ASSINE

Covid-19 no ES: mortes caem 22,1% na primeira quinzena de fevereiro

Apesar da queda, Estado ainda registra uma média superior a 20 óbitos por dia; casos também apresentaram redução na comparação com  janeiro

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 17/02/2021 às 17h20
Atualizado em 17/02/2021 às 20h59
Ato homenageia capixabas mortos pelo novo coronavírus na praia de Camburi, em Vitória
Até o início desta quarta-feira (17), o Espírito Santo já havia perdido 6.176 pessoas para a Covid-19. Crédito: Ricardo Medeiros

Depois de três crescimentos consecutivos, o número de óbitos causados pelo novo coronavírus voltou a apresentar queda no Espírito Santo. Na primeira quinzena deste mês, foram divulgadas 306 mortes – 87 a menos que no mesmo período de janeiro, o equivalente a uma redução de 22,1%.

Apesar da diminuição, a quantidade de vidas perdidas para a Covid-19 segue alta no Estado. Neste início de fevereiro mais de 20 pessoas morreram por dia. Em números absolutos, essa quantidade é a sexta maior registrada em toda a pandemia, que já dura quase um ano.

Vale lembrar que os dados utilizados pela reportagem se baseiam nas atualizações diárias do Painel Covid-19, da Secretaria Estadual de Saúde (Sesa). Ou seja, não representam, necessariamente, as mortes ocorridas na primeira quinzena de cada mês, mas aquelas divulgadas durante esses períodos.

Além disso, é importante ressaltar que neste início de fevereiro houve o "feriadão" de Carnaval, entre o sábado (13) e a Quarta-feira de Cinzas (17). Em datas como essa, o expediente de diversos serviços – incluindo os de saúde – são afetados e o número de notificações relativas à pandemia acaba diminuindo.

Luiz Carlos Reblin

Subsecretário de vigilância em saúde do Espírito Santo

"É possível que nos próximos dias a gente tenha um pequeno aumento no número de óbitos em função do Carnaval"

Neste sentido, o subsecretário Luiz Carlos Reblin explicou que o Laboratório Central do Espírito Santo (Lacen-ES) tem investigado de quatro a cinco óbitos por dia, sendo "talvez o número mais baixo desde o início da pandemia". Ainda assim, ele alertou que "é natural que algum óbito não tenha sido informado no feriado".

Somado a essa compensação esperada para os próximos dias, há o temor de que as aglomerações verificadas durante o período de Carnaval – incluindo bailes clandestinos e dezenas de irregularidades na Grande Vitória – afetem a tendência de queda nas mortes, consolidada a partir do final de janeiro no Estado.

CASOS TAMBÉM TÊM REDUÇÃO

Em um comportamento semelhante ao de óbitos, os casos confirmados da Covid-19 também apresentaram queda na primeira quinzena de fevereiro. Foram pouco mais de 17 mil diagnósticos positivos, contra quase 25 mil no mesmo período de janeiro – uma redução de 30,7% e a segunda queda consecutiva.

Entretanto, o total de confirmações da doença é o quarto maior de toda a pandemia no Estado e poderia ser ainda maior se não fosse a grande desistência verificada em testes agendados e a perigosa naturalização dos sintomas, conforme relatado pela própria Secretaria Estadual de Saúde.

Na coletiva desta quarta-feira (17), o secretário Nésio Fernandes também admitiu que há um "prejuízo nos casos confirmados em virtude do período prolongado de Carnaval" já que "o acesso à testagem é prejudicado devido a viagens e à redução de contribuintes nos serviços de saúde".

Para a análise correta dos dados ainda é necessário considerar que os contatos intra domiciliares de quem testou positivo já voltaram a ser testados, independentemente de sintomas, idade ou comorbidades. Esse protocolo havia ficado suspenso entre o final de novembro e meados de janeiro.

Carnaval Espírito Santo SESA Coronavírus Coronavírus no ES Covid-19 espírito santo nesio fernandes Pandemia

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.