ASSINE

Vitória, Vila Velha e Serra trocam até 78% dos vereadores. Cariacica reelege a maioria

A renovação mais expressiva ocorreu na Serra, com 78%, seguida por Vila Velha, com 70%, e Vitória, com 66%. Já Cariacica reelegeu quase 60% dos atuais vereadores da cidade

Publicado em 16/11/2020 às 19h42
Câmara de Cariacica
Sessão da Câmara de Cariacica: mais da metade dos vereadores vai seguir na Casa a partir de 2021. Crédito: Roger Nascimento/Câmara de Cariacica

Três dos principais colégios eleitorais do Espírito Santo, as cidades de VitóriaVila Velha e Serra registraram uma renovação expressiva nas Câmaras municipais. E com destaques: o pleito de 2020 retirou do Legislativo vereadores que estavam no poder havia vários anos e outros que, após terem sido afastados pela Justiça, tentavam retornar com a força das urnas. Na contramão, no entanto, Cariacica reelegeu quase 60% dos atuais parlamentares.

Confira abaixo a situação de cada uma destas quatro cidades:

VITÓRIA

A Câmara de Vitória tem 15 cadeiras, no total. E terá 10 vereadores diferentes dos da atual legislatura a partir de 2021, o que representa uma renovação de 66%.

  • São eles:
  • Camila Valadão (PSOL)
  • Delegado Piquet (Republicanos)
  • Maurício Leite (Cidadania)
  • Karla Coser (PT)
  • Anderson Goggi (PTB)
  • André Brandino (PSC)
  • Duda Brasil (PSL)
  • Gilvan Patriota (Patriota)
  • Armandinho Fontoura (Podemos)
  • Aloisio Varejão (PSB)

Onze tentaram a reeleição, mas apenas cinco vão permanecer na Casa.

  • São eles:
  • Dalto Neves (PDT)
  • Davi Esmael (PSD)
  • Denninho Silva (Cidadania)
  • Luiz Emanuel (Cidadania)
  • Luiz Paulo Amorim (PV)

Quatro parlamentares não teriam como retornar. Eles optaram por outra disputa em 2020 e não foram bem sucedidos. É o caso de Neuzinha de Oliveira (PSDB), que tentou obter o comando da Prefeitura de Vitória e não foi eleita. O mesmo aconteceu com Mazinho dos Anjos (PSD). E também com Nathan Medeiros (PSL), que disputou como vice na chapa de Fabrício Gandini (Cidadania), sem ser eleito.

SERRA

Na Câmara da Serra a renovação alcançou a marca de 78%, com a eleição de 18 novos vereadores que vão assumir os mandatos em 2021. A Casa é composta, no total, por 23 parlamentares.

  • Dentre os novos estão:
  • Teilton Valim (PP)
  • Saulinho da Academia (Patriota)
  • Paulinho do Churrasquinho (PDT)
  • Dr. Willian Miranda (PL)
  • Fred (PSDB)
  • Igor Elson (Podemos)
  • Jefinho do Balneário (PL)
  • Professor Rurdiney (PSB)
  • Elcimara Loureiro (PP)
  • Willian da Elétrica (PDT)
  • Professor Alex Bulhões (PMN)
  • Sergio Peixoto PROS)
  • Rodrigo Caçulo (Republicanos)
  • Anderson Muniz (PODE)
  • Professor Artur Costa (Solidariedade)
  • Raphaela Moraes (Rede)
  • Pablo Muribeca (Patriota)
  • Cleber Serrinha (PDT)

Dos atuais 23 parlamentares, 20 tentaram a reeleição, mas somente cinco deles conseguiram garantir presença em uma nova legislatura.

  • São eles:
  • Adriano Galinhão (PSB)
  • Ericson Duarte (Rede)
  • Raposão (PSDB)
  • Rodrigo Caldeira (PRTB)
  • Welington Alemão (DEM)

A Câmara da serra enfrentou muitas dificuldades na legislatura que se encerra em 2020, com vereadores sendo afastados. Mas nenhum deles, entre os que tentaram a reeleição, foram eleitos. É o caso de Neidia Pimentel (sem partido), que não disputou a eleição, ou de seu suplente, Fabão da Habitação (PSB), que assumiu o mandato e participou do pleito, mas não foi reeleito.

