ASSINE

Caixa reduz horário de atendimento nas agências a partir desta terça

Banco vai funcionar, das 8 às 13 horas,  para o atendimento de serviços essenciais; instituição ressalta que não é necessário madrugar nas filas

Publicado em 17/08/2020 às 12h57
Atualizado em 17/08/2020 às 12h57
Fila na Caixa Econômica Federal em Campo Grande, Cariacica
Fila na Caixa Econômica Federal em Campo Grande, Cariacica. Crédito: Fernando Madeira

A Caixa Econômica Federal vai reduzir o horário de funcionamento a partir desta terça-feira (18). As agências vão funcionar das 8 às 13 horas para o atendimento de serviços essenciais. A instituição reforça que o usuário não precisa madrugar nas filas, pois todos que chegarem no banco durante o horário de atendimento serão atendidas.

Anteriormente, as agências ficavam abertas das 8 às 14 horas. Os pagamentos do Saque Emergencial do FGTS e do Auxílio Emergencial continuam de acordo com o calendário já divulgado pela Caixa.

A orientação do banco é que as pessoas façam a movimentação dos recursos pelo aplicativo Caixa Tem. Para quem precisa atualizar o cadastro, a documentação pode ser enviada pela própria ferramenta.

De acordo com a Caixa, nesta terça-feira, começa o saque em espécie do Auxílio Emergencial para os beneficiários do Bolsa Família com NIS final 1. Já no Saque Emergencial do FGTS, podem realizar saque em espécie os trabalhadores nascidos em janeiro e fevereiro.

O banco orienta que os clientes acessem os serviços do banco por meio dos canais digitais para ter acesso a informações sobre cartões de crédito, FGTS, benefícios sociais e habitação.

A Caixa pagou até o momento R$ 156,8 bilhões para 66,2 milhões de pessoas. O site auxilio.caixa.gov.br recebeu 1,62 bilhão de visitas e a central exclusiva 111 registra mais de 441 milhões de ligações. O aplicativo Caixa | Auxílio Emergencial teve 112,7 milhões de downloads e o aplicativo Caixa Tem, para movimentação da poupança digital, ultrapassa 202 milhões de downloads.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.