ASSINE

Semana Santa: como fica a fiscalização nos supermercados do ES?

O uso de álcool em gel e a limitação do número de pessoas dentro do estabelecimento são algumas das medidas já adotadas que devem ser intensificadas nesta semana

Publicado em 06/04/2020 às 19h14
Atualizado em 13/04/2020 às 17h28
Pandemia de coronavírus: supermercados amanhecem lotados em Vitória
Pandemia de coronavírus: movimento nos supermercados deve aumentar por conta da Semana Santa. Crédito: Ricardo Medeiros

Com a proximidade da páscoa, o movimento nos supermercados deve aumentar nesta semana. Seja para comprar chocolate ou para adquirir os ingredientes da torta capixaba, muita gente deve procurar os estabelecimentos por conta da Semana Santa. Mas em tempos de pandemia de coronavírus, com a recomendação para que se evite aglomerações, como fica a fiscalização nesses locais?

Os municípios da Grande Vitória já têm adotado medidas de proteção nesses locais, para  evitar que o vírus se espalhe ainda mais. O uso de álcool em gel e máscaras, o aumento na frequência de limpeza e a limitação do número de pessoas dentro do estabelecimento, são algumas das medidas já adotadas que devem ser intensificadas nesta semana.

Para o superintendente da Associação Capixaba de Supermercados (Acaps), Hélio Schneider, com a abertura das lojas de chocolate, o movimento nos supermercados não deve aumentar tanto. Ainda assim, a orientação é para que os estabelecimentos se esforcem ao máximo para evitar aglomerações no interior das lojas.

"Estamos atentos para isso todos os dias. Vamos fazer o possível para evitar esse tipo de aglomeração. Cada estabelecimento vai fazer a sua logística. E vamos, sem duvida, procurar de todas as formas para que esse tipo de concentração não aconteça Acreditamos que não vai dar muita gente assim, uma vez que as lojas de chocolate vão abrir justamente para evitar esse tipo de aglomeração nos supermercados", explicou Schneider.

EM VITÓRIA, QUEM DESCUMPRIR REGRAS PODE SER MULTADO

Em Vitória, a vigilância sanitária tem orientado os supermercados para que façam todos os esforços para evitar aglomerações, mantendo em seu interior pessoas distantes umas das outras a, pelo menos, 1,5 m de distância. De acordo com decretos municipais, os estabelecimentos devem permitir a entrada, por exemplo, de apenas um integrante da família por vez. Outra medida é a restrição de entrada a menores de 12 anos e o funcionamento do local com horário especial para atendimento apenas às pessoas idosas.

"Cuidados básicos estão sendo ressaltados neste momento, como a higiene das mãos antes de começar o trabalho, depois de tossir ou espirrar, antes de manusear alimentos cozidos ou prontos para o consumo, depois de lidar com dinheiro… Não falar ou conversar enquanto se manipula alimentos e higienizar com frequência as superfícies com detergentes, sabões e desinfetantes", explica a gerente da Vigilância Sanitária de Vitória, Flávia Riegert.

Ainda de acordo com a prefeitura, o estabelecimento que descumprir os atos oficiais e regulamentos específicos de boas práticas para manipulação de alimentos "pode sofrer punições por infração sanitária, ficando sujeito a penalidades como multa, interdição e até mesmo o cancelamento da licença".

