Idosos lotam fila por vacina contra gripe em Vila Velha e Cariacica

Mesmo com a recomendação para evitar aglomerações, muitos idosos  – que estão incluídos em grupo de risco para Covid-19 – lotaram postos de vacinação nesta segunda-feira (23)

Publicado em 23/03/2020 às 12h49
Atualizado em 23/03/2020 às 14h24
Idosos lotam fila de vacinação contra a gripe no Santuário de Vila Velha. Crédito: Reprodução/Vídeo: Eliana Bolsanello
Idosos lotam fila de vacinação contra a gripe no Santuário de Vila Velha. Crédito: Reprodução/Vídeo: Eliana Bolsanello

A principal recomendação para evitar a propagação do coronavírus é evitar aglomerações. A medida vale para todos, especialmente para idosos, que estão incluídos no grupo de risco da Covid-19. Apesar disso, a manhã desta segunda-feira (23) foi de longas filas de idosos à espera da vacina contra a gripe, nos municípios de Vila Velha Cariacica

No posto de saúde de Araçás, em Vila Velha, Álvaro Romão, de 62 anos, chegou a ficar cerca de 30 minutos à espera da vacina. Isso, por que ele chegou cedo. No local teve fila longa, mesmo em baixo de chuva. 

"Para minha surpresa, quando cheguei lá tinha várias pessoas na fila e logo depois começou a chover. Um absurdo. Muta gente reclamando. As pessoas na fila para receber a vacina da gripe, e tomando chuva. Pedíamos, a todo momento para as pessoas ficarem afastadas. Peguei a senha e fiquei dentro do carro esperando me chamarem", contou.

Essa situação também se repetiu em outros locais, como o Ginásio Tartarugão, o Santuário de Vila Velha e também o posto do bairro Jardim Marilândia, onde o advogado Marcos Souza ficou indignado com o que viu.

"Me parece um contrassenso levar essas pessoas para lá. É uma exposição em massa, sendo que a recomendação é para permanecer em casa. Os idosos em situação de risco estão todos indo para fila e expostos à pandemia, sendo que alguns municípios estão fazendo por agendamento. Em Vila Velha está tudo com aglomerados de pessoas", afirma Souza.

Fila para tomar vacina da gripe em Jardim Marilândia, Vila Velha. Crédito: Divulgação / Internauta
Fila para tomar vacina da gripe em Jardim Marilândia, Vila Velha. Crédito: Divulgação / Internauta

Em Cariacica, o problema também se repete. O aposentado Antônio Sarmento, de 68 anos, precisou ficar de 40 minuto a uma hora na fila da Escola Municipal de Ensino Fundamental Stelida Dias, em Campo Grande, para receber a vacina.

"Na rua tinha muita gente, o pessoal muito aglomerado. Uns com máscara outros sem máscara. Uns 40 min a uma hora esperando para tomar vacina. Bem complicado", disse o aposentado.

Idosos em fila de vacinação contra a gripe, em Campo Grande, Cariacica. Crédito: internauta
Idosos em fila de vacinação contra a gripe, em Campo Grande, Cariacica. Crédito: internauta

O QUE DIZ A PREFEITURA DE VILA VELHA

Procurada pela reportagem de A Gazeta, a Prefeitura de Vila Velha informou que os idosos podem receber a vacina em casa. Para isso, basta fazer o agendamento pelo e-mail: [email protected]

"A campanha “Vila Velha Contra a Influenza” teve início nesta segunda-feira (23) a partir de 8h e segue até às 16h, de segunda a sexta-feira, até o dia 15 de abril, destinada exclusivamente para idosos a partir de 60 anos e profissionais de saúde. Portanto, não há necessidade do público idoso acorrer aos pontos de vacinação num só dia, dado o período de 18 dias para imunização. Vários pontos alternativos foram colocados à disposição do público alvo de vacinação como escolas, tendas em praças públicas, quadra esportivas. centros comunitários, Santuário de Vila Velha, Ginásio Tartarugão e Centro Municipal de Atenção Secundária (Cemas), inclusive com sinalização de marcadores para que os usuários mantenham distância desejável um do outro", diz a nota

CARIACICA VAI AMPLIAR LOCAIS DE VACINAÇÃO

Já a Prefeitura de Cariacica, informou que vai abrir três novos postos de vacinação: na Escola João Pedro (Porto de Santana), Escola Valdice Alves (Cariacica Sede) e APAE, em Campo Grande.

"Os novos postos se juntam aos seguintes pontos onde já ocorre a vacinação: Escola Zaira Manhães de Andrade (Nova Rosa da Penha 1), EMEF São Jorge (Rio Marinho) e Escola EMEF Stélida Dias (Campo Grande). O funcionamento destas unidades será das 8h às 15h, de segunda a sexta-feira. À medida que a Secretaria Municipal de Saúde (Semus) credenciar mais servidores e vacinadores, haverá novos pontos de atendimento. Em relação a filas, haverá orientação aos idosos para que mantenham a distância social segura. Já no local de atendimento, os assentos de espera já estão devidamente instalados conforme a distância segura recomendada pela OMS", diz a nota

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.