ASSINE

Vice diz que toma posse como prefeito de São Mateus neste domingo

Com a prorrogação da prisão e a decisão judicial pelo afastamento de Daniel Santana (sem partido), Ailton Caffeu (Cidadania) afirma que toma posse do cargo às 10h deste domingo (3), na Câmara Municipal

Linhares
Publicado em 02/10/2021 às 20h45
Ailton Caffeu (Cidadania) e Daniel Santana (sem partido). Crédito: Reprodução / Arte A Gazeta
Ailton Caffeu (Cidadania) e Daniel Santana (sem partido). Crédito: Reprodução / Arte A Gazeta

Com a prorrogação da prisão do prefeito de São Mateus, Daniel Santana (sem partido), conhecido como Daniel da Açaí, e a decisão judicial pelo afastamento dele da administração municipal, o vice-prefeito, Ailton Caffeu (Cidadania), afirma que toma posse como chefe do Executivo municipal na Câmara de São Mateus neste domingo (3).

A informação sobre a posse foi confirmada por Caffeu à reportagem de A Gazeta na tarde deste sábado (2). Ele afirmou que a cerimônia será realizada às 10h, na Câmara de Vereadores. O vice-prefeito disse ainda que está animado e vai continuar trabalhando pelo município.

Daniel teve a prisão prorrogada em mais cinco dias nesta sexta-feira (1º) pelo desembargador federal Marcello Granado, do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2). O magistrado também prorrogou pelo mesmo período a prisão da chefe de gabinete da prefeitura, Luana Zordan Palombo, que também vai ser afastada do cargo, e de outras quatro pessoas presas durante a Operação Minucius, deflagrada pela Polícia Federal na última terça-feira (28).

Dos sete presos, apenas o empresário Edivaldo Rossi da Silva teve a prisão temporária revogada. Ele deixa a prisão, mas não poderá participar de licitações em São Mateus, conforme determinação de Granado na decisão.

O grupo é suspeito de integrar um esquema criminoso que fraudava contratos na Prefeitura de São Mateus, desviando os recursos. Alguns deles com uso de verba federal enviada para o combate à Covid-19. Segundo a Polícia Federal, Daniel da Açaí era o líder do grupo. 

Entenda o esquema que levou a prisão do prefeito de São Mateus

OUTRO LADO

Em nota, a defesa de Daniel informou que segue confiante na Justiça e que "todos os valores encontrados foram declarados no imposto de renda, bem como perante à própria Câmara Municipal quando na posse no cargo de prefeito municipal. Todos os fatos serão esclarecidos e comprovados, momento que a verdade será restabelecida", diz o texto. 

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.