ASSINE

Municípios do ES terão que decidir se vão autorizar as feiras livres

Uma quarentena de 14 dias será adotada em todo o Espírito Santo a partir desta quinta-feira (18). Restrições afetam comércio e serviços não essenciais, que vão permanecer fechados neste período; veja o que funciona

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 17/03/2021 às 10h38
Idosos frequentam a feira livre de Jardim da Penha
Quarentena no ES: municípios vão decidir sobre funcionamento de feiras livres. Crédito: Elis Carvalho

Uma quarentena de 14 dias será estabelecida no Espírito Santo a partir desta quinta-feira (18) com o objetivo de conter o avanço da pandemia do novo coronavírus no Estado. As restrições, mais rígidas que as anteriores, foram anunciadas pelo governador Renato Casagrande nesta terça (16), após o Estado atingir 91% de ocupação de leitos destinados ao tratamento de pacientes contaminados pela Covid-19.

As novas regras restringem setores do comércioatividades sociais e serviços públicos. Em relação às feiras livres, porém, o governo estadual esclareceu que caberá aos municípios decidir por mantê-las ou suspendê-las neste período. A informação foi publicada nesta quarta (17), em edição extra do Diário Oficial do Estado.

O QUE VAI PODER FUNCIONAR NA QUARENTENA DE 14 DIAS

A 'quarentena' de 14 dias anunciada na tarde desta terça-feira (16) pelo governador Renato Casagrande para combater o avanço do novo coronavírus vai atingir todos os segmentos de comércio e serviços do Espírito Santo que não são considerados essenciais.

Lojas de rua e shopping centers não poderão abrir as portas nem salões de beleza ou academias. Restaurantes e bares só poderão funcionar por meio de delivery, sem atendimento presencial.

Terão autorização para manter as atividades os estabelecimentos considerados essenciais como supermercados, postos de gasolina, farmácias, padarias, lojas de material de construção e oficinas mecânicas, além do setor industrial, do agronegócio e a construção civil.

Comércio

  • Supermercados e hipermercados de segunda a sábado (não pode abrir aos feriados) 
  • Atacados de segunda a sábado (não pode abrir aos feriados) 
  • Minimercados de segunda a sábado (não pode abrir aos feriados) 
  • Hortifrutis de segunda a sábado (não pode abrir aos feriados) 
  • Farmácia poderá abrir todos os dias 
  • Padaria e lojas de produtos alimentícios de segunda a sábado (não pode abrir aos feriados) 
  • Lojas de material de construção de segunda a sábado (não pode abrir aos feriados) 
  • Postos de combustíveis poderão funcionar todos os dias, exceto as lojas de conveniência que estão proibidas de funcionar

Serviços

  • Cuidado dos animais 
  • Transporte público 
  • Data center
  • Telecomunicações
  • Oficinas mecânicas 
  • Transmissão de energia 
  • Serviços funerários 
  • Casas lotéricas, bancos e serviços postais 
  • Atividades de jornalismo 
  • Distribuição de água 
  • Limpeza urbana 
  • Hotéis com ocupação de até 50% de sua capacidade 
  • Locação de veículos

Indústria

  • Fábricas e usinas podem abrir 
  • Construção civil pode também funcionar

Agronegócio

  • Produção do agronegócio
  • Atividade pesqueira

O QUE PODE FUNCIONAR COM RESTRIÇÃO

Restaurantes poderão funcionar com delivery. Fica proibido o serviço de drive-thru e qualquer atendimento presencial, mesmo com hora marcada. 

O QUE ESTÁ PROIBIDO DE FUNCIONAR

Quaisquer atividades de serviços e comércio que não estejam enquadradas como serviço essencial, como lojas de roupas, lojas de conveniência, salões de beleza.

Agronegócio Comércio Pandemia Quarentena no es

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.