ASSINE

Secretário de Saúde atualiza a situação do coronavírus no ES

À frente da Secretaria Estadual de Saúde, Nésio Fernandes comentou sobre o combate à Covid-19 no Estado; veja o que foi dito nesta segunda-feira (6)

Publicado em 06/07/2020 às 14h16
Atualizado em 06/07/2020 às 15h12

15:00

Término da entrevista

"Até aqui nós vencemos e vamos vencer essa pandemia, com o apoio do povo capixaba". Foi com essa frase que o secretário Nésio Fernandes encerrou a entrevista desta segunda-feira (6), que durou aproximadamente 45 minutos e tratou do combate ao novo coronavírus no Estado.


14:58

Secretário reforça pedido para que capixabas sigam as orientações

"O uso adequado das máscaras, com troca a cada 2h ou 3h e lavagem correta. Lavar as mãos frequentemente, evitar proximidade direta entre as pessoas e qualquer pessoa sintomática respiratória precisa procurar o sistema de saúde para ser diagnosticada e acompanhada. Sem isso não é possível controlar a transmissão e conter a pandemia", defendeu Nésio Fernandes.


14:56

"Não é hora de relaxar. Essa doença ainda não está superada", afirma subsecretário

"A população precisa fazer a sua parte: ficar em casa. Ou eu permaneço em casa, cumprindo as orientações, ou eu não ajudo. Se eu vou à rua sem necessidade, se eu vou à praia, ao calçadão ou ao barzinho à noite eu não estou ajudando. Não é hora de relaxar. Essa doença ainda não está superada por nós. A nossa missão como sociedade é ficar em casa", afirmou Luiz Carlos Reblin.


14:54

Horário flexível para o comércio no interior do ES

"Não houve uma flexibilização em relação à abertura do comércio. O que foi permitido é que eles alterassem o turno, o horário. Em vez de abrir de maneira fixa a partir das 10 horas, os municípios do interior, por terem uma dinâmica social diferente, puderam definir o período matutino como o de atividade, por exemplo. O Governo do Espírito Santo tem uma estratégia defendendo a vida. Não iremos tomar medidas que possam comprometer essa estratégia", garantiu Nésio Fernandes.


14:51

Secretário fala sobre atendimento a pacientes de outros Estados

"Sempre houve migração de pacientes de outros Estados no Espírito Santo, mas a proporção é pequena e não compromete o acesso aos pacientes que moram no território capixaba. Lembrando que o SUS é um sistema único, que vale para todo o país. É uma obrigação nossa garantir o acesso a todos os cidadãos", afirmou Nésio Fernandes.


14:49

Abertura de novos leitos no interior e na Grande Vitória

Questionado sobre a abertura de novos leitos, o secretário Nésio Fernandes afirmou que eles estarãro no interior e na Grande Vitória. "Nós vamos reforçar também os leitos no interior, como fizemos em Cachoeiro de Itapemirim e na Região Centro-Norte recentemente", disse.


14:47

Coronavírus no ES: 58% dos leitos de UTI são do SUS

"Nós não precisamos construir hospitais de campanha, porque o Estado adotou uma medida que privilegiou a expansão de leitos na rede pública hospitalar própria. No Sistema Único de Saúde (SUS), temos mais de 58% dos leitos de UTI disponíveis para o enfrentamento da Covid-19. Somente 15% das UTIs oferecidas são adquiridos na rede privada. Os hospitais de campanha oferecem leitos de baixa e média complexidade, de enfermaria. Os quais não tivemos dificuldade ao longo da pandemia", esclareceu o secretário.


14:44

Medidas mais rigorosas de distanciamento social?

"Nós temos uma matriz de risco que já está consolidada e define quais serão as medidas associadas a cada risco. No momento, não estamos prevendo adotar medidas mais rigorosas. Se a ocupação de leitos ultrapassar 91%, o Espírito Santo já tem a adoção do risco extremo, que para além de encerrar atividades sociais e econômicas, há a redução plena da movimentação das famílias. Trabalhamos para não chegar até essas medidas", afirmou o secretário.


14:41

Secretário fala sobre o acompanhamento dos pacientes leves

"Em um primeiro momento, as unidades de saúde precisaram se organizar para diagnosticar casos leves rapidamente. O município de Vitória tem bons exemplos disso e de acompanhamento por telefone dos pacientes. Estamos construindo uma agenda de resposta rápida para a atenção primária para a Covid-19 que nos aponta a necessidade de outras ações que podem garantir um diagnóstico mais oportuno no caso de descompensação respiratória no atendimento domiciliar", explicou Nésio Fernandes.


14:38

O que aponta a taxa de transmissão do coronavírus no ES?

"As análises internas do Governo do Estado apontam que há uma redução na taxa de transmissão na Grande Vitória, mas é preciso aguardar a nova fase do inquérito sorológico", afirmou Nésio Fernandes.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Espírito Santo SESA Coronavírus Coronavírus no ES Covid-19 espírito santo nesio fernandes Pandemia

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.