ASSINE

Casagrande sobre demissão de ministro da Saúde: "Estamos à deriva"

O governador do Espírito Santo disse que a saída de mais um ministro revela dificuldades do governo federal no enfrentamento da crise provocada pelo novo coronavírus

Publicado em 15/05/2020 às 12h52
Atualizado em 15/05/2020 às 17h15
Renato Casagrande durante o pronunciamento do dia 13 de maio
Renato Casagrande diz que o presidente deve deixar o Ministério da Saúde agir no combate ao novo coronavírus. Crédito: Reprodução | Redes Sociais

O governador Renato Casagrande (PSB) se manifestou nas redes sociais, na manhã desta sexta-feira (15),  sobre o pedido de demissão do ministro da Saúde, Nelson Teich. Para o chefe do Poder Executivo estadual, a saída de mais um ministro revela dificuldades do governo federal no enfrentamento da crise provocada pelo novo coronavírus.

"A saída de mais um ministro da saúde em meio a pandemia, mostra como estamos à deriva no enfrentamento à crise por parte do governo federal. Ou o PR (presidente) deixa o ministério agir, segundo as orientações da OMS (Organização Mundial da Saúde) ou vamos perder cada vez mais brasileiros", afirmou, no Twitter. 

demissão de Teich ocorre antes de completar um mês no cargo. Essa é a segunda saída de um ministro da Saúde em meio à pandemia do coronavírus. O oncologista havia substituído Luiz Henrique Mandetta, exonerado da pasta no mês passado. 

Casagrande já criticou, em algumas ocasiões, a atuação do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) durante a pandemia do novo coronavírus. O governador afirmou que o comportamento do governo federal, de ser contra o isolamento social, atrapalha; e que alimentar o enfrentamento político dificulta o trabalho neste momento, por exemplo. 

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.