ASSINE

Coronavírus: Vitória anuncia o uso de cloroquina e ivermectina

Segundo o prefeito Luciano Rezende, mesmo com controvérsias sobre o uso dos medicamentos, "existe também a necessidade de agir rápido numa emergência sanitária"

Publicado em 01/07/2020 às 16h03
Atualizado em 01/07/2020 às 16h15
Cloroquina é um dos medicamentos que estará em kit da Prefeitura de Itapemirim
Uso de cloroquina já é feito em alguns municípios do Espírito Santo. Crédito: freestocks.org/ Pexels

Os medicamentos ivermectina e cloroquina/hidroxicloroquina passarão a ser utilizados no tratamento de pacientes com suspeita ou confirmação do novo coronavírus no município de Vitória. A informação foi formalizada no Diário Oficial da cidade nesta quarta-feira (1).

Além da Capital, AracruzCariacica e Itapemirim também fazem o uso dos remédios. Nova Venécia e Colatina também anunciaram na última semana que vão incluir a cloroquina para tratamento da Covid-19.

De acordo com a Prefeitura Municipal de Vitória (PMV), a atual gestão está acompanhando a evolução da pandemia da Covid-19 pelo Brasil e pelo mundo, e estuda todas as alternativas, buscando ações para diminuir o sofrimento e dar apoio à população, "fazendo com que a doença tenha um impacto menor".

O prefeito da cidade, Luciano Rezende, que também é médico, revelou que dentro do aspecto dos estudos realizados, a PMV tem uma ação com evidência científica e resultados em vários locais do Brasil, o que fez iniciar o tratamento precoce das pessoas com suspeita de coronavírus no município.

Luciano Rezende

Prefeito de Vitória

"Mesmo que haja controvérsias, o que é normal durante um período de pandemia, existe também a necessidade de agirmos rápido numa emergência sanitária. Esse protocolo de atendimento envolve o uso de medicações que estão sendo debatidas pelo País e, agora, na nossa rede, através de médicos voluntários, vamos iniciar a experiência com esse tipo de tratamento"

Com um tom otimista, o prefeito completou: "Este é mais um passo, além de todos aqueles que nós estamos fazendo, para que possamos sair disso o mais rápido possível. Vai passar! Vamos continuar juntos trabalhando com fé e com muito trabalho para podermos superar esse desafio", concluiu.

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.