ASSINE

Candidato de Piúma é eleito com apenas 25 votos a mais que 2° colocado

Paulo Cola, do Cidadania, venceu a disputa na cidade do Sul do ES com 4.161 votos contra 4.136 de Samuel Zuqui (PSDB)

Rede Gazeta
Publicado em 15/11/2020 às 23h18
Paulo Cola (Cidadania), de branco, ao lado do vice, Pastor Ezequias (PMB): chapa eleita em Piúma
Paulo Cola (Cidadania), de branco, ao lado do vice, Pastor Ezequias (PMB), de azul: chapa eleita em Piúma. Crédito: Reprodução/Facebook Paulo Cola

Em Piúma, município do Litoral Sul do Espírito Santo, o policial militar Paulo Cola (Cidadania), de 44 anos, foi eleito prefeito com apenas 25 votos de vantagem sobre o segundo colocado nas eleições 2020. A chapa eleita é formada pelos partidos Cidadania, PMB e PSC.

Ele venceu com 4.161 votos, o que corresponde a 32,70% dos votos válidos. Já o segundo colocado, Samuel Zuqui (PSDB), teve 4.136 votos, ou seja, foi escolhido por 32,50% do eleitorado. 

Além disso, a terceira colocada no pleito, a candidata Martha Scherrer (Patriota), teve 25,54% dos votos válidos, sendo escolhida por 3.250 eleitores, 911 votos a menos que o vencedor.

Em Piúma, 13.383 eleitores votaram neste domingo (15). Desse total, 12.725 foram votos válidos e, o restante, brancos e nulos. Na cidade, 21,29% do eleitorado não compareceu. Em 2021, Paulo Cola (Cidadania) vai assumir a gestão do município ao lado do vice Pastor Ezequias (PMB), de 46 anos. 

* Israel Zuqui é aluno do 23º Curso de Residência em Jornalismo da Rede Gazeta e foi supervisionado pelo editor Geraldo Campos Jr.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.