ASSINE

Suspeito de envolvimento na morte de criança no ES é morto na Bahia

Heloísa Dias Nascimento, de 2 anos, teve a vida interrompida após ser baleada no portão da casa de uma vizinha – que também foi morta – em Linhares. Ulisses Costa Araújo, 31 anos, conhecido como Licinho, é apontado como mandante do crime

Colatina
Publicado em 10/01/2021 às 14h58
Atualizado em 11/01/2021 às 07h34
Heloísa Dias Nascimento, a criança de 2 anos e 11 meses e que completaria 3 anos no próximo dia 4 de janeiro de 2021
Heloísa Dias Nascimento a criança que foi morta em Linhares. Crédito: Redes Sociais

Um dos suspeitos de envolvimento na morte da pequena Heloísa Dias Nascimento foi morto em confronto com policiais militares em Teixeira de Freitas, Sul da Bahia, na noite desta sexta-feira (8). De acordo com a Polícia Civil, Ulisses Costa Araújo, 31 anos, conhecido como Licinho, é apontado como mandante do crime que gerou muita comoção em Linhares, Norte do Espírito Santo, no mês de dezembro.

A menina teve a vida interrompida violentamente após ser baleada no portão da casa de uma vizinha – que também foi morta – na Rua José Carlos Langa, bairro Planalto.

O crime aconteceu no dia 2 de dezembro. A polícia capixaba já estava em busca do homem e fazia o monitoramento do paradeiro dele. Um dia antes da morte de Ulisses, foi expedido um mandado de prisão temporária contra ele. Nesta sexta-feira (8), os polícias da Bahia chegaram até o suspeito após receber informações de que ele estava na região.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública da Bahia, durante a tentativa de abordagem, o suspeito disparou contra os policiais e foi ferido. Ele chegou a ser socorrido para uma unidade de saúde da região, mas não resistiu aos ferimentos. Uma submetralhadora calibre 9 mm, carregador e munições foram apreendidos com Ulisses.

Uma submetralhadora calibre 9mm, carregador e munições foram apreendidos com Ulisses.
Uma submetralhadora calibre 9mm, carregador e munições foram apreendidos com Ulisses. Crédito: Divulgação/SSP-BA

O CRIME EM LINHARES

Segundo a Polícia Militar, as vítimas estavam na calçada, quando dois homens encapuzados deixaram uma moto na esquina e foram a pé, cada um com uma arma, na direção delas, e atiraram várias vezes. Os tiros assustaram os moradores do bairro. A pequena Heloísa era filha de uma vizinha e estava no portão com Sandra dos Santos Calixto, de 45 anos, e sua filha adolescente.

De acordo com a Polícia Civil, os criminosos foram atrás de Sandra e da filha, a adolescente de 15 anos. A polícia acredita que a pequena Heloísa foi vítima da bala perdida.

polícia
As investigações do caso estão na Delegacia de Linhares. Crédito: Eduardo Dias

A criança foi socorrida e encaminhada para o Hospital Geral de Linhares (HGL), mas não resistiu. A mulher e a filha foram levadas para o Hospital Rio Doce, onde Sandra morreu e a adolescente teve alta posteriormente.

Segundo as investigações, Ulisses era rival da mulher e ordenou o crime. Os dois homens suspeitos de atirar continuam foragidos.

A principal linha de investigação indica que o crime esteja relacionado ao tráfico de drogas. Para a polícia, o que reforça essa tese é o assassinato do comerciante Francisco de Assis dos Santos Calixto, marido de Sandra. Em junho de 2020, ele foi morto a tiros no mesmo bairro. A polícia acredita que os casos tenham relação. Ainda segundo a polícia, um dos suspeitos também é apontado como participante na morte de Francisco.

Sandra dos Santos Calixto foi morta cinco meses depois do marido Francisco Calixto
Sandra dos Santos Calixto foi morta cinco meses depois do marido Francisco Calixto. Crédito: Divulgação

OUTROS CRIMES DE ULISSES

Morto na Bahia, Ulisses era apontado como uma das lideranças do tráfico de drogas em alguns bairros de Linhares. A Polícia Civil também informou que o homem é acusado de outro homicídio que aconteceu na cidade. Um homem foi assassinado no dia 20 de março, enquanto trabalhava em uma obra pública.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Bahia Linhares Polícia Civil Polícia Militar bahia linhares ES Norte

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.