ASSINE

Guerino Balestrassi e Meneguelli já conversam sobre transição em Colatina

Meneguelli não disputou a reeleição. Balestrassi (PSC) venceu Luciano Merlo (Patriota) em uma disputa acirrada na cidade do Noroeste do ES. Veja entrevista com o prefeito eleito

Colatina
Publicado em 18/11/2020 às 20h25
Sérgio Meneguelli (Republicanos) e Guerino Balestrassi (PSC)
O prefeito de Colatina, Sérgio Meneguelli (Republicanos), e o prefeito eleito da cidade, Guerino Balestrassi (PSC). Crédito: Reprodução

Nas cidades que não estão no segundo turno, passado o clima de eleições, é hora de se voltar para a transição de governo onde novos prefeitos vão assumir em 2021. Em Colatina, no Noroeste do Espírito Santo, o eleito Guerino Balestrassi (PSC) já iniciou o diálogo com o atual mandatário, Sérgio Meneguelli (Republicanos). De acordo com Balestrassi, eles já conversaram sobre as principais demandas para os colatinenses.

Guerino Balestrassi (PSC)

Prefeito eleito de Colatina 

"Eu e Sérgio temos uma relação antiga de boa convivência. Nós já conversamos e ele me deu toda liberdade para fazer a transição. Eu já conheço como estão algumas áreas da prefeitura. Não teremos dificuldade nenhuma de transição, o ambiente está muito parceiro"

Popular nas redes sociais, o atual prefeito de Colatina decidiu não concorrer à reeleição. Com gestão bem avaliada, Meneguelli não declarou apoio a nenhum candidato na cidade. Seu partido, o Republicanos, ficou ao lado de Luciano Merlo (Patriota), segundo colocado em um disputa acirrada com Balestrassi. O placar ficou em 34,08% a 33,01% dos votos válidos. Como não tem mais de 200 mil eleitores, em Colatina não há segundo turno.

Poucas horas depois de Guerino ser confirmado como novo prefeito de Colatina, Meneguelli afirmou, para reportagem de A Gazeta, que estava satisfeito com o resultado das urnas e destacou que a cidade estava em boas mãos.

Representando a atual administração, a Secretaria Municipal de Comunicação Social confirmou que Meneguelli e Balestrassi já conversaram sobre o processo de transição na Prefeitura de Colatina. “Já aconteceu esse primeiro contato entre os dois. Nossas equipes de transição já estão sendo organizadas para apresentar todos os números e dados para a equipe do prefeito eleito”, informou a secretaria, por meio de nota.

O secretário municipal de Comunicação, José Paulo da Costa, avaliou que a saúde vai ser a área que vai demandar maior atenção nesse processo de transição.

Prefeitura de Colatina
Prefeitura de Colatina: em janeiro de 2020, Meneguelii dará lugar a Balestrassi. Crédito: João Henrique Castro

Além de tratar sobre a transição em Colatina, Guerino Balestrassi falou sobre outras questões em que já está trabalhando. Entre elas, a relação com lideranças da cidade, interlocução com o governo Bolsonaro e composição do primeiro escalão da futura administração. Confira a entrevista.

Neste momento, é natural que comecem as especulações sobre a composição do seu secretariado. Como o senhor pretende compor a equipe?

Nós ainda não temos nomes, mas já definimos um perfil.  Existe um projeto voltado para empreendedorismo e inovação, mas com muita experiência. Para fazer isso, nós temos que captar recursos para o município, então temos que ter muita articulação e essas pessoas experientes vão fazer isso. São pessoas que atuaram conosco na campanha.

Algum nome que fez parte do secretariado nas suas administrações anteriores pode voltar agora?

Pode ter alguns quadros, sim, mas ainda não sondei ninguém que esteve comigo entre 2001 e 2008. Pode ter também da equipe do Meneguelli, não vejo dificuldade nisso. Mas serão quadros que tenham afinidade política conosco.

Entre as principais lideranças políticas de Colatina, o senhor teve o apoio do deputado estadual Renzo Vasconcelos (PP). Enquanto o deputado federal Josias Da Vitória (Cidadania) e o secretário de Agricultura do Espírito Santo, Paulo Foletto (PSB), caminharam com outra candidatura, Maricélis (Cidadania), nas eleições. O senhor espera o apoio deles na administração?

Nós vamos precisar de todos. Então todas as articulações que puderem vir, nós queremos sim. Precisamos de quem faz política com ética, com moralidade e com empreendedorismo, nosso foco é esse. Essa pauta precisa de muita articulação.  Então, nós precisamos de todos que tenham esse interesse de fazer Colatina crescer. 

Comemoração Guerino Balestrassi
Comemoração de Guerino Balestrassi em Colatina após a apuração dos votos. Crédito: João Henrique Castro

Dos 15 vereadores eleitos em Colatina, apenas três são de partidos que estavam na sua coligação. Como o senhor avalia a composição da Câmara municipal? Espera dificuldade de articulação?

A Câmara ficou ótima e nós vamos ter uma excelente relação. Não tenho dificuldades pessoais com nenhum deles e nós vamos trabalhar para que a gente tenha uma Câmara pautada na melhoria no desenvolvimento do serviço público. Pelas conversas que eu tive com muito deles, estão dispostos a trabalhar em conjunto por Colatina.

Durante a campanha, seu principal concorrente, Luciano Merlo (Patriota), era apoiado por grupos bolsonaristas do Estado e tentou colar na imagem do presidente da República. O senhor espera alguma dificuldade de interlocução com o governo federal?

Pelo contrário, não espero nenhuma dificuldade. Tenho excelente relação com alguns ministros e deputados federais que são próximos ao governo. O meu partido, PSC, é sustentação do governo Bolsonaro. Nós já temos uma parceria com o Estado e queremos também com o governo federal. As pessoas pensam que as coisas só saem com o presidente, mas os agentes que operam, os ministros e os parlamentares também podem ajudar o município. Em breve quero ir até Brasília para estreitar esses laços com integrantes do governo federal.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.