ASSINE

Grande Vitória registra aumento de 46% de imóveis em construção

Alta do mercado se reflete nos números do Censo do Sinduscon-ES, que aponta o crescimento da quantidade de imóveis na planta com relação a 2020

Publicado em 27/09/2021 às 18h00
Prédios
O município de Vila velha concentra 51,8% das unidades em construção no primeiro semestre de 2021. Crédito: Carlos Alberto Silva

Com o aumento gradativo da busca por imóveis desde o ano passado, muitas construtoras viram seus estoques reduzirem, oferecendo um ambiente mais favorável para realizar novos lançamentos. E os números dessa recuperação do mercado imobiliário podem ser vistos nos dados divulgados nesta segunda-feira (27) pelo 37º Censo Imobiliário do Sindicato da Indústria da Construção Civil no Estado do Espírito Santo (Sinduscon-ES).

Comparado com o primeiro semestre do ano passado, a Grande Vitória possuía 84 empreendimentos em construção. Já no mesmo período deste ano, o levantamento registrou 123 empreendimentos, sendo 113 residenciais e 10 comerciais, um aumento de 46%. Ao todo, Vitória, Vila Velha, Serra, Cariacica e Viana, possuem, em construção 14.065 unidades, sendo 13.713 residenciais e 352 comerciais. Em igual período do ano passado, o total em construção era de 11.972 unidades.

Vitória e Vila Velha saem na frente na quantidade de empreendimentos em construção: são 52 cada. No entanto, a cidade canela-verde ficou em primeiro no número de unidades, com 51,8% das unidades em construção, totalizando 7.287 unidades, enquanto Vitória vem em segundo lugar, com 2.549 unidades. Segundo a entidade, essa variação ocorre por conta das características dos empreendimentos: enquanto na Capital, os lançamentos geralmente são de uma torre, em Vila Velha, os lançamentos são maiores, comportando mais de uma torre e com um número maior de unidades.

14.065 unidades

Estão em construção na Grande Vitória

Vila Velha também se destaca na quantidade de lançamentos realizados no primeiro semestre deste ano: do total de 28 empreendimentos registrados no Censo, o município recebeu 14, Vitória, 11 e a Serra, 3. Cariacica e Viana não registraram lançamento, conforme as empresas participantes do Censo. De janeiro a junho deste ano, conforme o Censo, foram lançadas 3.620 unidades, sendo 2.121 em Vila Velha, 1.108 na Serra e 391 em Vitória.

Outro detalhe importante é que o número de unidades entregues de janeiro a junho deste ano foi 1.556, sendo 688 unidades na Serra, 344 em Viana, 335 em Vila Velha, e 189 em Vitória. Isso representa 10 empreendimentos concluídos no primeiro semestre. E das unidades em produção, 60,7% já foram vendidas, sendo que Vila Velha é o que tem maior percentual de vendas, 70,6% do total em construção.

PREÇOS

O levantamento do Sinduscon-ES também indicou a média mensal do VSO (venda sobre oferta) no primeiro semestre. No geral, os imóveis econômicos (Casa Verde e Amarela) registraram um VSO de 4,7% e os imóveis residenciais em produção, no médio e alto padrão, apresentaram maior velocidade de venda, com VSO de 6,2%.

Já o levantamento sobre preços médios do metro quadrado mostra que Vitória ainda continua com valores mais altos: R$ 9.861 para imóveis de 1 quarto, R$ 8.422 para 2 quartos, R$ 10.166 para 3 quartos e R$ 13.638 com 4 quartos. Em seguida, está Vila Velha, com valores de R$ 5.954 para 1 quarto, R$ 6.465 com 2 dormitórios, R$ 7.722 para 3 quartos e R$ 12.572 para 4 dormitórios. E em terceiro, a Serra, com valores médios de R$ 4.071 para 1 e 2 quartos, R$ 4.690 para unidades com 3 quartos e R$ 6.280 para 4 quartos.

R$ 13.638

É o valor médio do metro quadrado para um imóvel de 4 quartos em Vitória

O Censo do Sinduscon-ES foi realizado com pesquisa direta com 62 empresas que atuam na Grande Vitória, que estão produzindo imóveis residenciais ou comerciais em área superior a 800m². O Censo registra imóveis desde o lançamento comercial até a conclusão das obras e venda total das unidades.

Com informações do Sinduscon-ES.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Grande Vitória Serra Vila Velha Vila Velha serra Mercado imobiliário Sinduscon Censo Imobiliário

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.