ASSINE

Sandro Locutor sai do hospital após 10 dias internado com Covid-19

Candidato do PROS a prefeito de Cariacica estava internado desde o dia 20, após ter sido diagnosticado com Covid-19, e chegou a passar sete dias na UTI

Publicado em 30/10/2020 às 14h45
Sandro Locutor sai do hospital após 10 dias de internação por coronavírus
Sandro Locutor sai do hospital após 10 dias de internação por coronavírus. Crédito: Assessoria de Imprensa

Após 10 dias internado no Hospital Meridional, em Cariacica, o candidato a prefeito da cidade Sandro Locutor (PROS) teve alta nesta sexta-feira (30). Por recomendações médicas, ele ainda deve ficar mais dois dias em casa e retomar a agenda de campanha apenas na terça-feira (03).

O ex-deputado estadual testou positivo para a Covid-19 no dia 18 e, no dia 20, foi internado diretamente na UTI. Em comunicado à imprensa, a assessoria afirmou que a internação foi necessária após um exame mostrar "comprometimento de parte dos pulmões." Locutor estava sendo acompanhado pelo médico e colega de partido Gustavo Peixoto.

Na saída do hospital, o candidato fez uma transmissão ao vivo pelo Instagram. Com um microfone nas mãos, agradeceu apoiadores que estavam no local e terminou com o recado: "Tomem cuidado. Usem as máscaras, respeitem os protocolos porque é muito sério a questão do Covid." Em seguida, os apoiadores cantaram músicas evangélicas e fizeram uma oração, todos de mãos dadas.

No dia 27, quando saiu da UTI e seguiu internado em um quarto, Locutor enviou uma mensagem para apoiadores em que dizia ter vivido momentos "de grandes dores e sofrimento para respirar." 

Desde segunda-feira (26), outros cinco políticos que participam de atividades de campanha no Espírito Santo já tiveram a suspeita da doença, sendo três com diagnóstico confirmado até sexta-feira (30): o deputado federal Felipe Rigoni (PSB), o deputado estadual e candidato a prefeito de Vitória Fabrício Gandini (Cidadania), o prefeito de Vila Velha e candidato à reeleição, Max Filho (PSDB) e o prefeito de Vitória, Luciano Rezende (Cidadania).

Também candidato a prefeito de Cariacica, Subtenente Assis (PTB) começou a sentir os sintomas nesta quinta-feira (29) e aguarda o resultado do exame em casa.

Desde as convenções partidárias, os partidos demonstraram pouco cuidado com os protocolos sanitários, realizando reuniões em locais fechados, sem ventilação e com centenas de filiados e apoiadores, sem distanciamento. Na campanha, o cenário tem sido o mesmo. Candidatos vão às ruas, mobilizam passeatas e comícios que, inclusive, seguem proibidos pelo governo estadual.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.