ASSINE

Covid-19: campanha eleitoral no ES tem aglomeração e descumprimento de regras

Apesar das recomendações de autoridades em saúde, fotos em redes sociais registram passeatas, ações em comitês e aglomerações. Comícios e passeatas estão proibidos por decreto

Publicado em 29/10/2020 às 06h01
Campanhas na Grande Vitória e interior registram aglomeração e desrespeito aos protocolos
Eventos de campanha de Fabrício Gandini (Cidadania) e Delegado Pazolini (Republicanos), em Vitória, nas eleições de 2020. Crédito: Reprodução/Facebook e Instagram Fabrício Gandini e Lorenzo Pazolini

A intenção, ao menos em declarações públicas de lideranças partidárias, era priorizar ações em redes sociais e diminuir "consideravelmente" as atividades de rua para evitar aglomerações e frear a propagação do novo coronavírus em meio às eleições 2020. Não é isso, no entanto, que tem sido registrado pelas ruas da Grande Vitória e do interior do Espírito Santo.

Com a campanha a todo vapor, candidatos continuam fazendo passeatas, reuniões e eventos que se parecem com campanhas anteriores, quando o Estado ainda não sofria com a Covid-19. O cenário já era esse durante as convenções partidárias. Mais recentemente, teve evento de campanha com até 2 mil pessoas. Enquanto isso, as autoridades sanitárias não param de repetir: a pandemia não acabou.

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) informou à reportagem de A Gazeta, nesta quarta-feira (28), que comícios e passeatas continuam proibidos em todo o Estado. A proibição está estabelecida em um decreto do governador Renato Casagrande (PSB) de 19 de abril e foi reforçada no decreto Nº 4736-R, de 19 de setembro. Por mais que eventos sociais e corporativos estejam liberados, comícios e passeatas, assim como shows, seguem vetados.

No caso de descumprimento, ainda de acordo com a secretaria, "a fiscalização das atividades se dá por meio de ações do Poder Executivo Municipal, Estadual e da Justiça Eleitoral".

Quem olha as imagens de eventos divulgadas pelos próprios candidatos, no entanto, pode ter a falsa sensação de que a crise sanitária acabou. Estampadas nas redes sociais e propagandas da televisão, as cenas mostram candidatos em meio a centenas de pessoas, algumas delas sem máscara, outras usando a proteção de forma errada e praticamente nenhum distanciamento.

Campanha de João Coser reúne apoiadores na rua no dia 22 de outubro
Campanha de João Coser reúniu apoiadores na rua no dia 22 de outubro. Quase todos usando máscaras, mas próximos uns dos outros. Crédito: Reprodução/Facebook João Coser

Até o momento, o Estado já registrou 3.826 mortes e mais de 153 mil infectados pelo coronavírus. Mesmo com o relaxamento de algumas medidas, como a reabertura do comércio e a liberação para eventos sociais e corporativos, a Secretaria de Saúde e o governador seguem repetidamente pedindo cuidado aos capixabas.

Muitas pessoas que aparecem nas fotos de atos de campanha estão usando máscara. Algumas usando corretamente e outras com o nariz e boca para fora. O distanciamento, contudo, raramente é respeitado. 

Nos vídeos da propaganda eleitoral na TV e nas próprias redes sociais dos candidatos também é possível ver abraços, apertos de mão e proximidade entre candidatos e eleitores.

