ASSINE

Escolas proibidas de abrir a partir de segunda em Vitória e mais 4 cidades

Municípios que entraram na classificação de risco moderado de Covid-19 ficarão com as aulas presenciais suspensas e terão que voltar ao ensino remoto

Publicado em 20/11/2020 às 20h00
Atualizado em 20/11/2020 às 23h52
Alunos da Escola Major Alfredo Rabaioli, no bairro Mário Cypreste, com distanciamento entre eles na sala de aula
Alunos da Escola Major Alfredo Rabaioli, no bairro Mário Cypreste, com distanciamento entre eles na sala de aula. Crédito: Carlos Alberto Silva

As escolas de Vitória, Cariacica, Viana e Barra de São Francisco terão que voltar ao ensino remoto a partir de segunda-feira (23), segundo o governador Renato Casagrande. Em pronunciamento, ele apontou que essas cidades saíram da classificação de risco baixo para moderado, e, por isso, as atividades educacionais presenciais ficam proibidas. A situação também vale para Ecoporanga, que já estava em risco moderado e se manteve na mesma classificação.

"Nos municípios de risco moderado, as escolas têm atividades remotas. Só têm atividades presenciais os municípios de risco baixo", afirmou o governador nesta sexta-feira (20). A regra para o funcionamento das escolas já havia sido anunciada em setembro. Já o ensino superior pode continuar com atividades presenciais mesmo no risco moderado.

As aulas presenciais na rede estadual haviam sido retomadas em 13 de outubro, mas o governo já tinha dado autorização para funcionamento da rede privada e do ensino infantil desde o dia 5 do mesmo mês. Com o retorno de algumas cidades para o risco moderado, essa autorização fica suspensa nesses locais.

No caso das escolas municipais de cidades em risco baixo, as prefeituras podem optar por oferecer aulas presenciais ou não. O mesmo vale para as instituições particulares.

Segundo o governador, o relaxamento da população em relação às medidas de contenção do contágio do novo coronavírus provocou um aumento no número de casos e mortes. Casagrande afirmou que o Estado não passa por uma segunda onda de contaminação, mas sim por uma "segunda fase da primeira onda".

Renato Casagrande

Governador do Espírito Santo

"O que aconteceu foi uma certa acomodação de muitos. Muitos de nós nos  acomodamos. Assistimos a pandemia chegar a um pico, crescer, assistimos o mapa (de risco) ficar verde, nos cansamos de tantos protocolos. Isso levou a mais interação, aglomeração e contágio. Agora temos uma pressão maior sobre o sistema de saúde "

Além das restrições às aulas presenciais, que já existiam para cidades de risco moderado, o governador anunciou uma redução no horário de funcionamento de bares e restaurantes. Esses estabelecimentos poderão funcionar de segunda-feira a sábado até as 22h e no domingo até as 16h nos municípios em risco moderado.

Também houve mudança nas regras em relação ao comércio: cidades de risco moderado, a partir de segunda (23), poderão manter suas atividades comerciais normais, sem restrição de horário. Até então, a classificação em risco moderado implicava no funcionamento por apenas 6h no dia.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Cariacica Educação Renato Casagrande Viana Vitória (ES) Coronavírus no ES viana Escolas particulares Pandemia Escolas Públicas

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.