Comércio durante a pandemia de coronavírus

Em Campo Grande, Cariacica, um comerciante fecha as portas da loja durante a pandemia de Coronavírus. 
Em Campo Grande, Cariacica, um comerciante fecha as portas da loja durante a pandemia de Coronavírus. . Vitor Jubini
Cartaz avisa aos clientes sobre o fechamento da loja no período da pandemia.
Cartaz avisa aos clientes sobre o fechamento da loja no período da pandemia. Vitor Jubini
 Na Praia do Cantos, em Vitória, o aviso de fechamento de um shopping durante a pandemia de coronavírus. 
 Na Praia do Cantos, em Vitória, o aviso de fechamento de um shopping durante a pandemia de coronavírus. . Fernando Madeira
Aviso de fechamento na porta de uma loja em Campo Grande.
Aviso de fechamento na porta de uma loja em Campo Grande. Vitor Jubini
Na Praia do Canto, clientes encontram o shopping fechado.
Na Praia do Canto, clientes encontram o shopping fechado. Fernando Madeira
Vendedor usa máscara, na Avenida Expedito Garcia, em Campo  Grande.
Vendedor usa máscara, na Avenida Expedito Garcia, em Campo  Grande. Vitor Jubini
Durante a pandemia de coronavírus o movimento de clientes nos supermercados cresceu. Muita gente começou a fazer estoque com medo da falta de abastecimento.
Durante a pandemia de coronavírus o movimento de clientes nos supermercados cresceu. Muita gente começou a fazer estoque com medo da falta de abastecimento. Ricardo Medeiros
Os supermercados ficaram lotados
Os supermercados ficaram lotados. Ricardo Medeiros
Durante a pandemia de coronavírus o movimento de clientes nos supermercados cresceu. Ver clientes usando máscaras de proteção se tornou algo comum.
Durante a pandemia de coronavírus o movimento de clientes nos supermercados cresceu. Ver clientes usando máscaras de proteção se tornou algo comum. Ricardo Medeiros
Os clientes do supermercado não evitaram o distanciamento.
Os clientes do supermercado não evitaram o distanciamento. Ricardo Medeiros
 Famoso por ser um local de encontros e muita agitação, o Triângulo das Bermudas, na Praia do Canto, ficou vazio antes mesmo da decretação de fechamento do comércio durante a pandemia de coronavírus. 
 Famoso por ser um local de encontros e muita agitação, o Triângulo das Bermudas, na Praia do Canto, ficou vazio antes mesmo da decretação de fechamento do comércio durante a pandemia de coronavírus. . Vitor Jubini
 Na Avenida Jerônimo Monteiro, no Centro da Capital, o movimento no comércio caiu bastante mesmo antes da decretação do fechamento do comércio durante a pandemia. 
 Na Avenida Jerônimo Monteiro, no Centro da Capital, o movimento no comércio caiu bastante mesmo antes da decretação do fechamento do comércio durante a pandemia. . Vitor Jubini
Na rua Chapot Presvot, pedaço charmoso da Praia do Canto, uma queda grande no movimento foi percebida antes da decretação do fechamento do comércio foi percebido durante a pandemia. 
Na rua Chapot Presvot, pedaço charmoso da Praia do Canto, uma queda grande no movimento foi percebida antes da decretação do fechamento do comércio foi percebido durante a pandemia. . Vitor Jubini
Na Avenida Jerônimo Monteiro, no Centro da Capital, a vendedora de braços cruzados comprova a queda do movimento no comércio antes da decretação do fechamento por causa da  pandemia do coronavírus. 
Na Avenida Jerônimo Monteiro, no Centro da Capital, a vendedora de braços cruzados comprova a queda do movimento no comércio antes da decretação do fechamento por causa da  pandemia do coronavírus. . Ricardo medeiros
Na Avenida Jerônimo Monteiro, no Centro da Capital, a vendedora de braços cruzados comprova a queda do movimento no comércio antes da decretação do fechamento por causa da  pandemia do coronavírus. 
Na Avenida Jerônimo Monteiro, no Centro da Capital, a vendedora de braços cruzados comprova a queda do movimento no comércio antes da decretação do fechamento por causa da  pandemia do coronavírus. 
Na Avenida Jerônimo Monteiro, no Centro da Capital, a vendedora de braços cruzados comprova a queda do movimento no comércio antes da decretação do fechamento por causa da  pandemia do coronavírus. 
Na Avenida Jerônimo Monteiro, no Centro da Capital, a vendedora de braços cruzados comprova a queda do movimento no comércio antes da decretação do fechamento por causa da  pandemia do coronavírus. 
Na Avenida Jerônimo Monteiro, no Centro da Capital, a vendedora de braços cruzados comprova a queda do movimento no comércio antes da decretação do fechamento por causa da  pandemia do coronavírus. 
Na Avenida Jerônimo Monteiro, no Centro da Capital, a vendedora de braços cruzados comprova a queda do movimento no comércio antes da decretação do fechamento por causa da  pandemia do coronavírus. 
Na Avenida Jerônimo Monteiro, no Centro da Capital, a vendedora de braços cruzados comprova a queda do movimento no comércio antes da decretação do fechamento por causa da  pandemia do coronavírus. 
Na Avenida Jerônimo Monteiro, no Centro da Capital, a vendedora de braços cruzados comprova a queda do movimento no comércio antes da decretação do fechamento por causa da  pandemia do coronavírus. 
Na Avenida Jerônimo Monteiro, no Centro da Capital, a vendedora de braços cruzados comprova a queda do movimento no comércio antes da decretação do fechamento por causa da  pandemia do coronavírus. 
Na Avenida Jerônimo Monteiro, no Centro da Capital, a vendedora de braços cruzados comprova a queda do movimento no comércio antes da decretação do fechamento por causa da  pandemia do coronavírus. 
Na Avenida Jerônimo Monteiro, no Centro da Capital, a vendedora de braços cruzados comprova a queda do movimento no comércio antes da decretação do fechamento por causa da  pandemia do coronavírus. 
Na Avenida Jerônimo Monteiro, no Centro da Capital, a vendedora de braços cruzados comprova a queda do movimento no comércio antes da decretação do fechamento por causa da  pandemia do coronavírus. 
Na Avenida Jerônimo Monteiro, no Centro da Capital, a vendedora de braços cruzados comprova a queda do movimento no comércio antes da decretação do fechamento por causa da  pandemia do coronavírus. 
Na Avenida Jerônimo Monteiro, no Centro da Capital, a vendedora de braços cruzados comprova a queda do movimento no comércio antes da decretação do fechamento por causa da  pandemia do coronavírus. 

