ASSINE

Mais um tiroteio é registrado e escola fecha as portas em Andorinhas

Disparos foram efetuados no início da tarde desta segunda-feira (23) e PM foi acionada. Mais de 200 alunos da Emef Izaura Marques tiveram as aulas presenciais suspensas

Publicado em 23/08/2021 às 18h43
Escola Municipal de Ensino Fundamental (Emef) Izaura Marques da Silva, em Andorinhas, Vitória
Escola Municipal de Ensino Fundamental (Emef) Izaura Marques da Silva, em Andorinhas, Vitória. Crédito: Naiara Arpini

Mais um tiroteio foi registrado no bairro de Andorinhas, em Vitória. Os disparos foram efetuados no início da tarde desta segunda-feira (23), pouco antes do horário de entrada de centenas de alunos da Escola Municipal de Ensino Fundamental (Emef) Izaura Marques da Silva — que tiveram as aulas presenciais suspensas.

Segundo a Polícia Militar, equipes foram ao bairro após moradores relatarem a ocorrência de tiros de arma de fogo. No entanto, nada foi constatado na região e nenhum suspeito foi detido. Desta forma, não houve também acionamento da Polícia Civil.

205 alunos

precisaram assistir aulas remotas devido ao tiroteio em Andorinhas nesta segunda-feira (23)

A Secretaria de Educação de Vitória informou que o tiroteio em Andorinhas ocorreu 15 minutos antes de os alunos chegarem à escola — que foi atingida por tiros. "Imediatamente, a unidade entrou em contato para informar que os estudantes seriam atendidos por meio do ensino remoto emergencial", explicou, por nota.

A pasta também afirmou que as aulas presenciais serão retomadas nesta terça-feira (24). Para garantir a segurança dos estudantes e profissionais, a Secretaria de Segurança Urbana da Capital garantiu que o patrulhamento feito pela Guarda Municipal já foi reforçado e permanecerá desta forma nos próximos dias.

Polícia faz ronda na região de Andorinhas, em Vitória, após mais um tiroteio

TIROTEIOS FAZEM PARTE DA ROTINA DE MORADORES

Lamentavelmente, o tiroteio registrado nesta segunda-feira (23) não é um episódio isolado em Andorinhas. Há cerca de duas semanas, barulho de diversos disparos de arma de fogo foi capturado em vídeo. Na ocasião, um homem de 28 anos foi atingido por uma bala perdida na própria casa.

Tiroteio é registrado em Andorinhas, em Vitória

Antes disso, no último dia 2, rajadas de tiros foram ouvidas por moradores dos bairros Jardim da Penha e Barro Vermelho, também em Vitória. Na ocasião, a Secretaria de Estado da Segurança Pública e Defesa Social (Sesp) informou que dois suspeitos passaram de moto atirando pela orla de Andorinhas. Ouça:

Morador registra barulho de tiroteio em Vitória

A violência também atinge bairros próximos a Andorinhas, como Itararé. Somente nos últimos dez dias, dois assassinatos foram registrados na praça do local, ambos em plena luz do dia. Uma das vítimas foi identificada como Felipe Xavier, de 20 anos.

DISPUTA PELO TRÁFICO DE DROGAS

À frente da Secretaria de Segurança Urbana de Vitória, Ícaro Ruginski afirmou que os tiroteios e homicídios registrados recentemente nas regiões de Andorinhas e Itararé são consequência da disputa pelo tráfico de drogas na Capital, que é dominado, principalmente, por traficantes do bairro da Penha.

Ícaro Ruginski

Secretário de Segurança Urbana de Vitória

"Os traficantes do Bairro da Penha tentam tomar algumas áreas que eles não controlam e a principal é Andorinhas, onde diversos ataques têm sido feitos. Por outro lado, Andorinhas faz ataques na região de Itararé"

O secretário garantiu que o município trabalha junto à Polícia Militar e à Polícia Civil para tentar combater a atuação dos criminosos. "Temos conversado com os delegados e com o chefe do Departamento de Homicídios de Proteção à Pessoa (DHPP) e intensificado o patrulhamento, assim como a PM", disse.

Para os próximos dias, está prevista a realização de uma vistoria técnica em Andorinhas e Itararé para identificar possíveis ações a serem adotadas visando uma melhoria da segurança nas regiões. "A princípio, por exemplo, vamos reposicionar algumas câmeras para que a abrangência e eficiência sejam maiores", explicou.

Atualmente, o bairro Itararé conta com quatro câmeras de videomonitoramento e Andorinhas, com uma. Todas, segundo o secretário, instaladas nesta gestão. "Muitas vezes, as pessoas não querem se envolver ou denunciar. Então, é muito importante que tenhamos imagens dessas ocorrências", afirmou Ícaro.

REFORÇO PARA AS ESCOLAS

Em relação à segurança dos pontos onde ficam as escolas municipais, o secretário garantiu que as equipes de patrulhamento ordinário da Guarda Municipal atuam focadas nos horários de entrada e saída para evitar episódios como o verificado nesta segunda-feira, na Emef Izaura Marques, em Andorinhas.

"Temos atuado de forma bem direta para impedir que isso aconteça, mas há casos em que as escolas fazem contato com a Secretaria de Educação e a Guarda encaminha equipes para evitar que as aulas sejam suspensas. Já tivemos ações nos bairros de Fonte Grande, Andorinhas e São Pedro", revelou Ícaro.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.