Ações de campanha de candidatos na Grande Vitória

Evento em Cariacica no dia 5 de outubro reuniu apoiadores de Euclério Sampaio (DEM)
Ação de campanha Euclério Sampaio (DEM) em Cariacica. Reprodução/Instagram @marcelodosantosdeputado
Ação de campanha do candidato Lorenzo Pazolini (Republicanos) no dia 15 de outubro
Ação de campanha Lorenzo Pazolini (Republicanos) em Vitória. Reprodução/@lorenzopazolini
Ação de campanha de Sandro Locutor (PROS) em Cariacica no dia 14 de outubro
Ação de campanha Sandro Locutor (PROS) em Cariacica. Reprodução/Instagram @sandrolocutoroficial
Ação de campanha de Sergio Vidigal (PDT) na Serra
Ação de campanha Sergio Vidigal (PDT) na Serra. Reprodução/@sergiovidigal
Evento da campanha de Vandinho Leite (PSDB) no dia 20 de outubro
Ação de campanha de Vandinho Leite (PSDB) na Serra. Reprodução/Instagram @vandinho.leite
Ação de campanha de Max Filho (PSDB) em Vila Velha em 17 de outubro
Ação de campanha Max Filho (PSDB) em Vila Velha. Reprodução/@maxmaurofilho
Ação de campanha de Neucimar Fraga (PSD) em Vila Velha no dia 27 de outubro
Ação de campanha Neucimar Fraga (PSD) em Vila Velha. Reprodução/@neucimarfraga55
Ação de campanha de Gandini (Cidadania) em Vitória no dia 27 de outubro
Ação de campanha Gandini (Cidadania) em Vitória. Instagram/Gandini
Ação de campanha Gandini (Cidadania) em Vitória
Ação de campanha Gandini (Cidadania) em Vitória
Ação de campanha Gandini (Cidadania) em Vitória
Ação de campanha Gandini (Cidadania) em Vitória
Ação de campanha Gandini (Cidadania) em Vitória
Ação de campanha Gandini (Cidadania) em Vitória
Ação de campanha Gandini (Cidadania) em Vitória
Ação de campanha Gandini (Cidadania) em Vitória

DIAGNÓSTICO

Ao menos dois candidatos já foram diagnosticados com Covid-19 em meio à campanha no Espírito Santo. Sandro Locutor (PROS), que disputa a Prefeitura de Cariacica, no dia 18 de outubro, e a prefeita de Montanha, Iracy Baltar (Republicanos), no dia 26.

O candidato do PROS chegou a ficar internado na UTI. Em mensagem encaminhada a apoiadores, falou da importância de seguir as recomendações das autoridades em saúde. Ele segue hospitalizado em um quarto do Hospital Meridional, em Cariacica, sem previsão de alta. 

Nesta quarta-feira (28), Gandini (Cidadania), candidato a prefeito de Vitória, informou que está com suspeita de Covid-19. O deputado passou por exames, mas de acordo com a assessoria dele, ainda não recebeu o resultado. Em um vídeo encaminhado por WhatsApp, o candidato diz que "para não colocar ninguém em risco" cancelou a agenda de campanha, por enquanto.

CENÁRIO É O MESMO NO INTERIOR

Eventos políticos sem distanciamento entre as pessoas também são realidade em outras cidades. Em Guarapari, na Região Metropolitana de Vitória, caminhadas registram um número grande de pessoas, nem todos com máscara e todos com muita proximidade.

Caminhadas em Guarapari dos candidatos Edson Magalhães (PSDB) e Carlos Von (Avante)
Caminhadas em Guarapari dos candidatos Edson Magalhães (PSDB) e Carlos Von (Avante). Crédito: Reprodução/Instagram/Edson Magalhães/Carlos Von

As cenas de passeatas e até comícios foram registradas em diferentes pontos do Estado, mesmo com a proibição. Em Itapemirim, onde a convenção do Republicanos registrou, em agosto, um número grande de pessoas e várias delas sem máscara, a campanha segue a mesma linha.

Em vídeo publicado no Instagram do prefeito em exercício e candidato à reeleição, Dr. Thiago Peçanha (Republicanos), é possível vê-lo sem máscara, abraçando e cumprimentando eleitores. Ao lado dele está Luciano Paiva, o prefeito afastado. Ambos são médicos. A cena é a mesma na campanha do também médico Dr. Antônio (PP), adversário de Peçanha na corrida em Itapemirim.

Ação de campanha Dr. Antônio (PP) em Itapemirim
Ação de campanha Dr. Antônio (PP) em Itapemirim. Crédito: Reprodução/Facebook Dr. Antônio

Teve até comício em Atílio Vivácqua, no último dia 23. O candidato Genaldo Junior (Republicanos) publicou convites do evento em suas redes sociais e um vídeo mostrando muitas pessoas aglomeradas e com bandeiras. 

