ASSINE

Condomínios com imóveis econômicos investem em lazer e  segurança

Lançamentos financiados pelo programa do governo federal oferecem estrutura de clube, espaço de coworking e outros serviços diferenciados

Rede Gazeta
Publicado em 17/06/2021 às 12h13
Vista do Vale
Morar investe em áreas de lazer com piscinas para adulto e crianças. Crédito: Morar Construtora/Divulgação

Se antes os empreendimentos de programas habitacionais eram mais básicos, hoje esses imóveis estão bem equipados. Tanto que é possível morar em um condomínio-clube pagando prestações menores que o aluguel.

Muitas dessas opções estão enquadradas no programa do governo federal Casa Verde e Amarela, que alterou critérios do antigo Minha Casa Minha Vida (MCMV). Com a mudança na faixa de avaliação dos apartamentos econômicos, as construtoras já conseguem oferecer novos itens como áreas de lazer mais completas, garagens cobertas, espaços de coworking, elevador e até vista para o mar.

Tudo isso porque a concorrência aumentou e o olhar do consumidor está mais crítico. Já que na hora de investir no primeiro imóvel é preciso mesmo muito estudo para não errar ao fechar negócio.

“O programa é uma porta de entrada para as pessoas que vão adquirir o primeiro apartamento. As construtoras têm trabalhado cada vez mais para atender às demandas e adicionar elementos que irão valorizar o empreendimento. Por isso, o mercado capixaba está bem servido para unidades de primeira moradia”, destaca o diretor do Sindicato da Indústria da Construção Civil no Estado do Espírito Santo (Sinduscon) Joacyr Meriguetti.

Esse é o caso da técnica de enfermagem Geovana Helmer. Moradora de São Diogo II há cinco meses, ela conta que esse foi o primeiro financiamento de um apartamento com o seu nome.

Geovana Helmer é técnica de enfermagem e realizou pelo programa Casa Verde e Amarela o primeiro financiamento de um imóvel no seu nome
Geovana Helmer é técnica de enfermagem e realizou pelo programa Casa Verde e Amarela o primeiro financiamento de um imóvel no seu nome . Crédito: Arquivo pessoal

Segundo Geovana, a decisão de se mudar para um imóvel novo foi tomada devido aos constantes alagamentos da casa anterior. Apesar do medo inicial de ter o financiamento negado pela instituição financeira, ela descreve o processo como rápido e natural.

Geovana Helmer

técnica de enfermagem

"Entrar pela primeira vez nesse apartamento foi uma sensação muito boa. Senti bastante diferença devido à segurança, ao sossego e à área de lazer com piscina. A localização é ótima e, quando bati o olho na maquete, sabia que o empreendimento era para mim"

Os empreendimentos evoluíram, mas ainda é possível encontrar variações entre as unidades. O diretor da Associação das Empresas do Mercado Imobiliário (Ademi-ES) Eduardo Fontes explica que os apartamentos mais equipados são os que estão próximos ao teto do programa.

“Quem ganhou foi o consumidor, porque com o aumento na concorrência tem-se um leque maior de empresas disputando esses clientes. É o tipo de segmento com bastante déficit habitacional, o crescimento é contínuo e dificilmente vai ser prejudicado”, pontua Fontes.

Para ganhar competitividade no mercado, o termômetro das construtoras é o cliente. A procura por ambientes com áreas de lazer maiores e o olhar crítico para a qualidade das unidades têm remodelado a tipologia dos empreendimentos do programa.

Uma empresa que aposta em diferenciais é a Morar Construtora, que lançou em maio 1.000 unidades em dois condomínios-clube, o Vista de Barcelona, em Porto Canoa, na Serra, e o Vista do Vale, em Vale Encantado, Vila Velha.

Os lançamentos contam até com espaço de coworking, já que na pandemia o trabalho em casa se popularizou. Além disso, os condomínios-clube têm segurança reforçada com cercas elétricas, portões automáticos, circuitos fechados de TV e previsão de instalação de estações para recarga de veículos elétricos.

