ASSINE

Queda do WhatsApp e Instagram impacta venda de comerciantes em Vitória

Internautas relataram dificuldade para acessar os serviços do WhatsApp, Instagram e Facebook em todo o mundo. Ainda não se sabe o motivo da instabilidade

Publicado em 04/10/2021 às 19h47
whatsapp
WhatsApp apresentou instabilidade nesta segunda-feira (4). Crédito: Pixabay

Comerciantes de Vitória afirmam que tiveram suas vendas afetadas depois que o WhatsApp, Facebook e Instagram saíram do ar na tarde desta segunda-feira (4). Internautas do mundo todo relataram dificuldade para acessar os três serviços — todos pertencentes ao Facebook.

Durante a pandemia, as redes sociais se tornaram um dos principais meios de venda e atendimento aos clientes. De acordo com o atendente João Victor Duarte, que trabalha em uma farmácia de Bento Ferreira, os pedidos pelo WhatsApp representam 50% das vendas do estabelecimento. Eles descobriram que o aplicativo estava fora do ar enquanto um cliente fez contato para informar não estava conseguindo enviar o comprovante de depósito.

João Victor Duarte

Funcionário de farmácia

"Descobrimos que o WhatsApp tinha caído porque ele enviou o comprovante e não estava chegando. Quando ele ligou percebemos que não estava funcionando. As vendas pelo WhatsApp aqui representam 50% da demanda, porque é mais rápido e prático "

Outro comerciante impactado pela queda dos aplicativos é Fabrício Girles, dono de uma mercearia no bairro Jardim Camburi, também na Capital. Ao G1 ES, ele contou que as vendas pelo WhatsApp representam 60% da demanda do comércio.

"Agora só estamos recebendo os pedidos por ligação. Mais cedo, estava conversando com uma cliente e do nada ela percebeu que a mensagem que enviou não estava carregando. Foi aí que ligou e disse que eu não estava falando mais nada. Pensei inicialmente que fosse apenas um problema no sinal de internet", disse.

Ele explicou que, apesar de alguns clientes mais antigos ainda optarem por ligar, o aplicativo facilita muito o atendimento diário.

Fabrício Girles

Comerciante

"Se continuar assim, vai impactar no faturamento, porque o WhatsApp, querendo ou não, virou uma ferramenta de trabalho, principalmente do comércio "

Empreendedora e coordenadora de conteúdo digital, Ianna Rodrigues disse que a queda das redes causou um impacto muito grande no dia de trabalho.

Ianna Rodrigues

Coordenador da conteúdo digital

""Como produzo conteúdo para as redes sociais, algumas publicações previstas para hoje acabaram não acontecendo. Além disso, impactou a minha comunicação com os meus clientes, já que retornos e aprovações que são feitas via WhatsApp, acabaram tendo que ser realizadas por e-mail. Como a queda aconteceu no meu horário de almoço, momento em que não estou muito ligada às redes, acabei descobrindo o ocorrido através do meu grupo de trabalho pelo Telegram", disse. "
Empreendedora teve impacto na comunicação com clientes após queda do WhatsApp
Empreendedora teve impacto na comunicação com clientes após queda do WhatsApp. Crédito: Arquivo pessoal

As clientes virtuais do brechó de moda feminina, que também fica em Jardim Camburi, também ficaram sem atendimento. As comerciantes expõem as peças em vitrine virtual e as clientes são atendidas pelo WhatsApp.

"Estamos fazendo os stories, mas eles não estão indo para o ar", disse, em entrevista ao G1 ES. Com os aplicativos fora do ar, elas estão atendendo apenas as clientes presenciais.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.