A nota técnica da Secretaria de Estado da Saúde recomenda que atividades presenciais, como comícios, não sejam realizadas apenas em municípios que estão em risco moderado ou alto. De acordo com o último mapa de risco, elaborado pelo governo, apenas Ecoporanga está em risco moderado no Estado. O restante, em risco baixo. Questionada sobre a recomendação, que conflita com o decreto do governador que proíbe comícios, a secretaria informou que, devido ao decreto, as atividades estão proibidas e a nota técnica tem "força de recomendação".

O mesmo cenário de Atílio Vivácqua pode ser visto em Conceição da Barra, em uma ação do candidato a prefeito Mateusinho do Povo, do PTB. 

A reportagem buscou as assessorias de imprensa das campanhas e os candidatos de Itapemirim, Conceição da Barra e Atílio Vivácqua, mas, até a publicação deste texto, não teve retorno.

O QUE DIZEM OS CANDIDATOS

As assessorias de imprensa dos candidatos Euclério Sampaio (DEM), Sandro Locutor (PROS), Delegado Pazolini (Republicanos), João Coser (PT), Vandinho Leite (PSDB), Sergio Vidigal (PDT), Neucimar Fraga (PSD), Edson Magalhães (PSDB) e Carlos Von (Avante) enviaram notas em resposta à reportagem.

Afirmam que as medidas sanitárias estão sendo cumpridas, como o uso de máscara e álcool em gel e que as ações de rua foram, sim, reduzidas na campanha deste ano. Veja as notas, na íntegra, abaixo. 

João Coser (PT): "Estamos tendo o máximo de cautela para organizar a nossa programação, sempre seguindo os protocolos sanitários estabelecidos pelo governo do Estado: fazendo o uso contínuo de máscara, higienização das mãos e o distanciamento social. Em todo deslocamento, levamos, permanentemente, um frasco com álcool para higienização. E não estamos realizando eventos em locais fechados. Quando promovemos ou participamos de eventos presenciais, temos o cuidado em limitar o número de pessoas, seguindo também todas as normas recomendadas de distanciamento, higienização das mãos e uso de máscaras."

Delegado Pazolini (Republicanos): "A campanha do delegado Pazolini informa que vem cumprindo as recomendações da Secretaria Estadual de Saúde. O uso de equipamentos de proteção e prevenção e de e álcool em gel é obrigatório tanto para o candidato quanto para as equipes que o acompanham. As atividades ao ar livre tem sido prioritárias para permitir o distanciamento entre os participantes."

Gandini (Cidadania): "A coordenação da campanha Avança Vitória, que tem o deputado estadual Fabrício Gandini como candidato a prefeito da capital, informa que sempre respeitou e respeita todas as normas de segurança. A partir do dia 23 de outubro, o governo do Estado liberou a realização de eventos corporativos, como palestras e assembleias, sem limite de pessoas, para municípios classificados com risco baixo. Além disso, todos os eventos realizados respeitam os decretos do governo do estado para limite de pessoas, além do uso de máscara e de álcool em gel por todos os participantes."

Vandinho Leite (PSDB): "A assessoria de imprensa do deputado Vandinho Leite (PSDB), candidato a prefeito da Serra, informa que sua campanha tem sido feita com um número reduzido de apoiadores, e que ele não tem promovido nem participado de eventos fechados e com grandes aglomerações, com exceção da inauguração de seu comitê de campanha, que seguiu todos os protocolos de saúde impostos pela pandemia da Covid-19, com distribuição de máscara, assentos demarcados e disponibilização de álcool em gel."

Sergio Vidigal (PDT): "As ações e os cuidados que estamos tendo em relação à pandemia são diversos. Durante a campanha, quando há reuniões, optamos sempre pelo afastamento das cadeiras. Uma outra regra clara que sempre cumprimos é o uso obrigatório das máscaras o tempo inteiro e também o uso do álcool. Em todos os encontros buscamos sempre fazer reuniões em lugares arejados, ventilados e nas caminhadas, não deixamos que ocorram as aglomerações. Por isso, não divulgamos a nossa agenda de visitas às comunidades. Estamos tomando todos os cuidados."

