ASSINE

ES recebe primeiras 200 mil doses de Coronavac compradas do Butantan

Doses chegaram neste sábado (18) ao Espírito Santo e estarão disponíveis para agendamento a partir de segunda-feira (20). Vacinas serão destinadas para imunizar adultos acima de 18 anos

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 18/09/2021 às 15h26
Espírito Santo é o primeiro Estado a comprar doses diretamente com o Instituto Butantan
Espírito Santo é o primeiro Estado a comprar doses diretamente com o Instituto Butantan. Crédito: Rodrigo Araújo/Secom

Espírito Santo recebeu neste sábado (18) as primeiras 200 mil doses da vacina Coronovac adquiridas com recursos próprios do Estado junto ao Instituto Butantan. É a primeira vez que um Estado compra vacinas diretamente com o fornecedor no Brasil. Até então, os entes recebiam apenas os imunizantes enviados pelo governo federal. Segundo o governador Renato Casagrande, a medida é para agilizar a vacinação de adultos acima de 18 anos e possibilitar a utilização das doses enviadas pelo Ministério da Saúde, dos fabricantes Pfizer e Astrazeneca, para dar a terceira dose aos idosos acima de 70 anos.

No total, o investimento é de R$ 26,5 milhões, para a compra de 500 mil doses. As 300 mil vacinas que ainda restam devem chegar até a quarta-feira da próxima semana. De acordo com o governo do Estado, as novas doses estarão disponíveis para o agendamento a partir de segunda-feira (20). Casagrande destacou que, a partir deste salto na vacinação, o Estado conseguirá ampliar a proteção para a população e chegar até outubro com todos os adultos vacinados com pelo menos uma dose.

Renato Casagrande

Governador do Estado

"É um investimento nosso, do tesouro estadual, para a gente conseguir dar um salto e agilizar a vacinação. A ideia é criar um cinturão de proteção para os capixabas, que é fundamental para nós, para diminuir óbitos por Covid-19. Essas doses serão aplicadas nos adultos acima de 18 anos para que a gente utilize as vacinas do governo federal para vacinar os mais idosos"

Uma das principais preocupações do Estado é com as festas de final de ano, em que muitas famílias se reúnem, ampliando o risco potencial de transmissão do coronavírus.

O secretário de Estado da Saúde, Nésio Rodrigues, destacou que as doses adquiridas, da Coronavac, não serão aplicadas em  menores de 18 anos, já que não há permissão no Brasil para o uso deste imunizante nesta faixa etária.

"Essas vacinas serão usadas para otimizar nossa distribuição e, mesmo que não sejam usadas nos adolescentes, vão permitir avançar com a vacinação deste público. A medida que usarmos a Coronavac nos adultos e forem sobrando doses de Pfizer e Astrazeneca, poderemos utilizar essas duas nos mais jovens", afirmou.

Cada dose custou R$ 52,90 e a remessa estava prevista, inicialmente, para ser entregue no dia 13, em São Paulo, pelo Butantan. 

Em visita ao Estado no mês passado, o governador de São Paulo, João Doria, já havia mencionado a negociação.  O Espírito Santo conseguiu adquirir as doses porque já havia feito a reserva dos imunizantes.

Quando as negociações começaram, Casagrande estimava utilizar a vacina para acelerar a imunização dos profissionais de saúde e antecipar a dos professores e policiais. Contudo, como o Ministério da Saúde detinha a prioridade na aquisição para efetuar a distribuição no país, somente agora foi possível consolidar a compra.

PRIMEIRO ESTADO A FECHAR COMPRA DE VACINAS COM O BUTANTAN

O presidente do Butantan, Dimas Covas, participou  do anúncio da compra das novas doses, no início de setembro, e ressaltou que o Espírito Santo é o primeiro Estado a formalizar a aquisição diretamente com o instituto.

"É o primeiro contrato que anunciamos oficialmente. É uma iniciativa pioneira do Espírito Santo com o qual, como em outros Estados, negociamos sem a perspectiva de fornecimento e agora estamos cumprindo as tratativas iniciadas ainda no final de 2020", frisou. 

Dimas acrescentou que pretende manter a parceria com o Espírito Santo para o fornecimento de vacinas, e particularmente a Butanvac, que está em desenvolvimento no instituto. Casagrande já anunciou a intenção de compra do imunizante brasileiro em abril.

"Para o próximo ano, com a nova vacina - a Butanvac - temos todo uma linha de ação para enfrentar essa pandemia e o Espírito Santo é um grande parceiro", finalizou o presidente do Butantan. 

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.