ASSINE

Eleições 2020: A Gazeta checa discurso dos candidatos a prefeito na Grande Vitória

Declarações feitas pelos candidatos durante os debates promovidos por A Gazeta e CBN Vitória serão analisadas e classificadas entre sete selos que compõem o método de checagem. Eles vão de verdadeiro a falso, passando por contraditório ou exagerado. Veja como vai funcionar

Vitória
Publicado em 24/11/2020 às 10h37
Atualizado em 25/11/2020 às 00h32
Selos para classificação de frases dos candidatos checadas pelo Passando a Limpo
Selos para classificação de frases dos candidatos que serão checadas pelo Passando a Limpo. Crédito: Arte AG

Em mais uma iniciativa de combate à desinformação, A Gazeta vai checar as declarações dos candidatos a prefeito na Grande Vitória, que estão no segundo turno, durante os debates promovidos pela Rede Gazeta nesta semana. A ação faz parte do “Passando a Limpo”, que também verifica conteúdos viralizados nas redes sociais sobre a corrida eleitoral no Espírito Santo.

A checagem de discurso tem como objetivo mostrar aos eleitores se os candidatos estão usando informações verdadeiras ou não para buscar votos. O fact-checking será feito com base nas declarações dos políticos nos debates realizados por A Gazeta e CBN Vitória entre segunda-feira (23) e quinta-feira (26), sempre às 19h, na seguinte ordem: Vitória, Cariacica, Serra e Vila Velha.

O método para checagem será o mesmo já utilizado por A Gazeta nas eleições de 2018. O objetivo não é simplesmente dizer que os candidatos estão mentindo ou não, e sim dar a oportunidade para que os eleitores tomem decisões com base em informações verificadas e para estimular que os candidatos sejam precisos nas afirmações feitas para conquistar o eleitorado. Entenda abaixo como vai ser o método usado na checagem.

PASSO A PASSO DA CHECAGEM

  1. Escolhemos uma informação ou declaração com base na relevância dela para o debate: a seleção é feita pela equipe e leva em conta a importância do que é dito. 
  2. Levantamos a fonte original da informação checada: pode ser necessário dar ao político alvo da checagem a oportunidade de apresentá-la, caso haja dúvida a respeito de qual a origem da informação. 
  3. Consultamos fontes oficiais e/ou consolidadas para checar a informação: é feita uma pesquisa em dados oficiais e em informações públicas. Podemos recorrer a estudos consolidados, à Lei de Acesso à Informação e às assessorias de imprensa de empresas, dos órgãos públicos e de figuras públicas. 
  4. A checagem é apresentada de maneira contextualizada: é explicado como e onde as informações foram obtidas e porque o conteúdo checado deve ser classificado de uma ou de outra maneira. Gráficos, tabelas, imagens ou vídeos podem ser utilizados para as explicações. Links com referências serão apresentados. 
  5. Atribuímos a cada declaração checada um dos sete selos a seguir: verdadeiro; verdadeiro, mas; não se sustenta; contraditório; discutível; exagerado; ou falso.
João Coser (PT) e Lorenzo Pazolini (Republicanos)
Segundo turno: debate realizado entre os candidatos a prefeito de Vitória nesta segunda-feira (23). Crédito: Vitor Jubini

CRITÉRIO PARA CLASSIFICAÇÃO DE CADA DECLARAÇÃO

  • Verdadeiro: quando a declaração ou informação corresponde aos fatos e aos dados;
  • Verdadeiro, mas: quando a informação é verdadeira, mas um complemento é fundamental para a formação de juízo de valor por parte do leitor;
  • Não se sustenta: quando não há dados conhecidos que comprovem a informação ou declaração;
  • Contraditório: quando a informação ou declaração vai de encontro a outra emitida, também confiável;
  • Discutível: quando a veracidade depende da metodologia utilizada;
  • Exagerado: quando a informação segue uma linha coerente, mas foi exagerada;
  • Falso: quando a informação ou declaração não corresponde aos fatos ou aos dados públicos.

O QUE NÃO É CHECADO

  • Opiniões de candidatos;
  • Conceitos abertos/abstratos;
  • Tendências para o futuro que ainda não se consolidaram em fontes conhecidas.

VEJA O CALENDÁRIO DE DEBATES A GAZETA/CBN

  • Vitória: segunda (23), às 19 horas
  • Cariacica: terça (24), às 19 horas
  • Serra: quarta (25), às 19 horas 
  • Vila Velha: quinta (26), às 19 horas

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.