FISCALIZAÇÃO NA SERRA

Na Serra, a vigilância sanitária também tem realizado ações de fiscalização nos estabelecimentos que permanecem abertos para verificar o cumprimento das medidas que visam evitar a contaminação do novo coronavírus. 

"Os estabelecimentos que se mantém abertos devem seguir a Portaria nº 12/2020, com orientação aos comerciantes. Entre elas: disponibilizar sabonete líquido ou álcool 70%; não realizar degustações; evitar aglomeração; não utilizar umedecedor de dedos; realizar a limpeza de bancadas", informa o município por meio de nota.

FISCALIZAÇÃO EM CARIACICA

Em Cariacica, as fiscalizações nos supermercados são feitas diariamente. De acordo com a prefeitura, as ações incluem, além dos cuidados com os produtos da Semana Santa, orientações sobre a desinfecção de carrinhos, cestas, máquinas de cartão, corrimões, esteiras e balcões de atendimento.

"A vigilância segue acompanhando os supermercados e fiscalizando se os estabelecimentos vêm seguindo as determinações das autoridades sanitárias e reforçando as dicas de que os clientes em compras respeitem o distanciamento social. A Prefeitura também reforça em suas redes sociais que a população cumpra a recomendação de só sair de casa em caso de extrema necessidade e evitar aglomerações", informou o município por nota.

FISCALIZAÇÃO EM VILA VELHA

Para além das questões de higiene, a prefeitura de Vila Velha também tem focado na fiscalização da fabricação irregular do álcool em gel, bem como os preços abusivos dos itens de prevenção a Covid-19. 

"Desde a semana passada, os supermercados estão sendo fiscalizados. Dentre os produtos observados estão: luvas, máscara protetora e o álcool em gel", informa nota do município.

