ASSINE

Com Covid-19, mãe de Casagrande recebe alta de hospital

Ela está bem e vai se recuperar em casa. Também diagnosticado, governador disse que termina amanhã o seu ciclo de contágio da doença, mas permanecerá em isolamento, fazendo reuniões por videoconferência

Publicado em 03/06/2020 às 12h32
Atualizado em 03/06/2020 às 12h34
Dona Anna Casagrande, ao centro, com os filhos em 2019
Dona Anna Casagrande, ao centro, com os filhos em 2019. Crédito: Reprodução/Instagram Renato Casagrande

O governador do Espírito Santo, Renato Casagrande (PSB), anunciou em uma transmissão pelas redes sociais que sua mãe, Anna Venturim Casagrande, de 87 anos, recebeu, nesta quarta-feira (3), alta do hospital em que estava internada havia sete dias. Ela foi diagnosticada com Covid-19 e vai cumprir isolamento em casa a partir de agora. Casagrande aproveitou o anúncio para agradecer pelas mensagens de apoio.

 "Amanhã (quinta-feira) também devo encerrar meu ciclo de 14 dias de contágio e estar em melhores condições a partir da sexta-feira (5). Vamos continuar nossas reuniões por videoconferência. Agradeço a todos que manifestaram carinho pela recuperação minha e da minha esposa. A alta da minha mãe, para nós, é uma vitória. Minha esposa está lá recebendo minha mãe agora. Para nós é um dia de alegria, mas sei que muita gente está sofrendo, muitos estão tristes e perdendo amigos e familiares. Espero que todos compreendam a necessidade de mudar nossos comportamentos. Temos que ter responsabilidade conosco e com as outras pessoas também", afirmou o governador.

Mãe de sete filhos, dona Annita, como é chamada por todos os amigos e familiares, tem 87 anos e pertence a um dos grupos de risco da Covid-19. Segundo a assessoria do governador, ela está bem e já está em casa.

A primeira-dama, Maria Virgínia Casagrande, também chegou a ser internada, mas deixou o hospital no último domingo. Ela e o governador foram diagnosticados na última semana com o novo coronavírus.

Maria Virgínia sofreu um pequeno acidente vascular cerebral (ACV) no dia 15 de maio, que ocasionou sua internação em hospital durante dois dias. Ao retornar para casa, ela começou a sentir dores pelo corpo e, posteriormente, febre. Após isso, Maria Virgínia e o governador testaram positivo para Covid-19.

O assessor especial do governador Adriano Zucolotto, uma espécie de braço direito de Casagrande, também foi diagnosticado com a doença e se recupera em casa. Outros dois servidores próximos ao governador foram afastados, para atuar de casa, mas não manifestaram sintomas.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.