ASSINE

Governo do ES compra 6 milhões de seringas para vacina contra Covid-19

Segundo o secretário da Saúde, Nésio Fernandes, do total de seringas compradas, 1,5 milhão será para a pronta-entrega. O Espírito Santo se prepara, logisticamente, para começar a vacinar a população em janeiro, caso haja até lá vacina aprovada

Publicado em 14/10/2020 às 12h54
Atualizado em 14/10/2020 às 21h26
Vacina
Vacina contra Covid ainda passa por testes. Crédito: Danilo Verpa/Folhapress

Para evitar a falta de insumos na campanha de vacinação contra a Covid-19, o Espírito Santo preparou a compra de seis milhões de seringas. A informação é do secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes, que participou do Talk Show CBNevento promovido pela rádio CBN Vitória na manhã desta quarta-feira (14). Ainda não se sabe se as vacinas vão necessitar de mais de uma dose e a duração dessa imunidade.

Várias entidades, como a Organização Mundial da Saúde (OMS) e a União Europeia, alertaram nos últimos meses sobre o risco de falta de seringas, lenços e equipamentos de proteção necessários para a imunização.

Segundo o secretário de Estado da Saúde, do total de seringas compradas, 1,5 milhão será para a pronta-entrega. O Espírito Santo se prepara, logisticamente, para começar a vacinar a população em janeiro caso haja até lá vacina aprovada.

"O governo do Estado do Espírito Santo, liderado por Renato Casagrande, já preparou a aquisição de seis milhões de seringas para a vacinação da Covid-19 em 2021. Atentos ao alerta da Organização Mundial da Saúde (OMS) sobre o risco de falta de insumos para as campanhas nacionais de imunização do mundo em 2021, já finalizamos nosso processo de compra. Temos já para a pronta-entrega, com o fornecedor, a garantia de 1,5 milhão de seringas e seis milhões de seringas em até 60 dias para que a gente consiga, dentro do plano estadual de imunização, pactuar com os municípios uma estratégia adequada, com agendamento, com busca ativa nos grupos que serão prioritários para que, assim que as vacinas estiverem disponibilizadas, iniciarmos de maneira oportuna e precoce a vacinação", detalhou Nésio Fernandes.

Durante o Talk Show, o secretário citou a experiência exitosa do Governo do Espírito Santo em 2017 de conseguir vacinar contra a febre amarela mais de 3 milhões de capixabas em três meses. "Temos a capacidade de vacinar 1 milhão de pessoas por mês no Espírito Santo", garante Nésio.

MINISTÉRIO DA SAÚDE

Ministério da Saúde anunciou, na última quinta-feira (8), a previsão de 140 milhões de doses da vacina para Covid-19. A expectativa é que a população tenha acesso a partir de janeiro de 2021, após aprovação pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Em um primeiro momento, as vacinas serão ofertadas pelo laboratório AstraZeneca, responsável pelo desenvolvimento da vacina de Oxford, e pelo consórcio internacional Covax Facility. Após a incorporação de tecnologia em uma segunda fase, a previsão é que a capacidade de produção seja de mais 165 milhões de doses no ano que vem.

Além dessas, outras produtoras de vacina possuem acordo com Estados brasileiros, como o laboratório chinês Sinovac, que tem parceria com o Instituto Butantan, em São Paulo, e a Rússia, que produz a Sputnik V.

Desde o início da pandemia, o Espírito Santo já registrou 3.680 mortes e 140.701 casos de Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus. As informações são do Painel Covid-19, da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), atualizado na tarde desta terça-feira (13).

A Gazeta integra o

Saiba mais
SESA Coronavírus Coronavírus no ES Vacina Campanha de vacinação Pandemia

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.