Coronavírus: Precisou ir à rua? Veja o que fazer ao voltar para casa

Ilustração de Amarildo - toalha
TOALHAS DE ROSTO E PANO DE PRATO - Quando há mais de um morador de casa, especialistas recomendam que cada um use sua própria toalha de rosto, assim como deveria acontecer com a tolha de banho. . Amarildo
Ilustração de Amarildo - alimentos
ALIMENTOS - Alimentos comprados nas feiras ou nos supermercados também devem ser higienizados. Por terem sido manipulados diversas vezes até chegarem à mão e à mesa do consumidor, a dica do doutor em ciência dos alimentos, Rodrigo Scherer, é que frutas e verduras sejam limpas com água e sabão e ainda submetidas a uma imersão composta por água potável e água sanitária. . Amarildo
Ilustração de Amarildo - alcool gel
MAÇANETAS E PUXADORES DE ARMÁRIOS  - Ao chegar casa, tire os sapatos, adereços, celulares, chaves e mochila. Se possível, tire as roupas e coloque em uma sacola plástica ou cesta de roupas (com demais roupas usadas para sair). O segundo passo é higienizar as mãos. Depois, limpar as maçanetas externas e externas com álcool 70º ou desinfetante. Se você teve de tocar em algum puxador, esse item também precisa ser limpo. Amarildo
Ilustração de Amarildo - chave - anel
ADEREÇOS E CHAVES - Adereços como joias e chaves podem ser limpos com desinfetante ou com álcool 70%. . Amarildo
Ilustração de Amarildo - sapato
SAPATOS E PISOS - A limpeza dos sapatos e dos pisos - porcelanato, cerâmica, madeira - deve ser feita de acordo com o que recomenda o fabricante do produto. O infectologista Wladimir Queiroz destaca que álcool, água e sabão ou desinfetante são eficientes na limpeza e eliminação do vírus da superfície que pode estar contaminada. . Amarildo
Ilustração de Amarildo - camisa
ROUPAS - Os especialistas recomendam que a roupa usada na rua seja imediatamente trocada por outra limpa, quando for permanecer em casa. Ao retornar da rua, as peças devem ser encaminhadas para a área destinada. . Amarildo
Ilustração de Amarildo - maçaneta
MAÇANETAS E PUXADORES DE ARMÁRIOS  - Ao chegar casa, tire os sapatos, adereços, celulares, chaves e mochila. Se possível, tire as roupas e coloque em uma sacola plástica ou cesta de roupas (com demais roupas usadas para sair). O segundo passo é higienizar as mãos. Depois, limpar as maçanetas externas e externas com álcool 70º ou desinfetante. Se você teve de tocar em algum puxador, esse item também precisa ser limpo. Amarildo
Ilustração de Amarildo - bolsa - mohila
BOLSAS E MOCHILAS - Esses recipientes podem ser higienizados com álcool 70% líquido ou em gel. Com papel toalha ou um pano, aplique o produto em uma pequena superfície para verificar se o objeto não será danificado. Se não, aplique a quantidade deseja. Amarildo
Ilustração de Amarildo - celular
CELULAR - Celular e tablet podem ser limpas com álcool isopropilico. Aplique uma pequena quantidade na toalha descartável ou pano e limpe a tela. Nas partes de plástico, a recomendação é usar um pano com desinfetante. O álcool pode deixar essa região esbranquiçada. . Amarildo
CELULAR - Celular e
tablet podem ser limpas com álcool isopropilico. Aplique uma pequena quantidade
na toalha descartável ou pano e limpe a tela. Nas partes de plástico, a
recomendação é usar um pano com desinfetante. O álcool pode deixar essa região
esbranquiçada.
CELULAR - Celular e
tablet podem ser limpas com álcool isopropilico. Aplique uma pequena quantidade
na toalha descartável ou pano e limpe a tela. Nas partes de plástico, a
recomendação é usar um pano com desinfetante. O álcool pode deixar essa região
esbranquiçada.
CELULAR - Celular e
tablet podem ser limpas com álcool isopropilico. Aplique uma pequena quantidade
na toalha descartável ou pano e limpe a tela. Nas partes de plástico, a
recomendação é usar um pano com desinfetante. O álcool pode deixar essa região
esbranquiçada.
CELULAR - Celular e
tablet podem ser limpas com álcool isopropilico. Aplique uma pequena quantidade
na toalha descartável ou pano e limpe a tela. Nas partes de plástico, a
recomendação é usar um pano com desinfetante. O álcool pode deixar essa região
esbranquiçada.
CELULAR - Celular e
tablet podem ser limpas com álcool isopropilico. Aplique uma pequena quantidade
na toalha descartável ou pano e limpe a tela. Nas partes de plástico, a
recomendação é usar um pano com desinfetante. O álcool pode deixar essa região
esbranquiçada.
CELULAR - Celular e
tablet podem ser limpas com álcool isopropilico. Aplique uma pequena quantidade
na toalha descartável ou pano e limpe a tela. Nas partes de plástico, a
recomendação é usar um pano com desinfetante. O álcool pode deixar essa região
esbranquiçada.
CELULAR - Celular e
tablet podem ser limpas com álcool isopropilico. Aplique uma pequena quantidade
na toalha descartável ou pano e limpe a tela. Nas partes de plástico, a
recomendação é usar um pano com desinfetante. O álcool pode deixar essa região
esbranquiçada.
CELULAR - Celular e
tablet podem ser limpas com álcool isopropilico. Aplique uma pequena quantidade
na toalha descartável ou pano e limpe a tela. Nas partes de plástico, a
recomendação é usar um pano com desinfetante. O álcool pode deixar essa região
esbranquiçada.
CELULAR - Celular e
tablet podem ser limpas com álcool isopropilico. Aplique uma pequena quantidade
na toalha descartável ou pano e limpe a tela. Nas partes de plástico, a
recomendação é usar um pano com desinfetante. O álcool pode deixar essa região
esbranquiçada.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.