ASSINE

Carro de vereador assassinado em Presidente Kennedy pode ter sido seguido

Polícia Civil teve acesso a imagens que indicam que o veículo do vereador foi seguido desde o campinho da localidade de Leonel, após um jogo de futebol

Cachoeiro de Itapemirim / Rede Gazeta
Publicado em 28/05/2021 às 19h31
Vereador é assassinado a tiros no interior de Presidente Kennedy
Vereador é assassinado a tiros no interior de Presidente Kennedy. Crédito: Thales Rodrigues

O delegado Thiago Viana, que investiga a morte do vereador de Presidente KennedyMarcos Augusto Costalonga (PL), de 49 anos, assassinado na noite desta quinta-feira (27), teve acesso a imagens que podem indicar que o carro do vereador estava sendo seguido. Nesta sexta-feira (28), a Polícia Civil ouviu testemunhas, mas até o momento ninguém foi preso.

Costalonga dirigia uma Toyota Hilux e estava acompanhado da esposa, no banco carona da frente, e de um amigo, no banco traseiro, quando foi interceptado por um carro prata, com quatro ocupantes encapuzados, por volta das 23h30.

A Polícia Civil informou que teve acesso a imagens de câmeras de segurança que indicam que o carro do vereador estava sendo seguido desde o campinho da localidade de Leonel, onde a vítima participou de uma partida de futebol. As imagens não foram divulgadas à imprensa. Quatro pessoas foram ouvidas até agora sobre o crime.

“Uma testemunha viu um HB20 cinza chumbo emparelhando com o carro do vereador, ultrapassando e uma pessoa no banco desse carro disparou vários tiros contra o carro do vereador. Esse carro supostamente estaria seguindo o vereador desde o campo de Leonel, nós conseguimos imagens disso”, afirmou o delegado à reportagem da TV Gazeta Sul nesta tarde. O delegado não descarta nenhuma linha de investigação no caso.

Após a liberação do corpo do vereador do Serviço Médico Legal de Cachoeiro de Itapemirim, um cortejo levou o caixão até a capela mortuária do cemitério municipal, na sede.

A morte do vereador deixou os moradores chocados. “Apoiei ele em sua candidatura, pois seu partido fez coligação com nosso partido. Era uma pessoa muito querida, do bem, conhecida na cidade e não entendemos porque isso aconteceu”, disse a ex-vereadora e amiga Tânia Mara Fontana Correa.

Marcos Augusto Costalonga (PL) era vice-presidente da mesa diretora da Câmara de Vereadores. Segundo o Tribunal Regional Eleitoral, com seu falecimento, o primeiro suplente do partido PL é Antônio Araújo Lima, que concorreu às eleições com o nome de Tonho de Dé. A Câmara de Vereadores deve providenciar a convocação.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.