ASSINE

Presos por morte de vereador integravam quadrilha de roubos no Sul do ES

Segundo a polícia, três presos suspeitos de envolvimento na morte de Marcos Augusto Costalonga integravam quadrilha que praticava crimes patrimoniais no Sul do Estado

Cachoeiro de Itapemirim / Rede Gazeta
Publicado em 28/07/2021 às 20h25
Quadrilha que autuava em roubos a empresas é suspeita em morte de vereador
Quadrilha que autuava em roubos a empresas é suspeita em morte de vereador. Crédito: Divulgação/ Polícia Civil

Três presos por envolvimento no assassinato do vereador de Presidente Kennedy, Sul do Espírito Santo, Marcos Augusto Costalonga (PL), de 49 anos, conhecido como Marquinhos da Cooperativa, são suspeitos de integrar uma quadrilha que roubava empresas na região. O vereador foi morto a tiros no dia 27 de maio, na estrada que liga as localidades de Leonel e Alegria, no interior do município. 

Um dos suspeitos de integrar o grupo foi preso em Aracuí, interior de Castelo, no sábado (24). Segundo o titular da Delegacia de Polícia de Presidente Kennedy, delegado Thiago Viana, ele agia junto a dois outros presos por mandados de prisão cumpridos nesta quarta-feira (28) em Cachoeiro de Itapemirim.

“Já vínhamos investigando o grupo desde um roubo a posto na cidade de Presidente Kennedy, onde amarraram cofre e arrastaram. E, tivemos mais elementos vinculados a eles quando houve a morte de Marcos Costalonga. A partir da morte do vereador, descobrimos que o grupo praticava crimes patrimoniais em vários locais e verificamos a presença de um deles na cidade no dia do crime e no dia em que o carro usado no crime foi encontrado queimado”, disse o delegado.

Segundo o delegado, o trio, que não teve os nomes revelados pela Polícia Civil, é também suspeito de roubar um posto de combustíveis em Presidente Kennedy, um outro posto em Conduru, distrito de Cachoeiro, e uma empresa de mármore, em Jaciguá, distrito de Vargem Alta.

Outras duas pessoas que foram detidas nesta quarta-feira, suspeitas de envolvimento na morte do vereador, assinaram um termo circunstanciado por acobertar pessoas com mandados de prisão e foram liberadas.

De acordo com o delegado Viana, os presos negam a participação nos crimes.

MOTIVAÇÃO DO ASSASSINATO AINDA É INVESTIGADA

A motivação da morte do vereador ainda é investigada. “Nossa linha de investigação era buscar o executor. Apuramos que Marcos era muito querido e não tinha inimigos, buscamos o executor para, assim, saber a motivação. Aparentemente, não podemos afirmar se foi homicídio ou latrocínio. Ainda não temos a motivação bem firmada. Agora, com a investigação nesta segunda fase, poderemos afirmar”, disse o delegado.

RELEMBRE O CASO

Vereador é assassinado a tiros no interior de Presidente Kennedy
Vereador é assassinado a tiros no interior de Presidente Kennedy. Crédito: Divulgação

Marcos Augusto Costalonga foi assassinado na noite do dia 27 de maio, na estrada que liga as comunidades de Leonel e Alegria, no interior de Presidente Kennedy. Costalonga conduzia um veículo de cor branca e estava acompanhado da esposa, no banco carona da frente, e de um amigo, no banco traseiro, quando foi interceptado por um carro prata, com quatro ocupantes encapuzados.

Após anunciarem o assalto, Costalonga teria acelerado para fugir. Vários disparos atingiram o carro, que caiu em uma ribanceira. O vereador morreu no local.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.