ASSINE

Coronavírus: secretário de Saúde de Marataízes recebe alta hospitalar

Eraldo Duarte recebeu alta médica nesta segunda-feira (18); agora se recupera em casa, em isolamento social

Publicado em 19/05/2020 às 17h37
Atualizado em 19/05/2020 às 19h16
Eraldo Duarte, secretário de Saúde de Marataízes
Eraldo Duarte, secretário de Saúde de Marataízes. Crédito: Divulgação/PMM

O secretário de Saúde de Marataízes, no Litoral Sul do Espírito Santo, que estava internado na Santa Casa de Misericórdia de Cachoeiro de Itapemirim, recebeu alta médica nesta segunda-feira (18). Eraldo Duarte realizou exame que confirmou a contaminação por coronavírus. Segundo o prefeito do município, Tininho Batista, ele agora se recupera em casa.

Em pronunciamento em uma rede social oficial de Marataízes, o prefeito Tininho Batista informou que Eraldo Duarte segue com boa recuperação. “Nosso secretário de Saúde, Eraldo Duarte, está em franca recuperação, já se encontra em isolamento, porém em casa. Já não está mais no hospital. Graças a Deus”, disse o prefeito.

Eraldo Duarte estava internado por ter sido contaminado pelo coronavírus. Ele estava na enfermaria da Santa Casa de Misericórdia de Cachoeiro de Itapemirim. No início do mês, segundo a prefeitura, Eraldo Duarte chegou a ser diagnosticado com uma infecção intestinal, porém, teve recaída, foi hospitalizado e testou positivo para a doença. Todos que tiveram contato com o secretário de Saúde foram testados, segundo a prefeitura.

MEDIDAS

Por conta do crescente número de casos no balneário, uma série de medidas restritivas ao comércio e à população em geral começaram a valer no município desde o dia 17 e valem até o dia 31 deste mês. No mesmo vídeo divulgado na tarde desta terça-feira, Tininho Batista também avaliou a adesão da população. “A resposta está sendo positiva. A cidade está relativamente mais vazia e vamos continuar assim. Vamos nos unir em prol da eliminação dessa pandemia”, afirmou o prefeito.

Entre as medidas estão regras para o funcionamento de estabelecimentos comerciais e de prestação de serviços, que poderão atuar apenas na modalidade delivery; horário de funcionamento limitado para os serviços essenciais, como supermercados e farmácias; proibição do acesso às praias, ao calçadão, às lagoas e às praças da cidade. Cultos e eventos religiosos com aglomeração de pessoas permanecem suspensos.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.