ASSINE

Eleição na Assembleia do ES fica para depois, mas já há nomes na disputa

Decisão de adiar a eleição para 1° secretário da Mesa Diretora foi oficializada em uma resolução publicada no Diário Legislativo. Mesmo sem previsão de data, alguns deputados já se mostraram interessados na vaga

Publicado em 19/05/2020 às 16h50
Sessão ordinária na Assembleia Legislativa do Espírito Santo
Eleição vai ocorrer após o retorno das sessões presenciais na Assembleia Legislativa. Crédito: Ellen Campanharo/Ales

A eleição para ocupar o cargo vago de 1º secretário da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Espírito Santo só vai acontecer quando forem retomadas as sessões presenciais na Casa, como havia antecipado o presidente Erick Musso (Republicanos).

A decisão foi oficializada pela publicação, no Diário Legislativo desta terça-feira (19), da resolução aprovada pelo plenário na sessão virtual desta segunda-feira (18). O texto estabelece um prazo de até três sessões, após o retorno, para que ocorra a eleição. Mesmo que não exista previsão de quando isso vai acontecer, alguns parlamentares já estão de olho na cadeira.

A resolução determina que “vago qualquer cargo na Mesa Diretora durante o período das sessões virtuais, em razão da pandemia do coronavírus, os substitutos legais já eleitos substituirão para todos os devidos fins, até nova eleição, que ocorrerá quando da volta das sessões presenciais no prazo de até três sessões”.

O cargo de 1º secretário está vago desde que o deputado Luciano Machado (PV) renunciou a posição, durante uma sessão que ficou marcada por clima tenso e de bate-boca envolvendo o projeto de lei, apresentado por ele, que prevê um corte de 30% no salário dos deputados estaduais, e o vazamento de mensagens do grupo dos parlamentares no WhatsApp. O projeto teve o pedido de urgência negado e tramita na Casa, sem previsão de votação.

Pelo regimento da Assembleia, a eleição para escolher o novo 1º secretário deveria ser feita em até cinco sessões após a vacância do cargo, mas com a aprovação da resolução proposta pelo presidente cria-se uma exceção.

Pelas regras da resolução, quem vai ficar como 1ª secretária até a eleição é a deputada Raquel Lessa (PROS), atual 3ª secretária Mesa.

NOMES COTADOS

Apesar de não existir uma previsão de quando as atividades presenciais poderão voltar ao normal na Assembleia, já que ainda estamos enfrentando o momento de pandemia e a indicação de isolamento social permanece, as movimentações para as eleições já começam a ser feitas nos bastidores. Alguns deputados já demonstram interesse na vaga e outros são apontados por colegas como possíveis nomes para ocupar a cadeira.

A deputada Janete de Sá (PMN) é uma das que, abertamente, pretende concorrer. “No meu entendimento precisamos de mais representatividade feminina e, como já tenho cinco mandatos, acredito que estou preparada para o cargo”, afirma. Marcos Garcia (PV), colega de partido de Luciano Machado, diz ter sido pego de surpresa com a renúncia, mas que está à disposição e gostaria, sim, de ocupar o cargo.

Já nos bastidores, são apontados como possíveis concorrentes o deputado Enivaldo dos Anjos (PSD) e Raquel Lessa. Ambos, no entanto, afirmam que não estão pensando no assunto agora. Enivaldo disse que “se houve qualquer movimento em relação à eleição da primeira secretaria eu não participei” e Raquel disse que vai discutir o assunto mais à frente com os colegas. “Não vou pensar nisso agora , pois neste momento estamos preocupados com a situação que estamos vivendo com esse vírus”, disse.

Alguns deputados também apontaram o deputado Alexandre Quintino (PSL) como possível aposta do governo para ocupar a cadeira, mas ele negou qualquer conversa com esse teor. De acordo com Quintino, existe um relacionamento construído entre ele e o governo, mas que não houve qualquer indicação sobre a eleição.

O líder do governo na Casa, Dary Pagung (PSB), não confirmou o nome de Alexandre Quintino, e disse que ainda não se reuniu com o governador Renato Casagrande (PSB) para tratar do assunto.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.