Vacinação começa imediatamente após doses chegarem ao ES, diz Casagrande

Governador do Espírito Santo já viajou para ato simbólico de entrega dos imunizantes, nesta segunda-feira (18), em São Paulo; estimativa é que o Estado receba cerca de 100 mil doses da Coronavac

Vitória
Publicado em 17/01/2021 às 21h57
Atualizado em 18/01/2021 às 14h12
Entrevista com o governador do Espírito Santo Renato Casagrande (PSB) na residência oficinal, Praia da Costa, Vila Velha
Espírito Santo pode iniciar a vacinação contra a Covid-19 antes da próxima quarta-feira (20), data do cronograma oficial do Governo Federal. Crédito: Vitor Jubini

"Assim que chegarem as vacinas aqui no nosso Estado, começaremos imediatamente a aplicá-las na população." Foi com essa frase que o governador Renato Casagrande (PSB) se despediu do Espírito Santo e embarcou em um avião rumo à cidade de São Paulo, onde participará de um ato simbólico de entrega das vacinas na manhã desta segunda-feira (18).

A expectativa é que o Estado receba inicialmente cerca de 100 mil doses da Coronavac – imunizante elaborado pelo laboratório chinês Sinovac em parceria com o Instituto Butantan, que teve o uso emergencial aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) na tarde deste domingo (17), de forma unânime.

Renato Casagrande

Governador do Espírito Santo

"O plano estadual está pronto: temos seringas, agulhas... Estamos preparados para a imunização"

Ainda em outubro do ano passado, o governo capixaba realizou a compra de 6 milhões de seringas para aplicar a vacina contra a Covid-19 e o primeiro lote chegou nesse sábado (16). Desde aquela época, o Estado se prepara para fazer a imunização neste mês de janeiro, a depender da devida aprovação dos imunizantes.

Caso a previsão da chegada das primeiras doses ocorra, de fato, nesta segunda-feira (18), o Espírito Santo pode começar a vacinar a população mais cedo do que o estimado pelo Ministério da Saúde, que anunciou o início da campanha para a quarta-feira (20). Consequentemente, os municípios da Grande Vitória já estão se organizando. Veja abaixo:

VITÓRIA

  • Os primeiros a serem imunizados serão os idosos que vivem em Instituições de Longa Permanência (ILP) do município e os profissionais de saúde que atuam na linha de frente de combate à pandemia.
  • Os profissionais de saúde serão vacinados nos próprios hospitais e os idosos das ILP nos locais onde vivem.
  • Ao chegar mais doses, serão vacinados os idosos com mais de 75 anos de idade, que poderão agendar a vacinação on-line e irem até o local determinado.
  • O grupo prioritário da cidade é estimado em 32 mil pessoas.
  • Conforme forem chegando mais doses, o município estudará a possibilidade de adotar postos volantes e outras estratégias.

VILA VELHA

  • Os idosos com mais de 60 anos em Instituições de Longa Permanência e as pessoas abrigadas com mais de 18 anos e com algum tipo de deficiência serão os primeiros a serem vacinados.
  • Município prevê a realização de agendamento on-line e drive thru.
  • Há a possibilidade de expandir a vacinação para outros espaços, como ginásios e igrejas.
  • Estimativa é que o grupo prioritário da campanha seja composto por cerca de 50 mil pessoas.

SERRA

  • Os idosos acamados com mais de 75 anos receberão a vacina em casa.
  • Município ainda aguarda o quantitativo de doses que receberá para definir a estratégia adotada.
  • Estão previstos o agendamento on-line e os drives thrus de vacinação.
  • Poderá usar maternidades, hospitais, escolas e associações comunitárias como pontos de vacinação.

CARIACICA

  • Os idosos que vivem em Instituições de Longa Permanência serão vacinados nas próprias ILPs.
  • Esquema de escalonamento prevê a ampliação do horário de funcionamento das unidades básicas de saúde e dos pontos de vacinação.
  • Haverá serviço de agendamento on-line por meio de site.
  • Município aguarda o quantitativo de doses para definir se implantará drive thru e outros pontos de vacinação em shoppings e escolas, por exemplo.

GUARAPARI

  • Idosos com mais de 60 anos que vivem em Instituições de Longa Permanência e profissionais de saúde que atuam na linha de frente de combate à pandemia serão os primeiros a serem vacinados.
  • Município ainda aguarda o quantitativo de doses para finalizar a estratégia de vacinação.
  • Há a possibilidade de criação de sistemas de drive thru para aplicar as vacinas futuramente.
  • O agendamento on-line também está sendo providenciado.

A reportagem de A Gazeta também entrou em contato com as prefeituras de Viana e Fundão. No entanto, esses municípios não informaram as respectivas estratégias de vacinação contra a Covid-19 até a publicação desta reportagem. Assim que os retornos forem dados, esse texto será atualizado.

Espírito Santo Renato Casagrande Coronavírus Coronavírus no ES Covid-19 espírito santo Vacina Campanha de vacinação Pandemia

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.