Por que as lojas de chocolates podem abrir em meio à pandemia?

Comércio que trabalha com ovos de Páscoa está autorizado a abrir as portas no ES; decisão foi tomada na última quinta-feira pelo governador

Publicado em 03/04/2020 às 17h38
Atualizado em 08/04/2020 às 09h48
Ovos de colher sem lactose da linha de Páscoa da Sorelline Doces Artesanais
Ovos de colher sem lactose da linha de Páscoa da Sorelline Doces Artesanais. Crédito: Sorelline Doces Artesanais/Instagram
Selo para campanha apoie o capixaba -  empreendedores

As lojas de chocolates foram autorizadas pelo governador Renato Casagrande (PSB) a abrirem as portas, com o objetivo de atender à demanda da Páscoa. A resolução vale apenas para as unidades que funcionam nas ruas e não para aquelas que funcionam em shoppings. A época mais doce do ano já é na semana que vem. 

Por conta do coronavírus, os centros de compras continuam com restrições de funcionamento até, pelo menos, o dia 12 de abril.

De acordo com o decreto do chefe do Poder Executivo Estadual, as lojas de chocolates não possuem restrição de horário, assim como outros estabelecimentos essenciais, como supermercados.

Por se tratar de ponto comercial, a abertura de lojas de chocolate levantou um questionamento entre os internautas. Afinal de contas, por que esse tipo de comércio recebeu autorização para funcionar e os demais não?

Entenda ponto a ponto

  • Os ovos de chocolate são produtos perecíveis e têm prazo de validade para consumo.
  • O produto exige cuidado especial para armazenamento e precisa, por exemplo, que as lojas fiquem com o ar-condicionado ligado para uma melhor conservação.
  • Muitos ovos de chocolate têm validade até maio ou junho deste ano.
  • Por serem fabricados para uma época específica do ano, os ovos de chocolate acabam ficando encalhados nas lojas, gerando prejuízo para os comerciantes.
  • Muitas lojas estão com produtos em estoque desde fevereiro.
  • Alguns ovos de chocolate contam com recheios perecíveis e, por causa disso, não podem ser derretidos e reaproveitados posteriormente, por exemplo.
Páscoa Coronavírus Coronavírus no ES Comércio Pandemia Apoie Empreendedores Capixabas

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.