ASSINE

Fiat anuncia a chegada do 500e no Brasil com motor 100% elétrico

O segmento dos genuinamente elétricos tenta se consolidar no país mesmo com altos valores. Modelo chega em versão única, a Icon, com preço de R$ 239.990

Publicado em 05/08/2021 às 12h07
fiat
Com características europeias, o modelo único pode ser adquirido pelo valor de R$ 239.990. Crédito: Fiat/Divulgação

O Fiat 500 (Cinquecento, do italiano, com pronúncia “tinqüetchento”) é um minicarro produzido na Itália de 1957 a 1975. A versão moderna – que evocou o estilo retrô do original – foi importada do México pelo Brasil de 2014 a 2018, deixando de ser comercializada no país com o argumento de pouca competitividade. No entanto, para entrar na onda inevitável dos carros “verdes”, a Fiat italiana recorreu justamente ao carismático modelinho.

E o 500e acaba de desembarcar no Brasil, com todas as características europeias e pronto para entrar no crescente segmento dos 100% elétricos no mercado brasileiro. O modelo chega em versão única, a Icon, com preço de R$ 239.990. Em um primeiro momento, será comercializado em dez concessionárias de nove cidades: Rio de Janeiro (RJ), São Paulo (SP, com duas lojas), Belo Horizonte (MG), Brasília (DF), Campinas (SP), Curitiba (PR), Florianópolis (SC), Porto Alegre (RS) e Recife (PE). A Fiat promete trazer de Turim, na Itália, um lote inicial de 120 unidades do 500e até o final deste ano, com o volume de importação podendo aumentar conforme a demanda.

Com 854 unidades emplacadas este ano no Brasil até julho – ante as 801 de janeiro a dezembro de 2020 –, o segmento dos genuinamente elétricos tenta se consolidar no país. Os principais obstáculos são o preço alto (não existem incentivos governamentais, como na Europa, Ásia e América do Norte) e a ainda escassa infraestrutura de recarga. Os principais concorrentes do 500e são:

  • Chevrolet Bolt EV (R$ 279 mil), que terá sua nova geração apresentada em setembro, 
  • Nissan Leaf (R$ 277.900);
  • Renault Zoe (a partir de R$ 204.990);
  • Caoa Chery Arrizo 5E (R$ 159.900); 
  • JAC iEV20 (R$ 159.990).

O Grupo Stellantis chegou a apresentar o Peugeot 208 e-GT em setembro do ano passado, junto com a versão flex do compacto, mas ainda não colocou o elétrico à venda. A própria Fiat reconhece que os inteiramente elétricos têm uma participação de mercado atualmente no Brasil de apenas 0,5%. Entretanto, a marca prevê o atingimento de 11% dos “verdes” até 2030, com aproximadamente 400 mil unidades vendidas por ano no país.

Fiat 500e
O motor elétrico do 500e entrega 87 kW ou 118 cavalos de potência a 4.200 rpm. Crédito: Fiat/Divulgação

O 500e tem uma autonomia de 320 quilômetros, cobrindo o deslocamento médio diário de cerca de 30 quilômetros. Em testes feitos no Polo Automotivo de Betim (MG), o carro alcançou 460 quilômetros rodando em condições ideais – com uma temperatura em torno de 25°C, média de 60 km/h e no modo “Sherpa”, o mais econômico. Comparado ao gasto com combustível de um motor a combustão, essa autonomia equivaleria a um consumo médio acima de 62 km/l.

O motor elétrico do 500e entrega 87 kW ou 118 cavalos de potência a 4.200 rotações por minuto, com torque instantâneo de 22,5 kgfm. Segundo a Fiat, o veículo acelera de zero a 100 km/h em nove segundos e pode chegar à máxima de 150 km/h. Como uma das características mais marcantes de um 100% elétrico é o silêncio, o 500e conta com o Sistema de Alerta Acústico de Veículos (AVAS), um aviso para pedestres e ciclistas com o carro até 20 km/h. A partir de 25 km/h, o som escolhido é o tema do filme “Amarcord”, composto pelo italiano Nino Rota.

fiat
O 500e conta com o Sistema de Alerta Acústico de Veículos (AVAS) com tema do filme “Amarcord” . Crédito: Fiat/Divulgação

O compacto tem três modos de condução: “Normal”, “Range” e “Sherpa”, que podem ser selecionados no console central.