Na caprichada estrutura de lazer dos empreendimentos há piscinas adulto e infantil, parquinho, campinho gramado, churrasqueira, salões de festas aberto e fechado, entre outros itens.

“Nossos condomínios, em geral, contam com opções de dois e três quartos, com ou sem suíte, e até quintal privativo. Estão localizados em áreas de plena expansão, com toda infraestrutura de supermercados, padarias, academia e comércio em geral ao redor”, explica o responsável pelos projetos e gerente comercial da Morar Construtora, Filippe Vieira.

Também na Serra, o Villa Mestre Residencial Clube, da De Martin Construtora, será entregue com o piso cerâmico em todos os ambientes. Além do lazer com piscina, salão de festas, churrasqueira, parquinho, academia, horta compartilhada e quadra recreativa.

“Hoje em dia, o cliente não liga se a vaga do carro fica longe da torre, o mais importante é se o veículo ficará descoberto. Por isso nos atentamos aos detalhes, sempre procuramos uma localização privilegiada para aumentar a valorização do empreendimento, próxima ao comércio, e desenvolvemos plantas com opções no térreo com quintal como diferencial”, afirma o diretor da De Martin Construtora, Felippe Sabino.

Essas novidades se tornaram possíveis devido à ampliação no valor das unidades dentro do programa habitacional. O teto de construção aumentou e agora os empreendimentos podem chegar até R$ 190 mil. Assim, as construtoras conseguem entregar apartamentos maiores e com melhor acabamento, aponta o sócio-proprietário da Soliddo Engenharia, Vicenzo Queiroz.

“Algumas das nossas unidades já contam até com a marcenaria, porque o nosso objetivo é finalizar o apartamento com tudo pronto para a pessoa entrar e morar. A Soliddo também possui empreendimentos com cinco torres e uma delas com elevador para quatro andares”, pontua Vicenzo Queiroz.

CASA VERDE E AMARELA

Aprovado em dezembro do ano passado pelo Senado, o programa Casa Verde e Amarela substituiu o Minha Casa Minha Vida (MCMV) e promoveu alterações nas taxas de juros, faixas de renda e modalidades de atendimento. O objetivo continua sendo garantir o acesso à moradia.

Para financiar um imóvel pelo programa, é preciso ter renda mensal de até R$ 7 mil. Também é possível utilizar as linhas de crédito para garantir os títulos de direito real de lotes familiares e promover reformas habitacionais.

REGRAS DO NOVO PROGRAMA

FAIXAS DE RENDA

O Casa Verde e Amarela altera as faixas de renda do Minha Casa Minha Vida (MCMV), dividindo em três grupos. O primeiro é para famílias com renda até R$ 2 mil; o segundo, entre R$ 2 mil e R$ 4 mil; e o terceiro, famílias com renda de R$ 4 mil a R$ 7 mil.

TAXAS DE JUROS

Com a mudança da inflação no país, os juros também precisaram ser alterados. Os novos valores consideram variam de 4,5% ao ano 8,16% ao ano, de acordo com a faixa de renda e a localidade das unidades. Houve também aumento no limite do valor dos imóveis financiados, podendo chegar a R$ 190 mil.

REFORMA

Integrantes do grupo 1 também poderão obter recursos, caso sejam selecionados, para aplicar na reforma do imóvel ou ampliação de espaços. Para isso, é necessário estar inscrito no CadÚnico, ser maior de 18 anos e não possuir outros imóveis.

REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA

Além do financiamento de unidades habitacionais, o programa também atende a novas modalidades. O Casa Verde e Amarela concede títulos de direito real de lotes familiares, com o objetivo de reduzir conflitos fundiários, dar segurança jurídica e estimular a formalização dos patrimônios no Brasil.

