ASSINE

Fundo vai investir R$ 1 milhão em startup do ES que faz carros autônomos

Aporte financeiro vai alavancar o crescimento da empresa, ampliar a capacidade de atuação e expandir os negócios para outros Estados

Publicado em 29/01/2021 às 17h09
Carro autônomo desenvolvido pela Lume Robotics
Carro autônomo desenvolvido pela Lume Robotics. Crédito: Lume Robotics/ Divulgação

O Fundo Seed4Science, que é gerido pela Fundepar e faz parte da cartela de fundos de investimentos do Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes), vai investir R$ 1 milhão em uma startup do Espírito Santo que desenvolve tecnologia para carros autônomos. A Lume Robotics foi a empresa de inovação escolhida para receber o aporte financeiro que será usado para alavancar o crescimento do empreendimento.

Funciona assim: por ser uma modalidade diferente de um empréstimo tradicional, o fundo se torna sócio da empresa por um período determinado. Os Fundos de Investimento e Participações (FIP), que têm entre os acionistas o Bandes,  identificam o potencial de crescimento de um negócio e auxiliam no modelo de gestão.

A vantagem de receber um aporte financeiro desta maneira é que o fundo, enquanto acionista, traz experiência e boas práticas que apoiam a gestão e a governança da empresa que, com o tempo, ganha expertise e resultados.

“Estamos felizes e empolgados em receber esse investimento. O recurso será utilizado para alavancar o crescimento de nossa empresa, ampliar a nossa capacidade de atuação e expandir os negócios para outros Estados. Começamos a negociação há cerca de um ano e fechamos a parceria em dezembro", comemora um dos sócios da startup, Rânik Guidolini.

O presidente do Bandes, Luiz Leitão, fala sobre a importância da participação dos fundos de investimento em empresas de inovação e tecnologia. “Em 2015, percebemos que era necessário investir em inovação e tecnologia. Foi quando iniciamos a participação nos fundos, que são cinco, ao todo. Essa captação de empresas vai desde aquelas que estão começando ou desenvolvendo uma ideia, até aquelas que já são sucesso”, explica.

A Lume Robotics é uma startup capixaba fundada em 2019 e, ao todo, conta com sete sócios. A empresa nasceu como um desdobramento do projeto Intelligent Autonomous Robotic Automobile (Iara), desenvolvido há mais de dez anos por alunos e professores da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes). A empresa ficou conhecida em todo o Brasil por realizar uma viagem, com carro autônomo, de Vitória a Guarapari, percurso feito com tráfego normal.

Leitão ressalta ainda que o aporte de R$ 1 milhão que a Lume Robotics vai receber será feito aos poucos. “A medida que o projeto for se desenvolvendo, o recurso vai sendo disponibilizado. Estamos felizes com essa parceria, por ser uma empresa capixaba, que nasceu na Ufes e desenvolveu a sua própria tecnologia. Acredito que eles têm tudo para voar”, avalia.

Guidolini explica que os veículos funcionam por meio de sensores que dão inteligência artificial ao equipamento, sem precisar da supervisão humana.

O sistema, segundo ele, é capaz de criar mapas e rotas de uma determinada região, localizar-se instantaneamente nesses mapas e trafegar de forma autônoma. O equipamento é direcionado para atender demandas de transporte interno dentro de empresas com grandes áreas.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Espírito Santo Bandes espírito santo Tecnologia

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.