  1. 01

    “Normal”

    Oferece um estilo de direção mais próximo à experiência tradicional de condução. Toda a potência e o torque ficam disponíveis. O veículo desacelera com efeito de freio-motor, como em um veículo convencional, carregando parcialmente a bateria. Esse modo apresenta a função “Creeping”, na qual o carro inicia seu movimento ao liberar o pedal do freio.

  2. 02

    “Range”

    Ativa a função One Pedal Driving, melhorando a recuperação de energia, aumentando a desaceleração e com o freio usado apenas para emergências ou para parar o carro completamente. Na prática, o veículo é usado basicamente com o pedal do acelerador – começa a frear quando e para de pressionar o pedal da direita.

  3. 03

    “Sherpa”

    Ajusta vários parâmetros de condução, como velocidade máxima (limitada a 80 km/h), resposta do acelerador e desativação do ar-condicionado e sistemas auxiliares de aquecimento (vidros e retrovisor), garantindo que o motorista alcance o destino definido no sistema de navegação ou a estação de carregamento mais próxima.

Totalmente reestilizado por fora, mas se mantendo fiel às origens, o 500 elétrico reinterpreta o visual do modelo clássico. O novo tem um logotipo bem “sacado” – com o “e” colocado dentro do segundo zero de “500” – substituindo ineditamente o emblema da Fiat no centro da parte frontal do carro. Na traseira, o logotipo mantém o vínculo com o passado, embora transformado na configuração elétrica, diferenciada e com uma borda em azul claro.

O 500e é identificado pelo grupo óptico com faróis e auxiliares redondos em full-led, destacando-se pelo DRL no capô como se fossem “sobrancelhas”, faróis com o efeito “espelho infinito” e luzes de direção no para-choque. A nova iluminação em leds também está nas lanternas. A parte de trás tem o clássico bagageiro e um novo spoiler mais acentuado e eficiente aerodinamicamente.

Sem abrir mão de suas proporções pequenas, o novo 500 cresceu 6,1 centímetros no comprimento, 5,7 centímetros na largura, 2,9 centímetros na altura e 2,2 centímetros na distância de entre-eixos, privilegiando o espaço interno. As rodas de liga leve têm 16 polegadas e acabamento escuro.

Nova grade frontal, inserções cromadas na moldura das janelas e badges laterais e adoção de fecho eletrônico em vez do mecânico com novo desenho das maçanetas (as internas têm acionamento elétrico) são outros elementos de destaque e elegância do 500e. Apesar de um pouco maior, o 500e tem apenas duas portas e leva quatro pessoas, duas na frente e duas atrás. O porta-malas tem capacidade para 185 litros, enquanto o peso total do carro é de 1.465 quilos.

Mesmo o interior tendo um design completamente novo, os ocupantes podem reconhecer a interpretação contemporânea do estilo atemporal do 500. A inserção do painel, o volante de dois raios e o cluster arredondado fazem uma conexão clara com o veículo original de 1957. Com concepção de última geração, um sistema de infoentretenimento com tela sensível ao toque de 10,25 polegadas no formato wide, combinado com o painel central digital em TFT de 7 polegadas, fornece conectividade e informações do carro e de roteiros.

Fiat 500e

Fiat 500e
Painel central digital fornece conectividade e informações do carro e de roteiros. Fiat/Divulgação
Fiat 500e
O Fiat 500e tem espaço para quatro pessoas. Fiat/Divulgação
Fiat 500e
versão única que chega ao Brasil tem teto solar. Fiat/Divulgação
Fiat 500e
Modelo vem com carregador por indução para celulares. Fiat/Divulgação
Fiat 500e
O 500e vem com um cabo padrão de seis metros de comprimento para carregamento doméstico. Fiat/Divulgação
Fiat 500e
As rodas de liga leve têm 16 polegadas e acabamento escuro. Fiat/Divulgação
Fiat 500e
A nova iluminação em leds também está nas lanternas. A. Fiat/Divulgação
A nova iluminação em leds também está nas lanternas. A
A nova iluminação em leds também está nas lanternas. A
A nova iluminação em leds também está nas lanternas. A
A nova iluminação em leds também está nas lanternas. A
A nova iluminação em leds também está nas lanternas. A
A nova iluminação em leds também está nas lanternas. A
A nova iluminação em leds também está nas lanternas. A

