ASSINE

Número de internados por Covid-19 atinge menor patamar do ano no ES

Estado tem 713 pacientes internados na rede pública devido à doença, sendo 438 em UTI. Quantidades são as melhores desde os últimos meses de 2020

Publicado em 09/07/2021 às 16h09
Hospital Jayme Santos Neves, na Serra, recebe trinta e seis pacientes com Covid-19 vindos de Manaus
Hospital Jayme Santos Neves, na Serra, recebe trinta e seis pacientes com Covid-19 vindos de Manaus. Crédito: Fernando Madeira

O número de pessoas internadas na rede pública do Espírito Santo devido ao novo coronavírus atingiu o menor patamar desde novembro do ano passado. Nesta sexta-feira (9), há 713 pacientes. Os dados são do Painel Ocupação de Leitos Hospitalares, da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa).

Desse total de internados, 438 estão em vagas de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 275 nas de enfermaria – quantidades que, isoladamente, também representam marcos importantes, já que são as mais baixas desde o dia 10 de dezembro e 12 de novembro de 2020, respectivamente.

Todas essas marcas refletem o momento de queda consolidada da terceira onda da Covid-19 no Estado. As melhoras nos indicadores da pandemia começaram a ser sentidas a partir do final de abril, como consequência da quarentena imposta pelo governo estadual e do avanço da vacinação.

Para efeito comparativo, naquele mês, o Espírito Santo chegou a ter praticamente 1.700 pessoas internadas devido à doença, apenas no Sistema Único de Saúde (SUS). Já em meados de junho, esse número caiu para abaixo de mil pela primeira vez em mais de três meses. Há dez dias, são menos de 800.

39,89%

É a taxa ocupação dos leitos potenciais de UTI nesta sexta-feira (9)

Apesar do atual cenário positivo, o secretário Nésio Fernandes alertou nesta semana que uma quarta onda não está descartada. "Devemos alcançar uma imunidade coletiva entre os meses de setembro e outubro. A partir daí poderemos reconhecer uma segurança capaz de salvar vidas", afirmou.

Até lá, ele reforçou o pedido de colaboração, principalmente, aos adolescentes e jovens adultos. "Temos que fazer um apelo para respeitarem o uso das máscaras e o distanciamento social e pedir para que não exerçam atividades sociais que expõem pessoas ao risco de contaminação pela doença", disse.

Nésio Fernandes

Secretário de Estado da Saúde do Espírito Santo

"As mortes são evitáveis e já temos vacinas. Agora, precisamos ter um pouco mais de paciência para aguardar o momento em que todos estiverem protegidos"

Atualmente, há municípios que estão abrindo vacinação contra a Covid-19 para quem tem menos de 30 anos e mais da metade da população capixaba já tomou a primeira dose. No entanto, somente após a segunda é que a eficácia é garantida, com exceção do imunizante da Janssen, de dose única.

Nessa quinta-feira (8), o Espírito Santo também chegou à marca de 500 mil curados da doença. Em publicação nas redes sociais, o governador Renato Casagrande comemorou o número, mas ressaltou que nunca se deve esquecer de como a pandemia é avassaladora. O Estado já perdeu mais de 11 mil vidas.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Espírito Santo Governo do ES SESA Coronavírus Coronavírus no ES Covid-19 espírito santo nesio fernandes Pandemia Vacinas contra a Covid-19

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.