CONFIRA ALGUNS EMPREENDIMENTOS

  1. A Gazeta - mmylgo3n
    01

    VISTA DO VALE CONDOMÍNIO-CLUBE

    Características: 2 quartos e 2 quartos com suíte. Opções de unidades acessíveis para pessoas com mobilidade reduzida, quintal privativo, varanda descoberta e espaço para escritório, 3º quarto ou closet. O condomínio-clube conta com ampla área de lazer incluindo quadra recreativa, quiosque com churrasqueira, sala de ginástica, piscina, entre outros. O empreendimento também tem segurança reforçada, previsão de instalação para recarga de veículos elétricos e sistema de sensores no hall e corredores. Localização: Vale Encantado, Vila Velha Valor: a partir de R$ 165.561,44. Realização: Morar Construtora

  2. A Gazeta - v13m4
    02

    VISTA DE BARCELONA CONDOMÍNIO-CLUBE

    Características: 3 quartos (sendo 1 de serviço), 2 quartos com ou sem suíte, 2 quartos com depósito/escritório. Opções de unidades acessíveis para pessoas com mobilidade reduzida, quintal privativo e espaço para escritório. Conta com salas de treinamento e coworking, além de ampla área de lazer com quadra recreativa, quiosque com churrasqueira, sala de ginástica, piscina, entre outros. O empreendimento tem segurança reforçada, previsão de instalação para recarga de veículos elétricos e sistema de sensores no hall e corredores. Localização: Região de Porto Canoa, Serra Valor: a partir de R$ 161.792,68. Realização: Morar Construtora

  3. A Gazeta - j4tncpm
    03

    VILLA DO MESTRE

    Características: empreendimento com 2 torres de 12 pavimentos cada e 12 apartamentos, totalizando 288 unidades, sendo 144 apartamentos por torre. Unidades de 1 quarto (36,17m²), 2 quartos (45,04m² a 48,15m²) e 2 quartos com suíte (50,16m² e 50,27m²). Edifício com elevadores e garagem com vagas cobertas. Lazer entregue decorado e mobiliado com piscina, salão de festas, churrasqueiras, parquinho, quadra recreativa, horta compartilhada e academia. Vagas exclusivas para bicicletas, motos e visitantes, reaproveitamento de água da chuva e infraestrutura para instalação de circuito interno de TV. Localização: Jardim Limoeiro, Serra Valor: a partir de R$ 128 mil. Realização: De Martin Construtora

  4. A Gazeta - pjpfsispkv
    04

    VIVA LAGUNA

    Características: com unidades com vista para o mar de Manguinhos, o empreendimento conta com opções de 2 quartos com quintal privativo. Também estão disponíveis unidades para pessoas com mobilidade reduzida. A área de lazer inclui salão de festas, playground, pet place, salão de jogos, espaço gourmet, piscinas adulto e infantil, espaço kids, quadra, pomar e bicicletário. Localização: avenida Desembargador Antônio José Miguel Feu Rosa, Região de Manguinhos, Serra Valor: a partir de 145 mil. Realização: MRV Engenharia

  5. A Gazeta - prgcudwbj8
    05

    VIA MAR

    Características: com três torres, com elevadores, o empreendimento conta com opções de 1 e 2 quartos. São mais de mil metros quadrados de área de lazer, com piscinas para adultos e crianças, salão de festas, espaço bike com bicicletas compartilhadas cedidas pela construtora, pomar, playground, entre outros. Para a segurança dos moradores, o empreendimento também oferece estrutura completa. Além da fachada de estilo neoclássico, as unidades contam com opções acessíveis para pessoas com necessidades especiais. Localização: rua das Tâmaras, 40, Lote 01, Quadra SQ-2 (SQ-dois), Loteamento Jardim Laranjeiras, bairro Morada de Laranjeiras, Serra Valor: a partir de R$ 175.873,00. Realização: Metron Engenharia

  6. A Gazeta - wn3yq11fk3d
    06

    RESIDENCIAL PORTO D’ALDEIA

    Características: opções de 2 quartos (44,04m²) ou 2 quartos com quintal. Área de lazer completa com brinquedoteca, área fitness, salão de festas, área de festas externa, playground, churrasqueira e piscinas adulto e infantil. Vagas de garagem cobertas para carros, motos e bicicletas. Localização: rua Quetzal, esquina com a rua Uirapuru, Novo Horizonte, Serra Valor: R$ 153.401,74.  Realização: Sollido Engenharia

A Gazeta integra o

Saiba mais
Casa Verde e Amarela imóveis Financiamento Mercado imobiliário

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.