ASSINE

Após incêndio, prédio é liberado pela Defesa Civil na Praia do Canto

Em vistoria realizada na manhã desta terça-feira (20) pelo órgão municipal, ficou constatado que não houve danos à estrutura da edificação. Desta forma, os moradores puderam retornar em segurança para os apartamentos

Publicado em 20/10/2020 às 13h03
Corpo de Bombeiros faz vistoria no prédio, na Praia do Canto, onde aconteceu um incêndio
Corpo de Bombeiros faz vistoria no prédio, na Praia do Canto, onde aconteceu o incêndio nesta segunda-feira (19). Crédito: Vitor Jubini

O Edifício Pintor Fanzeres, na Praia do Canto, em Vitória, foi liberado pela Defesa Civil municipal por volta das 10 horas da manhã desta terça-feira (20). O prédio havia sido interditado ainda na noite de segunda-feira (19) devido ao incêndio ocorrido em um apartamento do terceiro andar que vitimou um menino de apenas quatro anos, morador do imóvel.

A interdição se fez necessária por conta da fumaça que havia no local e que poderia representar riscos aos demais moradores. Ainda no período da noite de segunda-feira e nas primeiras horas da manhã desta terça, alguns condôminos foram autorizados a entrarem nos respectivos apartamentos para buscarem pertences, roupas, medicamentos e documentos.

Incêndio atinge prédio na Praia do Canto, em Vitória
O incêndio tomou grandes proporções e foi visto por moradores de prédios próximos na Praia do Canto. Crédito: Jéssica Lima

Segundo a coordenadora em exercício da Defesa Civil de Vitória, Sidineia dos Santos, equipes do órgão estiveram no local para realizar uma vistoria e constataram que não houve nenhum dano estrutural no edifício, liberando-o para o livre acesso de moradores. A unidade que sofreu o incêndio, localizada no terceiro andar, segue interditada para a realização da perícia do Corpo de Bombeiros, que busca identificar a origem do incêndio.

"Interditamos ontem em razão da insalubridade, já que havia muita fumaça nos andares, a energia estava cortada e tinha muita água nos corredores. Então, por segurança, preventivamente o interditamos. Até mesmo para no dia (hoje) seguinte fazermos a avaliação estrutural. Nós avaliamos a estabilidade da habitação e conclui-se que não houve danos nesse sentido. Concluímos que o incêndio se concentrou mais em um dos quartos, e atingiu em menor intensidade outros cômodos. Desta forma o edifício, com cerca de 40 anos, foi liberado", detalhou a coordenadora do órgão.

Bombeiros Praia do Canto Vitória (ES) defesa civil Incêndio

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.