ASSINE

Saiba as novas regras para cidades em risco moderado de Covid-19

Vitória e mais quatro municípios foram classificados nesse nível de ameaça, conforme o Mapa de Risco do governo do Estado. Veja o que vai mudar.

Publicado em 20/11/2020 às 21h25
Mesmo na pandemia, bares e restaurantes estavam lotados no domingo de eleição
Bares terão que fechar às 22h de segunda a sábado nas cidades em risco moderado. Crédito: Maria Fernanda Conti

Neste sábado (21), o governo publicará no Diário Oficial as novas normas que deverão ser seguidas, a partir de segunda (23), pelas cidades classificadas como risco moderado no Espírito Santo. Essas regras valerão para Vitória, Cariacica, Viana, Barra de São Francisco e Ecoporanga.

Parte das mudanças foi anunciada pelo governador Renato Casagrande em pronunciamento na noite desta sexta-feira (20). Ele informou que nessas cidades em amarelo no Mapa de Risco, os bares e restaurantes só poderão funcionar até as 22 horas de segunda a sábado, e até as 16 horas aos domingos.

Casagrande também ressaltou que as escolas de ensino infantil, fundamental e médio deverão ter as aulas presenciais suspensas no risco moderado. A regra vale para instituições públicas e particulares. As faculdades e universidades poderão seguir com as atividades presenciais. 

A secretária de Estado de Gestão e Recursos Humanos, Lenise Loureiro, detalhou os planos do governo. Segundo ela, a nova configuração do risco moderado mantém boa parte das regras do risco leve, e altera principalmente atividades que têm apresentado menos controle na disseminação do novo coronavírus. 

"Estamos construindo um risco moderado novo, que traz condições de funcionamento de algumas atividades como do risco verde.  Shoppings e comércio de rua têm dias livres e horários livres, desde que cumpridos os protocolos de capacidade, higiene e uso de máscara. Onde tem uso permanente de máscara se mostra mais seguro.  As medidas foram alteradas para os segmentos que não têm uso de máscara como comportamento permanente", disse.

LIMITE DE PARTICIPANTES EM EVENTOS CORPORATIVOS

Além da restrição das aulas presenciais e do horário dos bares e restaurantes, o terceiro segmento afetado é o dos eventos corporativos. Até então, havia um limite de 300 participantes para eventos sociais, como casamentos, mas não havia restrição para congressos e feiras científicas, por exemplo. 

A partir de segunda, esses eventos corporativos também serão limitados a 300 participantes em uma área mínima de 1.500 m², ou seja, será preciso prever pelo menos 5m² por convidado.

Em relação aos demais setores da economia, eles não sofrerão alteração em relação ao que é praticado atualmente pelas cidades de risco baixo. Contudo, o governo não descarta acirrar as medidas caso a situação da pandemia nos municípios continue se deteriorando.

"Vamos fazer essa balizamento semanal. Estamos dando um passo nas restrições e pode ser que tenhamos necessidade de dar outros passos. O monitoramento será diário, com alterações possivelmente semanais", afirmou a secretária.

NÚMEROS MOSTRAM AVANÇO DO CORONAVÍRUS NO ES

A taxa de ocupação das Unidades de Terapia Intensiva (UTI) potencias do Estado, que já esteve em 45%, mas que na divulgação do novo mapa de risco chegou a 49,2% – apenas 0,8 pontos percentuais abaixo do nível que é considerado de alerta pela atual matriz de risco.

Renato Casagrande

Governador do Espírito Santo

"Na hora que essa ocupação chegar a 50%, mais municípios serão enquadrados e classificados como de risco moderado. Talvez alguns até em risco alto, se a gente continuar com esse crescimento na próxima semana"

  Os casos ativos dos últimos 28 dias também apresentaram piora, de maneira geral. "Há cerca de um mês e meio, tínhamos em torno de 4 mil casos. Agora, já estamos com 5 mil. Contagiados por dia, chegamos a 500 ou 600. Hoje, estamos identificando 1.000 por dia", relacionou Casagrande.

A média móvel de óbitos dos últimos 14 dias, que já esteve em nove, está próximo de 12. A Gazeta já mostrou que, na primeira quinzena de novembro, o número de óbitos voltou a crescer no Estado.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.