ASSINE

"Caladão": o que se sabe sobre a pane mundial de redes sociais?

WhatsApp, Instagram, Facebook e Telegram enfrentaram instabilidades nesta segunda-feira (4) e empresas responsáveis se pronunciaram pelo Twitter

Vitória
Publicado em 04/10/2021 às 20h53
Instagram: especialista diz como proteger a rede social de ataques
Instagram, WhatsApp e Facebook apresentaram instabilidades por pelo menos seis horas nesta segunda-feira (4) e outros serviços também foram impactados. Crédito: Divulgação

O WhatsApp, Facebook e Instagram ficaram pelo menos seis horas fora do ar desde o início da tarde desta segunda-feira (4) e internautas do mundo todo relataram dificuldades para acessar vários outros serviços. Os três aplicativos pertencem ao Facebook, que chegou a admitir que o problema é global e que investiga a falha.

Segundo apuração do site G1, a principal hipótese é que se trate de um erro de DNS, espécie de GPS ou "agenda de contatos" responsável por levar os internautas às páginas. Por volta das 13h10, o portal Downdetector, que monitora reclamações sobre serviços da internet, registrava cerca de 40 mil queixas sobre o WhatsApp, 10 mil relacionadas ao Instagram e 5 mil com relação ao Facebook.

Antes de Mark Zuckerberg, o primeiro executivo da empresa a se pronunciar foi Mike Schroepfer, diretor de tecnologia do Facebook. "Nossas sinceras desculpas a todos os afetados pela interrupção dos serviços do Facebook neste momento. Estamos passando por problemas em nossas redes e nossos times estão trabalhando para resolver essa situação o mais rápido possível", disse.

POSICIONAMENTO DAS EMPRESAS

Em postagens no Twitter, as empresas se manifestaram e o aplicativo de mensagens instantâneas reconheceu o problema e informou que está trabalhando para que as coisas voltem ao normal quanto antes. Veja abaixo:

Tradução: Estamos cientes de que algumas pessoas estão enfrentando problemas com o WhatsApp no momento. Estamos trabalhando para que as coisas voltem ao normal e enviaremos uma atualização aqui o mais rápido possível. Obrigado pela sua paciência!

A falha atingiu principalmente o Brasil, mas também foi constatada em outros lugares do mundo. O Facebook também se pronunciou sobre a instabilidade.

Tradução: Estamos cientes de que algumas pessoas estão tendo problemas para acessar nossos aplicativos e produtos. Estamos trabalhando para que as coisas voltem ao normal o mais rápido possível e pedimos desculpas por qualquer inconveniente.

O perfil oficial do Instagram também se posicionou sobre a falha e dificuldade que os internautas enfrentam nesta tarde para acessar a plataforma. "Tenha paciência conosco", pediu.

Tradução: O Instagram e os amigos estão passando por um período difícil agora, e você pode estar tendo problemas para usá-los. Tenha paciência conosco, estamos nisso! #instagramdown

RECLAMAÇÕES SOBRE OPERADORAS

De acordo com o G1, não há informações que liguem as falhas apresentadas nos aplicativos do Facebook à instabilidade de operadoras, mas reclamações sobre telefonia e internet também cresceram nesta segunda-feira.

O Downdetector registrou picos de reclamações para Claro, Vivo, Tim e Oi no Brasil. Nos Estados Unidos, houve queixas para os serviços Amazon Web Services, Google, T-Mobile, e AT&T.

OUTROS APPS TAMBÉM APRESENTARAM INSTABILIDADE

Sem acesso aos aplicativos do Facebook, o Telegram se tornou o modo de se comunicar de muitos internautas, além do TikTok e do Twitter — usado pela empresa de Zuckerberg para comunicar a queda de seus aplicativos.

Após usuários relatarem a queda das redes sociais WhatsApp, Instagram e Facebook, outra alternativa encontrada para troca de mensagens pela internet apresentou instabilidade: o Telegram. O portal Downdetector registrou um aumento no nível de reclamações. O número começou a aumentar pouco depois do meio-dia, atingindo o maior nível no dia às 14h57.

Entre outros aplicativos que apresentaram instabilidade ou queda, estão: Twitter, Google, Whatsapp Business, Microsoft Teams, TikTok, Gmail, Youtube, Facebook Messenger, Google Meet, Zoom, Spotify, Google Play, Amazon, Outlook, Discord, SnapChat, Nubank, Caixa, Bradesco e Itaú.

MEMES NO TWITTER

No Twitter, rede ao lado, internautas aproveitaram para reclamar e fazer piada sobre a queda dos serviços, com direito a muitos memes. Veja abaixo:

QUEDA IMPACTOU VENDAS EM VITÓRIA

Comerciantes de Vitória afirmam que tiveram suas vendas afetadas depois que o WhatsApp, Facebook e Instagram saíram do ar na tarde desta segunda-feira (4). Internautas do mundo todo relataram dificuldade para acessar os três serviços — todos pertencentes ao Facebook.

Durante a pandemia, as redes sociais se tornaram um dos principais meios de venda e atendimento aos clientes. De acordo com o atendente João Victor Duarte, que trabalha em uma farmácia de Bento Ferreira, os pedidos pelo WhatsApp representam 50% das vendas do estabelecimento. Eles descobriram que o aplicativo estava fora do ar enquanto um cliente fez contato para informar não estava conseguindo enviar o comprovante de depósito.

QUEDA NA BOLSA

De modo geral, o mercado americano opera em viés de baixa devido à possível antecipação para 2022 de um ciclo de alta nos juros básicos do país em resposta à inflação gerada pela escalada de preços de energia no mundo e pela quebra das cadeias de suprimento durante a pandemia, gerando escassez de insumos.

DONO DO FACEBOOK NÃO SE PRONUNCIOU

Até a última atualização desta reportagem, Mark Zuckerberg, que é o dono do Facebook, não havia se pronunciado sobre a instabilidade nos serviços.

Mark Zuckerberg, criador do Facebook
Mark Zuckerberg, criador do Facebook . Crédito: Divulgação/Facebook

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.