ASSINE

Coronavírus no ES: em 8 dias, julho já tem mais casos que maio inteiro

Alto número de novos diagnósticos positivos mostra o avanço da doença no Estado; acumulado parcial deste mês já supera em 918 o total de maio

Publicado em 08/07/2020 às 16h32
Atualizado em 08/07/2020 às 20h57
Após pandemia de coronavírus, mulher usa máscara na avenida Reta da Penha.
Comparação entre os últimos meses mostra o avanço da Covid-19 no Espírito Santo. Crédito: Vitor Jubini

Julho mal começou e já tem mais casos confirmados do novo coronavírus do que o acumulado durante todo o mês de maio no Espírito Santo. Só nos últimos oito dias foram divulgados 11.644 diagnósticos positivos – 918 infectados a mais que os registrados ao longo dos 31 dias de maio.

Essa comparação deixa claro o crescimento exponencial da doença no Estado. O aumento desde o início da pandemia fica igualmente evidente quando comparados os primeiros oito dias de cada mês. Em abril, foram 177 novos casos. Depois, em maio, eram 1.554. Em junho, subiu para 6.969. E agora, superou os 11 mil.

Nesta terça-feira (7), o Espírito Santo também bateu recorde de confirmações da doença em 24 horas. De acordo com a atualização do Painel Covid-19, da Secretaria Estadual de Saúde (Sesa), foram 2.156 diagnósticos positivos – sendo a primeira vez que o Estado supera a marca dos 2 mil novos casos.

Acompanhando o maior número de infectados, a taxa de ocupação dos leitos de unidade de terapia intensiva (UTI) voltou a aumentar em julho e chegou a 84,85% nesta terça-feira (7). Por outro lado, o índice de isolamento vem diminuindo dia após dia e chegou ao menor patamar (44,21%) já observado

PANDEMIA AINDA CRESCE: NÃO É HORA DE RELAXAR

Secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes atualizou a situação da pandemia no Espírito Santo. Durante a entrevista concedida nesta semana, ele voltou a afirmar que a quarta fase do inquérito sorológico mostrou que a taxa de transmissão do novo coronavírus está em 1,3. O que significa que a pandemia continua crescendo no Estado.

Detalhando o cenário atual, o secretário também revelou que o crescimento é mais acentuado nas cidades do interior capixaba e que há uma tendência de recuperação para a Grande Vitória, mas que essa projeção pode ser rompida, se a população abandonar o isolamento social. Por isso, ele afirmou que não é o momento de flexibilizar medidas socioeconômicas.

OS NÚMEROS DA PANDEMIA NO ES

Nesta quarta-feira (8), o Espírito Santo chegou à marca de 58.537 casos confirmados do novo coronavírus e 1.911 vidas perdidas em decorrência do agravamento dos sintomas da Covid-19. Com isso, a taxa de letalidade está em 3,26% no Estado. O único dado positivo fica por conta das 38.609 pessoas que conseguiram vencer a doença, desde o início da pandemia.

Espírito Santo SESA Coronavírus Coronavírus no ES Covid-19 espírito santo nesio fernandes Pandemia Isolamento social

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.