Max Filho (PSDB): "A coordenação de campanha informa que, até a semana passada, grande parte de nossa campanha se dava em encontros temáticos ou dirigidos a determinados grupos. Estes debates acontecem no galpão do Comitê 45 ou em outros locais amplos, respeitando-se a obrigatoriedade do uso de máscara, a distância regulamentar entre as cadeiras e o álcool 70% à disposição para a higienização das mãos na entrada, durante o evento e na saída. Na semana passada, após o Governo do Estado permitir encontros com até 300 pessoas – e para atender a uma necessidade manifestada pelo eleitor de estar frente à frente com o candidato resolvemos optar pelo corpo a corpo. Mas não há contratação de militantes e o candidato Max e seu vice Carreta têm saído às ruas evitando, sempre que possível, tocar nos eleitores ou abraçá-los. Candidatos e apoiadores sempre com máscara. A campanha de Max Filho acredita que seguir as indicações sanitárias dos órgãos oficiais é uma questão de respeito, valor que permeia todas as ações de Max e de Jorge Carreta."

Neucimar Fraga (PSD): "Neucimar Fraga, atento à pandemia da Covid-19, reduziu em 80% o quantitativo de pessoas no apoio de sua campanha de 2020. Além disso, foram produzidas máscaras protetoras disponibilizadas para toda a equipe e recomendado o uso de álcool em gel frequentemente. As reuniões presenciais são realizadas respeitando os protocolos sanitários. Quando identificado alguém da equipe não cumprindo as regras são imediatamente advertidos."

Carlos Von (Avante): "Estamos priorizando as reuniões em ambientes abertos e sempre que vamos cumprimentar as pessoas nas ruas, tomamos o máximo de cuidado necessário, com utilização de máscara, gel e distanciamento. Obviamente, mesmo tentando evitar ao máximo, as pessoas ainda se aglomeram, contudo, estamos fazendo de tudo para priorizar nossa campanha pelas redes sociais, já que nossa campanha é pé no chão sem a utilização do fundão eleitoral."

Edson Magalhães (PSDB): "Informamos que 85% da campanha à reeleição do prefeito Edson Magalhães (PSDB) é feita nas redes sociais, e nos programas e inserções de rádio e televisão. Desde o início do período eleitoral, Edson reduziu o número de eventos públicos para evitar aglomerações e realizou apenas cinco caminhadas na cidade. Durante as caminhadas, Edson sempre usou máscaras de proteção e álcool em gel regularmente. Além disso, o locutor do carro de som também solicitou aos participantes que respeitassem as determinações das autoridades de saúde e usassem máscaras, álcool em gel e mantivessem o distanciamento."

Sandro Locutor (PROS): "Todas as pessoas que estão oficialmente na campanha, se você observar nas fotos e vídeos, estão com máscaras e existem pessoas de apoio com álcool em gel nos trios e vans que as transportam. Nos movimentos de bandeiraços são respeitadas as normas estabelecidas pelo protocolo da Sesa, inclusive o distanciamento. Única aglomeração maior foi em frente ao hospital Meridional quando de uma corrente de oração feita em favor do candidato."

Euclério Sampaio (DEM):  "O candidato evita abraços e aglomeração, usa máscara e álcool em gel. Contudo, em breves momentos pode ocorrer maior aproximação para fotos, por exemplo. Tanto Euclério quanto os organizadores da campanha, solicitam à colaboração dos apoiadores e eleitores para que sigam o distanciamento. Na caminhada na avenida Expedito Garcia, a equipe da campanha foi dispensada para evitar aglomeração, assim como ocorre nas feiras. Em geral, elas acontecem em vias largas ou em horário de menor movimento no bairro. Os eventos são realizados em um grande galpão anexo ao Comitê, ou ao ar livre. Em ambos os casos, são disponibilizadas cadeiras respeitando o distanciamento de cerca de 2 metros. O álcool em gel é disponibilizado em todas as ações, inclusive no Comitê, e a equipe usa máscaras. Euclerio Sampaio sabe da importância das medidas de segurança de saúde no combate ao coronavírus e tem trabalhado para seguir as normas de segurança da OMS e da Secretaria de Saúde."

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.