ASSINE

Covid-19: ES bate novo recorde e registra mais de 19 mil casos em 24h

Estado contabilizou 19.136 infecções e 14 óbitos pela Covid-19, conforme dados divulgados nesta quinta-feira (27) pela Secretaria Estadual de Saúde

Tempo de leitura: 3min
Vitória
Publicado em 27/01/2022 às 18h11

Espírito Santo bateu recorde – pelo terceiro dia seguido – no número de casos confirmados do coronavírus em 24 horas. Nesta quinta-feira (27), foram registradas 19.136 novas contaminações. Até então, a maior quantidade de confirmações em um dia pertencia a essa quarta-feira (26), com aproximadamente 18 mil.

Com mais um patamar inédito alcançado, este mês de janeiro já acumula quase 170 mil casos – o equivalente a 21% do total contabilizado desde o início da pandemia no Estado, que é de 798.001. Vale lembrar que, apenas neste ano, esse indicador já teve o recorde quebrado seis vezes.

À frente da Secretaria Estadual de Saúde (Sesa), o secretário Nésio Fernandes havia adiantado, na semana passada, que a expectativa era de que as confirmações de Covid-19 continuassem aumentando em território capixaba e que a fase de recuperação da quarta onda ocorra em meados de fevereiro.

No último pronunciamento, o governador Renato Casagrande também alertou que o Estado vive uma "explosão de casos" e ressaltou que as pessoas devem se preocupar com a variante Ômicron, que é mais transmissível e causa internações e mortes, ainda que em menor escala, se comparada a outras cepas.

Renato Casagrande

Governador do Espírito Santo

"Se nós tivéssemos, agora, o mesmo comportamento que antes nos óbitos, o nosso sistema de saúde não daria conta porque o contágio está muito maior"

Apesar do menor impacto nas hospitalizações e vidas perdidas, a rede pública estadual voltou a ter mais de 300 pacientes internados em leitos de UTI e registrou um aumento nas mortes. Na segunda semana de janeiro, por exemplo, foram divulgadas 20. Já na passada, foram 43.

O agravamento da pandemia também fez o Governo do Estado se reunir, nesta quinta-feira (27), com representantes dos setores econômicos e definir que bares e restaurantes terão que exigir o comprovante de vacinação dos clientes, independentemente da classificação de risco do município.

6.235 casos/dia

É a média registrada em janeiro no ES até esta quinta-feira (27)

Se o ritmo de contaminações divulgadas diariamente se mantiver, janeiro pode terminar com mais de 190 mil casos confirmados. Isso seria equivalente a mais que o triplo em relação ao mês que, até então, contabilizava o maior número de infecções de toda a pandemia: dezembro de 2020, com 58 mil.

Por meio das redes sociais, o secretário Nésio Fernandes comentou que o Espírito Santo vive, atualmente, um momento de "expansão de casos acompanhada de novas expansões de testagem" e ressaltou que quase 200 mil testes foram aplicados nas últimas duas semanas – quatro vezes mais que nas duas anteriores.

MORTES CRESCEM, AINDA QUE EM MENOR RITMO

No que diz respeito às mortes, o Espírito Santo registrou 14 óbitos em 24 horas, totalizando 13.465 desde o início da pandemia, conforme dados do Painel Covid-19. Em janeiro, já foram contabilizadas 138 vidas perdidas, e se o ritmo se mantiver, o mês deve fechar com um pequeno aumento no índice, em relação a dezembro do ano passado.

OUTROS DADOS DA PANDEMIA

Também conforme a atualização desta quinta-feira (27), o número de pessoas que venceram o coronavírus chegou a 660.496, desde o início da pandemia. Ou seja, foram contabilizadas 6.065 novas curas em 24 horas. A taxa de mortalidade apresentou uma nova queda e está em 1,69% no Estado.

Este vídeo pode te interessar

A Gazeta integra o

Saiba mais

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.