ASSINE

Quarentena: atendimentos ambulatoriais suspensos a partir de segunda (29)

De acordo com as novas restrições anunciadas pelo governo do Estado, somente os serviços de urgência e emergência vão continuar funcionando normalmente

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 25/03/2021 às 16h21
Hospital Jayme Santos Neves, na Serra, recebe trinta e seis pacientes com Covid-19 vindos de Manaus
Hospital Jayme Santos Neves, na Serra, recebe pacientes com Covid-19 . Crédito: Fernando Madeira

O novo decreto permite o funcionamento apenas de "hospitais, clínicas, consultórios médicos, odontológicos e de fisioterapia, laboratórios e farmacêuticas”. A campanha de vacinação seguirá normalmente. O objetivo é minimizar, ao extremo, o número de pessoas circulando para garantir um isolamento suficiente para reduzir a ocupação de leitos.   A determinação é para a rede pública de saúde, portanto, a rede privada manterá o funcionamento regular. 

"Vamos suspender o atendimento ambulatorial especializado a partir da semana que vem. As Unidades de Pronto-Atendimento (UPAs),  Prontos-Atendimento e Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) continuarão atendendo normalmente. As unidades de saúde da atenção básica e a vacinação também não vão parar, naturalmente, pois é o grande instrumento que nós temos de enfrentamento ao vírus", pontou Casagrande.  

governo do Estado também vai se organizar,  juntamente ao Sistema Transcol, para planejar o transporte dos servidores da saúde aos seus respectivos postos de vacinação.  

MUNICIPAIS

Na Serra, a Secretaria de Saúde da Serra (Sesa) informou  que, durante a quarentena, as Unidades de Saúde funcionarão prestando atendimento prioritário para pacientes com sintomas gripais e atendimentos de urgência em geral.

Também serão mantidas as consultas de pré-natal e consultas para os programas de hipertensão, diabetes, tuberculose e hanseníase. 

A prefeitura de Vila Velha enfatizou que as unidades de saúde estarão abertas para realizar os atendimentos de pacientes suspeitos de COVID e demandas espontâneas com quadros agudos.

O município não está agendado consultas, conforme determina portaria já publicada. Todos os pacientes que estavam agendados estão sendo contactados por telefone para saber a necessidade do paciente e garantir o atendimento presencial ou não. Os atendimentos nos serviços especializados serão suspensos.

Em Guarapari, os pacientes com suspeita de Covid-19  devem buscar atendimento no ambulatório de síndromes gripais da UPA, que funciona 24 horas. A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) também reforçou que as Unidades de Saúde de Guarapari irão continuar abertas e com atendimento ao público através de livre demanda, sem atendimento pré-agendado. 

Na cidade de Cariacica, a Secretaria Municipal de Saúde (Semus) informou que as consultas nas unidades de saúde não serão suspensas. As unidades não entram na restrição do decreto estadual.

A reportagem de A Gazeta também entrou em contato com a prefeitura de Vitória e de Viana, mas até o momento não teve retorno. Assim que houver resposta dessas prefeituras, esta reportagem será atualizada. 

A Gazeta integra o

Saiba mais
Espírito Santo Coronavírus no ES Covid-19 espírito santo Pandemia

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.