O mesmo aconteceu com Fabio Latino PSB), que assumiu após a morte do vereador Cabo Porto. Ele chegou a substituir por alguns meses, ainda em 2020, Geraldinho Feu Rosa (PMB), quando de seu afastamento. Este último retornou à Câmara, mas não conseguiu ser reeleito.

Wanildo Pascoal Sarnaglia (PSD) substituiu o vereador afastado Nacib Haddad Neto (DEM), outro que voltou a disputar o pleito e não foi bem sucedido. Já Wanildo ensaiou concorrer, mas renunciou à candidatura.

Na cidade, três vereadores não disputaram a reeleição: Geraldinho PC (PDT) e Quélcia Mara Fraga Gonçalves PRB). Um terceiro, Fabio Duarte (Rede), optou por disputar a prefeitura da cidade e vai para confronto direto no segundo turno com o Sergio Vidigal (PDT).

VILA VELHA

Em Vila Velha, a renovação na Câmara  superou os 70%, com a eleição de 12 novos parlamentares.

  • São eles:
  • Joel Rangel (PTB)
  • Leo Pindoba (PTC)
  • Jonimar (PSC)
  • Welber da Segurança (PSDB)
  • Renzo Mendes (PP)
  • Flavio Pires (PTC)
  • Fabio do Vale (Patriota)
  • Devacir Rabelo (DC)
  • Romulo Lacerda (PSL)
  • Devanir Ferreira (Republicanos)
  • Tita (PSD)
  • D"Orleans Sagais (PV)

Dos 17 parlamentares da Casa, 13 tentaram permanecer como vereadores, mas apenas cinco conseguiram se reeleger.

  • São eles:
  • Anadelso Pereira (Podemos)
  • Bruno Lorenzutti (Podemos)
  • Osvaldo Maturano (PSDB)
  • Patricia Crizanto (PSB)
  • Rogerio Cardoso (DEM)

Um dos não reeleitos é Ivan Carlini (DEM). Ele disputava o seu oitavo mandato para a Câmara municipal, em que exerceu por seis vezes a presidência da Casa. Após 28 anos como parlamentar, a partir de 2021 ele não estará mais na Casa, apesar de ter sido o terceiro mais votado na cidade. Pelos cálculos do quociente eleitoral, o demista ficou de fora.

Dois vereadores disputaram outros cargos. Ricardo Chiabai (Cidadania) foi vice na chapa de Neucimar Fraga (PSD) na disputa pela Prefeitura de Vila Velha. Eles foram derrotados no primeiro turno. O outro é Arnaldinho Borgo (Podemos), que passou à segunda fase da corrida pelo Executivo municipal e enfrenta o prefeito Max Filho (PSDB) no dia 29 de novembro.

CARIACICA

Já a Câmara de Cariacica registrou uma renovação mais tímida, em torno de 42%, ficando bem abaixo das maiores cidades da Grande Vitória. Foram eleitos 8 novos vereadores, das 19 vagas.

  • São eles:
  • Netinho (DC)
  • Cleidimar Alemão (PROS)
  • Lei (DEM)
  • Preto (PSB)
  • Juquinha (PMN)
  • Paulo Foto (PROS)
  • Mauro Durval (Cidadania)
  • Marcelo Zonta (Cidadania)

Dos 19 vereadores da cidade, dois não disputaram a reeleição e outros 15 decidiram tentar mais um mandato. Destes, 11 parlamentares foram bem sucedidos e retornam para mais uma legislatura em 2021. Ou seja, 57,8% vão continuar lá.

  • São eles:
  • Amarildo Araújo (PSB)
  • André Monteiro Lopes (PT)
  • Broinha (PMN)
  • Cesar Lucas (PV)
  • Edgar Pedro Teixeira (PSL)
  • Edson Nogueira de Souza (PODE)
  • Lelo Couto (DEM)
  • Leo Alexandre Coutinho de Almeida (PDT)
  • Renato Machado (Avante)
  • Romildo Alves de Oliveira (PP)
  • Sergio Camilo Gomes (PRTB)

Na cidade, dois vereadores decidiram disputar a prefeitura: Celso Andreon (PSD) e Joel da Costa (PSL), mas foram derrotados já no primeiro turno.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.