ASSINE

Ufes: comitê recomenda retomada gradativa das aulas presenciais

Com melhoria nos indicadores da Covid-19 no Espírito Santo, universidade recebeu orientação para avançar para a fase 3 do plano de contingência elaborado na pandemia

Publicado em 08/07/2021 às 21h27
Atualizado em 09/07/2021 às 15h58
Em 2020, 122 projetos de pesquisa desenvolvidos na Ufes eram relacionados à Covid
A administração da Ufes recebeu recomendação para volta das aulas presenciais. Crédito: Supec/ Ufes

Atualização

9 de Julho de 2021 às 15:57

Versão anterior desta matéria não trazia o posicionamento da administração da Ufes sobre a recomendação do comitê. O texto foi atualizado.

Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) avalia a retomada gradual das aulas presenciais. Com a melhoria dos indicadores da Covid-19 no Estado, o Comitê Operativo de Emergência para o Coronavírus da instituição (COE) divulgou, nesta quinta-feira (8), boletim informativo com a recomendação à gestão da universidade de que é possível avançar para a Fase 3 do Plano de Contingência. É de competência do Conselho Universitário, entretanto, decidir sobre a mobilidade entre as fases desse plano. 

Nessa etapa, que deve ter avaliação contínua, estão previstas as seguintes medidas:

  • dar início ao formato de ensino híbrido, escalonando-se o retorno presencial dos estudantes, ou seja, a convivência do Ensino-Aprendizagem Remoto Temporário e Emergencial (Earte) com o presencial (nas devidas condições de segurança);
  • destinar as atividades presenciais prioritariamente às disciplinas práticas e laboratoriais;
  • retomar os serviços administrativos em formato híbrido, observando-se as determinações previstas no plano de biossegurança; 
  • autorizar o funcionamento dos restaurantes universitários mediante agendamento prévio.

O boletim divulgado pelo COE apresenta a evolução do número de casos de Covid-19 no Espírito Santo entre os dias 23 de junho e 6 de julho de 2021, considerando as semanas epidemiológicas 25 e 26. Nesse período, segundo aponta o documento, os indicadores epidemiológicos que avaliam o desenvolvimento da Covid-19 no Espírito Santo vêm apresentando queda no número de casos de infectados nas últimas 14 semanas e no número de óbitos nas últimas 12 semanas.

Entretanto, o COE-Ufes alerta que, mesmo nesse cenário mais favorável, é imprescindível manter as medidas de prevenção para reduzir o risco de contágio e assegurar as condições de biossegurança nos ambientes domésticos e profissionais.

Confira  a íntegra da recomendação expressa no boletim:

O COE, órgão consultivo da Ufes, considera que os dados epidemiológicos que vêm sendo apresentados pelo Governo do Estado do Espírito Santo, reunidos neste Boletim e anteriores, registram queda de todas as taxas dos indicadores referentes à pandemia de covid-19, o que aponta para a possiblidade de retorno gradual e seguro das atividades presenciais, observadas as condições descritas no Plano de Biossegurança da Ufes.

Tendo em vista os dados epidemiológicos analisados e as particularidades sociais e geográficas do Estado do Espírito Santo e do Brasil, o COE-Ufes recomenda à gestão da Universidade avançar para a Fase 3 do Plano de Contingência da Ufes.

Destacamos que a situação de pandemia ainda não está totalmente sob controle no Brasil e no Estado do Espírito Santo, havendo necessidade de mantermos vigilância permanente a todos os indicadores epidemiológicos analisados na evolução da Covid-19.

O Boletim Informativo Covid/Ufes é divulgado quinzenalmente, em atendimento às resoluções nº 56/2020 e nº 20/2021 do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Cepe) da Ufes. O documento está disponível para consulta no portal da Ufes (menu do lado direito) e no site https://coronavirus.ufes.br/.

POSICIONAMENTO DA UFES

Após a divulgação do boletim, o reitor Paulo Vargas e o vice-reitor Roney Pignaton assinaram uma nota à comunidade, esclarecendo que, apesar da recomendação do COE, a decisão é do Conselho Universitário, que vai se reunir até o final de julho para avaliar a possibilidade de retomada de atividades presenciais. 

Até a manifestação do conselho, reforçam Vargas e Pignaton, as atividades na Ufes, sejam elas de ensino ou administrativas, permanecem como estão sendo realizadas atualmente.

"Coerente com os princípios da transparência e da participação na gestão, todas as decisões relacionadas ao retorno gradual e seguro das atividades presenciais continuarão sendo remetidas e definidas pelos Conselhos Superiores e pelas instâncias e unidades acadêmicas e administrativas formais da universidade, considerando as competências de cada uma", ressalta um trecho da nota à comunidade.

Em outro ponto, diz que a Administração Central reafirma seu compromisso com o enfrentamento à pandemia de Covid-19, observando todos os dados e recomendações técnico-científicos, a singularidade da universidade e seu impacto no controle dos índices de contágio.

"Informa também que vem promovendo todos os esforços para a criação de condições de biossegurança para a retomada segura das atividades presenciais, por meio da aquisição de equipamentos de proteção individual e de insumos sanitizantes, além de um extenso programa de adaptações prediais dos espaços de ensino e administrativos, trabalho que se encontra em execução em todos os Centros de Ensino."

Para finalizar, a instituição manifesta pesar por todas as mortes já ocorridas em razão da pandemia e se solidariza aos que sofreram perdas de entes queridos, amigos e colegas. "Conclamamos todos a se manterem mobilizados e participantes dos esforços individuais e coletivos necessários ao controle da pandemia, adotando cuidados como o uso de máscaras e o distanciamento social e buscando a proteção das vacinas tão logo estejam disponíveis para as faixas etárias ainda não contempladas", conclui a Ufes, em nota. 

A Gazeta integra o

Saiba mais
UFES Covid-19 Ensino Superior

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.