ASSINE

Covid-19: novo mapa deve trazer Grande Vitória em risco extremo

Com o fim da quarentena definida pelo governo do Estado, municípios devem voltar a ser classificados como risco baixo, moderado, alto e extremo

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 31/03/2021 às 21h56
Atualizado em 31/03/2021 às 21h56
Máscara e mapa do ES
Novo Mapa de Risco deve ser apresentado nesta sexta-feira (2). Crédito: Teddy Rawpixel/Rawpixel/Montagem Editoria visual

Com o fim da quarentena e a adoção de medidas restritivas para impedir a transmissão da Covid-19 no Estado definido para o dia 4 de abril, Domingo de Páscoa, o governo do Espírito Santo vai voltar a operar a classificação dos municípios com base no Mapa de Gestão de Risco.

A proposta analisada pelo Executivo estadual é de que, a partir da próxima segunda-feira (05), cada cidade possa ser identificada como risco baixo, moderado, alto ou extremo. A previsão é de que a Grande Vitória seja tratada como uma região única e caracterizada como risco extremo.

Ao anunciar que o Estado entraria em regime de quarentena a partir do dia 18 de março, o governador Renato Casagrande explicou que as ações foram determinadas para tentar conter o avanço do número de óbitos, de contágios e da ocupação de leitos hospitalares causados pelo novo coronavírus. "Estamos vivendo o pior momento da pandemia", reforçou, no dia 16 de março.

De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), o mapa de risco é uma estratégia estadual para demonstrar o real risco que cada cidade capixaba tem para a transmissão da Covid-19, e que define medidas por municípios a partir do cruzamento de dados sobre testagem, casos ativos, óbitos e ocupação hospitalar.

O governo estadual informou que todas as medidas a serem adotadas na atualização do Mapa de Risco estão sendo discutidas pela Sala de Situação para apresentação do mapa com previsão dessa sexta-feira (2).

"A Sesa ressalta que as medidas a serem tratadas serão válidas na próxima segunda-feira (05) em todo Estado, após finalização dos 18 dias de quarentena. Além disso, há a previsão de que nesta próxima atualização os municípios da Grande Vitória devam continuar no risco extremo e serem tratados como uma única região", informou a Sesa, por nota.

REGRAS DO RISCO DO EXTREMO

Desde a determinação de quarentena iniciada no dia 18 de março com previsão de término para o próximo domingo (4), todos os 78 municípios do Estado foram classificados como risco extremo para o contágio do novo coronavírus. Até o Domingo de Páscoa, estabelecimentos comerciais atacadistas, lojas de material de construção, oficinas e lojas de veículos, agências bancárias (com exceção de atendimento para auxílio), casas lotéricas e atividade de pesca no mar não podem funcionar. Neste período, o governador Renato Casagrande também determinou que o serviço de transporte de pessoas, municipal e metropolitano fosse suspenso, assim como o intermunicipal, o interestadual e o ferroviário.

 Mas, se os municípios da Grande Vitória passarem a ser considerados como região única e forem classificados como risco extremo, quais serão as regras?

Questionado, o governo do Estado informou que "as medidas a serem adotadas na atualização do Mapa de Risco estão sendo discutidas pela Sala de Situação para apresentação do mapa com previsão dessa sexta-feira (2), pelo governo do Estado".

No entanto, no dia 10 de junho do ano passado, quando o Espírito Santo ainda registrava ocupação de 84% dos leitos de UTI, o governo estadual anunciou as medidas que deveria implementar no risco extremo, caso o sistema de saúde público alcançasse 90% de ocupação das vagas.

Quando apresentou o plano de "risco extremo", o governo mencionou a proibição de circulação de pessoas nas ruas entre 21h e 5h, limitação da circulação de pessoas nas ruas e multa por descumprimento das medidas estabelecidas pelo plano emergencial. 

*Listamos algumas medidas que podem ser tomadas de acordo com o último planejamento de risco extremo divulgado pelo Governo do Estado. Evidentemente, muitas destas restrições podem ter sido revistas. E reiteramos que as próximas determinações serão divulgadas  oficialmente na sexta-feira (02).

MEDIDAS - EIXO SOCIAL

  1. 01

    HORÁRIO

    Proibição de circulação entre 21h e 5h, exceto por emergências essenciais

  2. 02

    RESTRIÇÃO

    Profissionais de saúde, incluindo farmácias, segurança pública, privada, assistente social, funcionários de estabelecimentos essenciais estão autorizados a circular. Essa autorização será emitida pelo empregador no site da prefeitura

  3. 03

    MULTA

    O cidadão que transitar sem máscara será multado

  4. 04

    DOCUMENTO OBRIGATÓRIO

    Todas as pessoas devem transitar com identidade e CPF e serão divididos em dois grupos

  5. 05

    PROIBIDOS PRESENCIALMENTE

    Cultos e missas só poderão ocorrer on-line

  6. 06

    LOCAIS PROIBIDOS

    As pessoas ficarão proibidas de frequentar praias, calçadões, praças e similares

Imagens de drone da Praia de Camburi
Praia de Camburi, em Vitória. Crédito: Luciney Araújo

MEDIDAS - EIXO TRANSPORTE PÚBLICO/LIMITES MUNICIPAIS

  1. 01

    TRÂNSITO ENTRE MUNICÍPIOS

    Fica permitido apenas para profissionais e prestadores de serviços essenciais em serviço

  2. 02

    TRANSPORTE PRÓPRIO

    Indústrias deverão providenciar o transporte dos funcionários

  3. 03

    PROIBIÇÃO

    Fica proibida a circulação intermunicipal, exceto para os prestadores de serviço

  4. 04

    CARROS

    Fica proibida a circulação de pessoas e automóveis particulares nos acessos intermunicipais entre municípios de risco extremo, bem como entre municípios e Estados vizinhos ao município de risco extremo

Movimentação na Reta da Penha no última dia antes das medidas restritivas do governo estadual para conter o coronavírus
Movimentação na Reta da Penha, em Vitória. Crédito: Vitor Jubini

MEDIDAS - EIXO COMÉRCIO, SERVIÇOS E INDÚSTRIAS 

  1. 01

    FIM DE SEMANA

    Fechamento total aos sábados e domingos, exceto de serviços de saúde

  2. 02

    CONSTRUÇÃO CIVIL

    As atividade da construção civil serão suspensas

  3. 03

    CUIDADOS E RESTRIÇÕES

    Adoção de um sistema mais rígido de cuidados sanitários pelas empresas que puderem funcionar

  4. 04

    SÓ PODERÁ FUNCIONAR

    Abertura exclusiva dos estabelecimentos essenciais nos dias de semana, como hipermercados, supermercados, padaria, açougues e outros

  5. 05

    RESTAURANTES

    Restaurantes funcionarão apenas para delivery

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.