ASSINE

Guarapari e mais 7 cidades do ES terão comércio restrito e bares fechados

Municípios com alto risco de contaminação da Covid-19 ficarão com eventos sociais proibidos e parques fechados na semana do réveillon, além de aulas presenciais suspensas. Veja todas as restrições

Vitória
Publicado em 26/12/2020 às 12h20
Atualizado em 26/12/2020 às 15h05
Guarapari
Praia de Guarapari, cidade que atrai milhares de turistas no verão e que terá restrições na semana do réveillon. Crédito: Reprodução/TV Gazeta

Os oito municípios classificados pelo Governo do Estado nesta sexta-feira (25) como em risco alto de contaminação pela Covid-19 terão uma série de restrições na semana do réveillon. Grandes cidades como Guarapari, Linhares e São Mateus, além de Água Doce do Norte, Alfredo Chaves, Governador Lindenberg, Irupi e Mantenópolis, estarão nessa faixa de risco entre segunda (28) e o domingo (3).

Entre as principais medidas determinadas pela Matriz de Risco do Governo do Espírito Santo para esses municípios, estão o fechamento de bares, parques e unidades de conservação ambiental, além de restrições no funcionamento de estabelecimentos comerciais e restaurantes. As aulas presenciais de qualquer nível de ensino ficam suspensas.

Guarapari, que atrai milhares de turistas nessa época do ano, já tinha anunciado que não faria queima de fogos na praia no réveillon. Nesta semana, a prefeitura também publicou um decreto que endurece as punições a lojas e restaurantes que forem reincidentes no descumprimento dos horários estabelecidos.

Agora, além disso, o município terá de fechar restaurantes, incluindo os de shoppings, até às 20h de segunda a sexta-feira e, no sábado, até 16h. A regra vale para todas as cidades em risco alto.

O comércio nesses municípios em lojas de rua, galerias, centros comerciais e shoppings terá a mesma regra: funcionamento de segunda a sexta-feira, limitado ao horário até às 20h, e, no sábado, até às 16h.

 37º Mapa de Risco Covid-19 do Espírito Santo traz oito cidades em risco alto
37º Mapa de Risco Covid-19 do Espírito Santo traz oito cidades em risco alto. Crédito: Governo do ES/Divulgação

As medidas previstas para estas cidades estão previstas na Portaria de nº 226-R, de 21 de novembro, da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), com as alterações trazidas pelas portarias 233 e 251. 

REGRAS PARA CIDADES DE RISCO ALTO

  • Todas as medidas já previstas para os riscos baixo e moderado. 
  • Suspensão do atendimento ao público em todas as agências bancárias, públicas e privadas. 
  • Suspensão das atividades presenciais em todos os estabelecimentos de ensino, da rede pública e privada, com exceção de cursos livres. 
  • Suspensão dos atendimentos em alguns órgãos e repartições públicas. 
  • Suspensão do atendimento presencial ao público em concessionárias prestadoras de serviço público.
  • Suspensão da realização de eventos em geral, corporativos, acadêmicos, técnicos e científicos, sociais, esportivos e competições esportivas. 
  • Suspensão da visitação de unidades de conservação ambiental e o funcionamento de todos os parques municipais.
  • Suspensão do funcionamento dos cinemas, teatros, circos e similares, exceto em formato drive-in. 
  • Suspensão da realização de eventos sociais, tais como casamentos, aniversários e outros tipos de confraternizações. 
  • Suspensão de funcionamento de espaços de lazer e recreação infantil. 
  • Suspensão do funcionamento dos parques de diversões e similares. 
  • Somente é admissível o atendimento presencial nos estabelecimentos comerciais, galerias e centros comerciais, de segunda a sexta-feira, limitado ao horário até às 20h, e, no sábado, até às 16h. 
  • Somente é admissível o atendimento presencial nos shopping centers de segunda a sexta-feira, limitado ao horário até às 20h, e, no sábado, até às 16h. 
  • Funcionamento de restaurantes, inclusive os de shopping center, lojas de conveniência e distribuidoras de bebidas alcoólicas, deverá ser de segunda a sexta-feira, limitado ao horário até às 20h, e, no sábado, até às 16h. 
  • Suspensão do funcionamento de bares. 
  • Funcionamento das academias com liberação apenas das atividades não aeróbicas. 
  • Proibição do consumo presencial em distribuidoras de bebidas. 
  • Implantação de barreira sanitária, pela autoridade municipal, nos limites dos municípios e nas rodovias. 

