ASSINE

ES compra 500 mil doses de Coronavac para vacinar jovens acima de 18 anos

Governo do Estado formalizou nesta sexta-feira (3) o acordo com o Instituto Butantan para fornecimento de vacinas contra a Covid-19; entenda

Publicado em 03/09/2021 às 18h08
ES anuncia compra de 500 mil doses da Coronavac
Governo do ES anunciou compra de 500 mil doses da Coronavac. Crédito: Reprodução Governo do ES

O governador Renato Casagrande anunciou, em pronunciamento nesta sexta-feira (3), que vai fazer uma compra direta de vacinas contra a Covid-19, ou seja, sem a intermediação do Ministério da Saúde, para aplicar na população capixaba. O contrato prevê a compra de 500 mil doses da Coronavac, do Instituto Butantan,  que serão usadas com o público a partir de 18 anos.

Com a medida, o Espírito Santo deverá chegar às festas de final de ano com todas as pessoas, com mais de 12 anos, imunizadas com as duas doses. 

A iniciativa também vai permitir que o Estado comece a aplicar a terceira dose (D3) nos idosos e imunossuprimidos - pessoas com limitação em sua condição imunológica - já a partir de segunda-feira (6), antecipando em pelo menos uma semana a campanha de reforço na imunização. Para esse público, a orientação do Ministério da Saúde é utilizar prioritariamente a vacina da Pfizer, mas também são permitidos os outros dois imunizantes de vetor viral - Astrazeneca e Janssen. 

Casagrande disse que cada dose custou R$ 52,90 e a nova remessa será entregue no próximo dia 13, em São Paulo, pelo Butantan. O contrato foi assinado nesta sexta-feira e R$ 29 milhões já estão empenhados para o pagamento dos imunizantes e transporte até o Espírito Santo.

Renato Casagrande

Governador

"Vamos aplicar nos jovens acima de 18 anos. Vamos avançar na vacinação dos jovens e vamos usar as vacinas do Ministério da Saúde, especialmente Pfizer e Astrazeneca, para começar a vacinar as pessoas acima de 70 anos. A partir de segunda-feira os municípios já estão autorizados a agendar a dose de reforço"

Para o público que vai tomar a primeira dose (D1) com a Coronavac, a previsão é realizar agendamento ainda em setembro.

Em visita ao Estado no mês passado, o governador de São Paulo, João Doria, já havia mencionado a negociação.  O Espírito Santo conseguiu adquirir as doses porque já havia feito a reserva dos imunizantes.

Quando as negociações começaram, Casagrande estimava utilizar a vacina para acelerar a imunização dos profissionais de saúde e antecipar a dos professores e policiais. Contudo, como o Ministério da Saúde detinha a prioridade na aquisição para efetuar a distribuição no país, somente agora foi possível consolidar a compra.

PRIMEIRO ESTADO A FECHAR COMPRA DE VACINAS COM O BUTANTAN

O presidente do Butantan, Dimas Covas, participou virtualmente do anúncio e ressaltou que o Espírito Santo é o primeiro Estado a formalizar a aquisição diretamente com o instituto.

"É o primeiro contrato que anunciamos oficialmente. É uma iniciativa pioneira do Espírito Santo com o qual, como em outros Estados, negociamos sem a perspectiva de fornecimento e agora estamos cumprindo as tratativas iniciadas ainda no final de 2020", frisou. 

Dimas acrescentou que pretende manter a parceria com o Espírito Santo para o fornecimento de vacinas, e particularmente a Butanvac, que está em desenvolvimento no instituto. Casagrande já anunciou a intenção de compra do imunizante brasileiro em abril.

"Para o próximo ano, com a nova vacina - a Butanvac - temos todo uma linha de ação para enfrentar essa pandemia e o Espírito Santo é um grande parceiro", finalizou o presidente do Butantan. 

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.