ASSINE

PV fica dividido sobre apoio na corrida pela Prefeitura de Vila Velha

Presidente estadual da sigla, Fabrício Machado, quer que a legenda caminhe com Rafael Primo, da Rede, na cidade. Mas Executiva municipal ainda vai definir o destino do PV

Publicado em 13/09/2020 às 20h20
Convenção do PV de Vila Velha
Convenção do PV de Vila Velha: em boa parte do tempo os participantes usaram máscaras e mantiveram distanciamento em meio à pandemia de Covid-19, mas se juntaram para fotos. Crédito: Divulgação/PV

O PV está rachado sobre como se posicionar na disputa pela Prefeitura de Vila Velha. O prefeito da Serra, Audifax Barcelos (Rede), chegou a anunciar na convenção da Rede de Vila Velha, na última sexta-feira (11), que o apoio do PV estaria garantido ao candidato da sigla na cidade canela-verde, Rafael Primo. Mas não foi isso que a convenção da Rede de Vila Velha, neste domingo (13), definiu. Aliás, nada foi definido.  

O PV não tem pré-candidato próprio no município. O presidente estadual da sigla, Fabrício Machado, quer que a legenda caminhe com Rafael Primo, foi Machado que sinalizou a Audifax a intenção. Mas na Executiva municipal do PV o clima é outro. 

“Eu tenho interesse em ajudá-lo no primeiro turno, mas não sou eu quem decido. Como presidente estadual, deleguei à municipal, pois não sou liderança em Vila Velha. O PV ainda está deliberando”, declarou Machado.

Secretário-geral do PV em Vila Velha, Marcos Costa declarou que a direção do partido no município deseja ouvir todos os pré-candidatos a prefeito do município para, no limite do prazo legal, firmar uma posição em relação à candidatura majoritária (para prefeito).

“O PV quer participar ativamente da construção da política pública para Vila Velha. O diálogo com todas as representações políticas no município é necessário e salutar”, frisou.

A convenção é uma exigência legal. É nela que os partidos devem decidir, internamente, quais serão os candidatos ou com quem pretendem firmar coligação. É possível, no entanto, deixar a decisão em aberto. A reunião pode definir delegar à Executiva municipal a escolha do destino da sigla na eleição. Tudo tem que estar acertado até o pedido de registro de candidatura, cujo prazo máximo é o dia 26 de setembro. 

MAX FILHO, DOUTOR HÉRCULES E NEUCIMAR COMPARECEM

O atual prefeito de Vila Velha, Max Filho, o deputado estadual Dr. Hércules (MDB) e o ex-prefeito Neucimar Fraga (PSD) compareceram à convenção do PV de Vila Velha. Todos são pré-candidatos. Rafael Primo não esteve lá.

Primo não havia antecipado que receberia o apoio do PV, como fez Audifax durante a convenção da Rede. Disse que anunciaria os apoios em outro momento. 

DC APOIA REELEIÇÃO DE MAX FILHO

Em convenção realizada neste domingo (13), na Associação de Moradores Praia das Gaivotas, em Vila Velha, o DC (Democracia Cristã) decidiu apoiar a reeleição de Max Filho.

“Eles estão desejosos de fazer uma aliança com o PSDB. São pessoas idôneas, sérias, preocupadas com a ruptura da cidade num momento delicado e recebi a manifestação com carinho", afirmou Max.

O prefeito ainda não se disse candidato a mais um mandato, mas tem ido a convenções e até disse que gostaria do apoio do PSB do governador Renato Casagrande.

Presidente do DC de Vila Velha, Danilo Juffo destacou que, durante a convenção também foi definida a chapa de vereadores, composta por 26 candidatos. 

“São 8 mulheres e 18 homens, e é uma chapa muito equilibrada. A maioria dos candidatos é líder ou ex-líder comunitário e acredito que pelo menos um deles será feito vereador. Não vamos indicar nenhum nome para vice, entretanto. Os nomes que a gente tinha, que poderiam ser indicados, não estavam aptos no momento, então não vamos indicar.”

PDT DEVE DEFINIR APOIO A CANDIDATO NESTA SEMANA

O PDT de Vila Velha não definiu com quem vai caminhar na disputa pela prefeitura do município. Entretanto, o partido, que realizou uma convenção na Prainha, neste domingo (13), está se decidindo entre apoiar o deputado estadual Dr. Hércules ou o ex-prefeito Neucimar Fraga.

“Ainda não decidimos qual vai ser a cabeça de chapa, mas, para nós, qualquer que seja a dobradinha, estaremos juntos. Estamos felizes por ter dois candidatos a prefeito na coligação, mas tanto faz um ou outro. As ideias, o propósito, serão os mesmos”, declarou o presidente municipal do PDT, Coronel Nilo, que disse ainda esperar que uma definição ocorra ainda nesta semana.

Hércules e Neucimar decidiram caminhar juntos nas eleições de 2020. Mas não definiram quem será o cabeça de chapa.

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.