DEFINIÇÕES DOS MUNICÍPIOS

Além das regras da Matriz de Risco do Governo do Estado, cada município pode tomar medidas ainda mais restritivas que avaliar necessárias para controlar a disseminação do vírus. Algumas cidades já definiram cuidados extras. 

Guarapari

Em nota, a Prefeitura de Guarapari informou que "tendo em vista a nova classificação do município, no Mapa de Risco Estadual, o Comitê de Emergência em Saúde Pública se reunirá no início da próxima semana para avaliar as medidas necessárias".

São Mateus

Em São Mateus, a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) já definiu novo horário para o funcionamento do comércio dentro da faixa horária estipulada pelo governo. As lojas poderão abrir entre 11h30 e 17h30.

A medida deve impactar sobretudo a movimentação no balneário de Guriri, que recebe muitos turistas nesta época do ano.

Linhares

A Prefeitura de Linhares informou que adotará medidas mais rigorosas de prevenção à pandemia, entre elas o funcionamento do comércio apenas de segunda a sexta, das 10 às 16 horas, além das outras regras da Matriz de Risco.

A administração esclareceu que as restrições de horários não valem para estabelecimentos como farmácias, padarias, supermercados, borracharias, distribuidoras de água e de gás de cozinha e comércio atacadista, que são considerados serviços essenciais e não terão o funcionamento afetado.

GOVERNADOR PEDE CAUTELA

Ao publicar a informação sobre o novo Mapa no Twitter nesta sexta (25), o governador do Estado, Renato Casagrande, reforçou que "é importante mantermos todos os cuidados nas festas de fim de ano".

O NOVO MAPA

Do mapa anterior, vigente até domingo (27), apenas Alfredo Chaves e Mantenópolis permanecem em risco alto. Já Afonso Cláudio, Vargem Alta e Ecoporanga deixaram o risco alto e foram para o moderado.

O número de cidades em risco moderado permanece o mesmo: 51. No entanto, alguns municípios enquadrados nessa categoria mudaram. Já o total de cidades em risco baixo caiu de 22 para 19.

A Matriz de Risco de Convivência, de acordo com informações atualizadas do Governo do Estado, considera no eixo de ameaça: o coeficiente de casos ativos por município dos últimos 28 dias, além da quantidade de testes realizados por grupo de mil habitantes e a média móvel de óbitos dos últimos 14 dias.

Já o eixo de vulnerabilidade considera a taxa de ocupação de leitos potenciais de UTI exclusivos para tratamento da Covid-19, isto é, a disponibilidade máxima de leitos para tratamento da doença. 

CONFIRA A CLASSIFICAÇÃO DE RISCO

RISCO ALTO: Água Doce do Norte, Alfredo Chaves, Governador Lindenberg, Guarapari, Irupi, Linhares, Mantenópolis e São Mateus.

RISCO MODERADO: Afonso Cláudio, Águia Branca, Alto Rio Novo, Anchieta, Aracruz, Atílio Vivácqua, Baixo Guandu, Barra de São Francisco, Bom Jesus do Norte, Cachoeiro de Itapemirim, Cariacica, Colatina, Conceição da Barra, Divino de São Lourenço, Domingos Martins, Dores do Rio Preto, Ecoporanga, Fundão, Guaçuí, Ibatiba, Ibiraçu, Ibitirama, Iconha, Itapemirim, Itarana, Jerônimo Monteiro, João Neiva, Marataízes, Marechal Floriano, Marilândia, Mimoso do Sul, Montanha, Mucurici, Muniz Freire, Nova Venécia, Pancas, Piúma, Ponto Belo, Rio Bananal, Rio Novo do Sul, Santa Teresa, São Domingos do Norte, São Roque do Canaã, Serra, Sooretama, Vargem Alta, Venda Nova do Imigrante, Viana, Vila Valério, Vila Velha e Vitória.

RISCO BAIXO: Alegre, Apiacá, Boa Esperança, Brejetuba, Castelo, Conceição do Castelo, Itaguaçu, Iúna, Jaguaré, Laranja da Terra, Muqui, Pedro Canário, Pinheiros, Presidente Kennedy, Santa Leopoldina, Santa Maria de Jetibá, São Gabriel da Palha, São José do Calçado e Vila Pavão.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.