O 500 elétrico pode estar sempre conectado ao smartphone, se comunicando com o motorista dentro e fora do carro e permitindo definir desde o caminho de navegação com antecedência até configurar o ar-condicionado à distância. A central multimídia com formato horizontal e se encaixa ao painel do carro. O sistema gerencia o Apple CarPlay e o Android Auto sem fio, pode ser atualizado via web, tem comandos de voz que possibilitam “conversar” com o carro para controlar suas configurações, programa o ar-condicionado e pode escolher músicas.

CARGA DE TECNOLOGIA

O primeiro elétrico do Grupo Stellantis no Brasil conta com o Co-Driver, formado pelo Sistema Avançado de Condução Assistida, atingindo classificação Nível 2 na escala de automação. A combinação com a navegação ajuda o sistema a definir o nível certo de intervenção de acelerador, freio e direção, adaptando-se a condições urbanas ou rodoviárias.

O sistema atua para garantir o controle longitudinal e lateral do veículo por meio do Controle de Cruzeiro Adaptativo – mantém o carro em velocidade pré-definida e freia automaticamente se o veículo da frente também parar –, do Lane Centering – reconhece os sinais de trânsito além das faixas de marcação na pista –, do assistente de frenagem autônoma com presença de pedestre, dos detectores de placas de limite de velocidade e de fadiga, do monitoramento de ponto cego, dos sensores de estacionamento 360 graus e do Park Assist. Há ainda seis airbags, câmera traseira de alta resolução, comutador de luz alta, sensor de chuva e monitoramento de pressão dos pneus.

O 500e vem com um cabo padrão de seis metros de comprimento para carregamento doméstico, que se conecta a uma tomada de três pinos e tem um armazenamento de cabo no porta-malas. A tomada inteligente Type 2, localizada na lateral direita do veículo, permite o carregamento tanto em corrente alternada (AC) quanto em corrente contínua (DC). A Fiat pesquisou junto ao consumidor a necessidade de um carregador rápido.

Fiat 500e
O Fiat 500e tem espaço para quatro pessoas. Crédito: Fiat/Divulgação

Assim, a marca indica a compra de produtos da WEG, parceira certificada para venda e instalação dos carregadores Wall Box, nos quais a carga completa pode se dar em até quatro horas. O 500 elétrico inclui sistema de carga ultrarrápida em corrente contínua de até 85 kW. Dessa maneira, são necessários cinco minutos para gerar uma reserva de energia suficiente para andar 50 quilômetros dentro da cidade. A carga ultrarrápida pode abastecer a bateria até 80% em trinta e cinco minutos.

FICHA TÉCNICA

fiat
O 500 elétrico inclui sistema de carga ultrarrápida em corrente contínua de até 85 kW. Crédito: Fiat/Divulgação

FIAT 500e

  • Carroceria: compacto hatch de duas portas para quatro pessoas 
  • Motor: elétrico 
  • Potência: 87 kW ou 118 cavalos 
  • Torque: 22,5 kgfm 
  • Tração: frontal 
  • Bateria: íons de lítio de 42 kWh
  • Autonomia: de 320 a 460 quilômetros
  • Tempo de recarga completa em tomada caseira: vinte e quatro horas
  • Velocidade máxima: 150 km/h
  • Aceleração de zero a 100 km/h: 9 segundos
  • Comprimento: 3,63 metros
  • Largura: 1,68 metro
  • Altura: 1,52 metro
  • Entre-eixos: 2,32 metro
  • Suspensões: dianteira independente tipo MacPherson, traseira semi-independente
  • Preço: R$ 239.990

A Gazeta integra o

Saiba mais
carros Mercado Automotivo Carro Elétrico Fiat Fiat 500e

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.