adiamento da prova, prevista inicialmente para novembro.


13:11

Sargento da Política Militar morre vítima do novo coronavírus

A Polícia Militar do Espírito Santo confirmou o falecimento do sargento Adilson Pereira de Souza ocorrido na madrugada desta quarta-feira (1º) após o agravamento do estado de saúde devido à contaminação pela Covid-19. O militar ingressou na corporação no dia 5 de julho de 1989, e estava prestes a completar 31 anos de serviços prestados na PM. Adilson estava lotado no Hospital da Polícia Militar, onde chegou a ficar internado inicialmente com sintomas do coronavírus, mas após piora do quadro clínico foi transferido para o Hospital Estadual Dr. Jayme dos Santos Neves, na Serra.

Adilson de Souza, sargento da Polícia Militar e vítima do novo coronavírus
Adilson de Souza, sargento da Polícia Militar e vítima do novo coronavírus. Crédito: Arquivo pessoal

12:06

Passaporte Coronavírus: saiba como vai funcionar em caso de lockdown no ES

O sistema que vai emitir o chamado Passaporte Coronavírus, que vai permitir a circulação de pessoas em atividades essenciais em caso de lockdown – bloqueio total –, já está finalizado. Em entrevista nesta quarta-feira (1º) à jornalista Fernanda Queiroz, na rádio CBN Vitória, o secretário de Estado de Economia e Planejamento, Álvaro Duboc, detalhou como funcionará o passaporte no Espírito Santo. O secretário informou que o Passaporte Coronavírus foi criado quando o Estado registrou o período mais crítico de ocupação de leitos da UTI, na segunda quinzena de maio e na primeira semana de junho, quando oscilou entre 86% e 88%. No entanto, o serviço está pronto caso a situação volte a se agrava.


11:50

Aulas presenciais no ES ficam suspensas até o dia 31 de julho

O governo do Estado decidiu manter a suspensão das aulas presenciais até o dia 31 de julho. A medida foi publicada na edição desta quarta-feira (1º) no Diário Oficial do Espírito Santo. De acordo com o documento, o objetivo é contribuir com o isolamento social, evitar aglomerações e conter o avanço do novo coronavírus (Covid-19).  As atividades presenciais na rede pública estão suspensas desde o dia 17 de março. Em abril, a Secretaria de Estado da Educação (Sedu) implantou o Programa Escolar, pelo qual estudantes têm aulas remotas. A partir desta quarta-feira, a frequência às atividades remotas passará a ser contabilizada. 


10:02

Brasil restringe entrada de estrangeiros de qualquer nacionalidade por 30 dias

O governo restringiu, pelos próximos trinta dias, a entrada de estrangeiros de qualquer nacionalidade por qualquer via no Brasil. O anúncio foi feito em edição extra do Diário Oficial da União e dá continuidade a medidas restritivas que passaram a vigorar no fim de março. De acordo com o texto, o governo tomou a decisão com base em recomendação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). As medidas poderão ser prorrogadas, conforme orientação do órgão. As restrições se devem à pandemia de Covid-19, que já matou quase 60 mil pessoas no país.


14:10

Muitas pessoas ainda são suscetíveis à Covid-19, diz OMS

O diretor-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, alertou nesta segunda-feira (29), para o fato de que há uma grande parcela da humanidade ainda suscetível à covid-19. "Isso está longe de acabar", afirmou ele, durante entrevista coletiva da entidade. "O pior ainda está por vir", disse em outro momento sobre a pandemia, ao criticar as divisões políticas e ideológicas que atrapalham o combate à doença.

Tedros Adhanom Ghebreyesus, diretor da OMS
Tedros Adhanom Ghebreyesus, diretor da OMS. Crédito: Divulgação/OMS

16:28

Brasil é o país que mais passou a ouvir músicas tristes na quarentena

O humor do brasileiro azedou diante da pandemia. Com o distanciamento social, praticado em diversos países ao redor do mundo, vieram mudanças de hábito e alterações profundas de rotina que se refletem nos mais variados aspectos do dia a dia -um deles é a música. Entre os sucessos, as canções mais tocadas no país, a mudança foi de ânimo. Menos hits dançantes chegaram ao topo das paradas, e uma tristeza suave foi tomando conta das listas de mais tocadas.


15:44

Sedativos para intubar ficam escassos e 287% mais caros, dizem hospitais

Além de dificuldade para encontrar medicamentos essenciais para sedar e intubar pacientes graves da Covid-19, hospitais privados apontam aumento no valor destes fármacos durante a pandemia. Segundo levantamento da Associação Nacional de Hospitais Privados (Anahp), o valor dos sedativos cloreto ou maleato de midazolam, por exemplo, subiu 287,44% e 64% dos associados apontam dificuldade para encontrá-los.


15:04

Coronavírus: Casagrande e secretário de Educação falam sobre medidas

O governador do Espírito Santo, Renato Casagrande, e o secretário de Educação, Vitor de Ângelo, concedem uma entrevista coletiva na tarde desta quinta-feira (25). Durante a coletiva, são debatidas as medidas da educação durante a pandemia do novo coronavírus no estado. Casagrande lembrou logo no início da transmissão que 'vamos chegar no dia 1º de julho a 100 dias sem atividades presenciais'.

O governador do Espírito Santo, Renato Casagrande, em coletiva nesta quinta (25)
O governador do Espírito Santo, Renato Casagrande, em coletiva nesta quinta (25). Crédito: Reprodução

14:16

Casagrande pede apoio do governo federal para compra de medicamentos

O Governador do Estado, Renato Casagrande, falou em uma audiência pública na Câmara dos Deputados, nesta quinta-feira (25), da dificuldade em adquirir medicamentos, entre os quais estão relaxantes musculares, que têm tido alta demanda para uso nas Unidades de Terapia Intensiva (UTI), em virtude do aumento de casos da Covid-19. No vídeo transmitido pela TV Senado, a autoridade pede ajuda ao governo federal. Para Casagrande, a coordenação do governo federal na compra dos remédios é fundamental neste momento de pandemia do novo coronavírus.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.