ES receberá cerca de 100 mil doses de vacina contra a Covid-19

Quantitativo se refere à primeira leva de imunizantes que deve chegar ao Estado nesta segunda-feira (18); uso emergencial foi aprovado pela Anvisa

Vitória
Publicado em 17/01/2021 às 18h32
Atualizado em 17/01/2021 às 18h32
As vacinas servem para estimular o sistema imunológico que passa a reconhecer agentes que causam doenças produzindo anticorpos
Ato simbólico da entrega das vacinas contra a Covid-19 acontecerá na manhã desta segunda-feira (18) em São Paulo. Crédito: @8photo/Freepik

Espírito Santo receberá aproximadamente 100 mil doses de vacinas contra a Covid-19 já nesta segunda-feira (18). A entrega simbólica dos imunizantes está marcada para acontecer a partir das 7h, em um ato que será realizado em São Paulo (SP), no qual o governador Renato Casagrande (PSB) estará presente.

Na tarde deste domingo (17), o ministro da saúde Eduardo Pazuello já havia adiantado o cronograma e afirmado que os Estados começariam a receber as vacinas nesta data. Assim, elas serão redistribuídas aos municípios na terça-feira (19) e a vacinação terá início na próxima quarta-feira, dia 20 de janeiro, em todo o país.

Por meio das redes sociais, o governador Renato Casagrande garantiu que o Espírito Santo já está preparado para começar a vacinar a população, com número suficiente de seringas e agulhas. Além do planejamento logístico estruturado. Na mesma publicação, ele também comemorou a aprovação das vacinas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

autorização do uso emergencial da Coronavac e da vacina de Oxford/AstraZeneca ocorreu no início da tarde deste domingo (17), após cerca de cinco horas de reunião e votação. Ambos os imunizantes – que têm como parceiros o Instituto Butantan e a Fundação Oswaldo Cruz (FioCruz), respectivamente – foram liberados de maneira unânime. 

Em um ato simbólico feito no Hospital das Clínicas, em São Paulo, a enfermeira Mônica Calazans recebeu a primeira dose da Coronavac. Trabalhando na linha de frente de combate à pandemia, ela pertence ao grupo de risco da Covid-19 por ser obesa, diabética e hipertensa. Um enfermeiro e uma índia também receberam o imunizante.

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.