ASSINE

Caixa paga auxílio emergencial a quase 6 milhões nesta sexta

São 3,8 milhões de nascidos em novembro que estão em diferentes etapas de pagamento e vão receber em conta digital, mais 1,9 milhão do Bolsa Família que poderão sacar o recurso

Publicado em 20/08/2020 às 19h45
Atualizado em 20/08/2020 às 19h51
Aplicativo Caixa Tem por ele é possível receber crédito do auxílio emergencial, BEm e FGTS
Aplicativo Caixa Tem. Por meio dele é possível receber crédito do auxílio emergencial. Crédito: Siumara Gonçalves

Caixa deposita, nesta sexta-feira (21), via poupança digital Caixa Tem, a 4ª, a 3ª, a 2ª ou a 1ª parcela do auxílio emergencial de R$ 600 para 3,8 milhões de pessoas nascidas em novembro. Desse total, 91 mil são usuários que fizeram a contestação e tiveram o benefício aprovado no início do mês. Além desse grupo, 1,9 milhão de beneficiários do Bolsa Família, com o NIS final 4, também recebem o dinheiro. Confira os calendários no final da matéria. 

Recebem nesta sexta-feira (21):

  • 1ª parcela: quem contestou o cadastro entre 24 de abril e 19 de junho e foi aprovado depois disso; 
  • 2ª parcela: quem começou a receber o auxílio entre o final de junho e o começo de julho; 
  • 2ª parcela: quem recebeu a 1ª parcela em abril e teve o pagamento reavaliado em julho de 2020, decorrente de atualizações de dados governamentais;
  • 3ª parcela: quem começou a receber o auxílio em maio; 
  • 4ª parcela: quem começou a receber o auxílio em abril; 
  • 5ª parcela: beneficiários do Bolsa Família com NIS final 4.

É importante lembrar que quem receber o depósito nesta sexta só poderá movimentar a poupança pelo aplicativo Caixa Tem, exceto os beneficiários do Bolsa Família, que já podem sacar o recurso. A plataforma digital permite pagamento de contas e boletos e compras por meio de cartão virtual e QR code. Já os saques e transferências serão liberados a partir do dia 12 de setembro para esse grupo.

Os beneficiários do Bolsa Família têm um cronograma próprio e quem está no programa e preenche os requisitos para receber o auxílio emergencial não pode acumular os dois pagamentos. Com isso, a pessoa recebe apenas o que for de maior valor. No caso de mães que criam os filhos sozinhos, o total do benefício emergencial é de R$ 1.200.

O calendário dessa parcela da população segue o dígito final do Número de Identificação Social (NIS) do cartão do beneficiário, que vai de 0 a 9. A partir desta sexta-feira (20), integrantes de 1,3 milhão de famílias que têm o NIS final 4 já podem sacar em dinheiro o auxílio. Já na segunda-feira (24), o valor será pago a quem tem o NIS final 5. O calendário de liberação de pagamento para esses beneficiários segue até o dia 31 de agosto.

VEJA OS CALENDÁRIOS DE PAGAMENTO DO AUXÍLIO EMERGENCIAL

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.