ASSINE

Mortes por coronavírus no Brasil deixariam 22 "cidades fantasmas" no ES

País chegou à marca de 200 mil óbitos da pandemia nesta semana; número só não é maior que a população de quatro municípios capixabas

Vitória
Publicado em 09/01/2021 às 07h18
Atualizado em 11/01/2021 às 08h03
Ruas de acesso à Terceira Ponte estão vazias. Os registros foram feitos por volta das 17h, quando o trânsito em dias normais é congestionado
A Capital é uma das poucas cidades do ES que têm população superior a 200 mil habitantes e inferior à quantidade de mortes pela Covid-19 no país. Crédito: Fernando Madeira

Passados cerca de dez meses do início da pandemia, o Brasil chegou à triste marca das 200 mil mortes causadas pelo novo coronavírus na quinta-feira (7) – exatas 200.498 pessoas. Essa quantidade de vidas perdidas seria suficiente para tornar 22 municípios capixabas em verdadeiras "cidades fantasmas", de uma só vez.

Juntas, elas somam pouco mais de 190,5 mil habitantes, de acordo com o último censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), realizado em 2010. Ou seja, ainda poderiam entrar nesta lista 87% da população de Rio Novo do Sul, por exemplo, o que equivaleria a mais 9.912 pessoas.

Este vídeo pode te interessar

De maneira isolada, a quantidade de mortes da pandemia no Brasil é superior à de importantes cidades do Espírito Santo, como Cachoeiro de ItapemirimLinharesColatinaSão Mateus e Guarapari. Aliás, só não é maior que o total de moradores de VitóriaVila VelhaSerra e Cariacica.

Vale lembrar que até o dia 10 de agosto do ano passado, o país contava com aproximadamente 100 mil óbitos por Covid-19. Naquela época, 12 municípios capixabas sumiriam do mapa, em comparação semelhante. Passados apenas mais quatro meses, essa quantidade praticamente dobrou.

E os números não param de subir: de acordo com os dados mais atualizados do Ministério da Saúde, o Brasil já tem 201.460 mortes causadas pelo novo coronavírus, nesta sexta-feira (8). Só no Espírito Santo são 5.285 óbitos – número que ainda é ligeiramente menor que o divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde (Sesa), de 5.287.

Correção

11 de Janeiro de 2021 às 08:00

Os números de óbitos no Espírito Santo, registrados pelo Ministério da Saúde e Painel Covid, do governo do Espírito Santo, estavam errados e foram alterados no texto. 

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.