ASSINE

Especialista: "É mais fácil ganhar na Mega do que sofrer acidente aéreo"

Especialista garante que a fatalidade ocorrida em Guarapari não coloca em cheque a aviação comercial e atesta a segurança operacional das aeronaves

Publicado em 20/02/2020 às 15h52
Atualizado em 02/03/2020 às 11h50
Além de piloto e especialista em aviação,  Edmundo Ubiratan tem longa experiência em pilotagem do modelo  Piper Cherokee 180 . Crédito: Arquivo pessoal
Além de piloto e especialista em aviação, Edmundo Ubiratan tem longa experiência em pilotagem do modelo Piper Cherokee 180 . Crédito: Arquivo pessoal

queda do monomotor que resultou na morte de duas pessoas em Guarapari nesta quarta-feira (19) assustou moradores e comerciantes das regiões próximas ao aeroporto da cidade e reacendeu a dúvida em relação à segurança de se voar, especialmente em aeronaves de pequeno porte, como neste caso.

Embora sejam elevadas as chances de um acidente aéreo ser fatal, a probabilidade de que o mesmo ocorra é remota, como apontado pelo relatório de 2018 da Organização da Aviação Civil Internacional, e detalhado pelo especialista em aviação e também piloto Edmundo Ubiratan.

Edmundo Ubiratan

Piloto e especialista em aviação

"A aviação como um todo é muito segura. A nível mundial, há um acidente para cada 58 milhões de decolagens, das aeronaves pequenas aos grandes modelos operados comercialmente. É mais fácil ganhar na Mega-Sena aqui no Brasil do que se morrer por um acidente aéreo. Mas para o público, especialmente quem mora perto de aeroporto existe sim um receio"

Especificamente sobre o monomotor Cherokee 180, fabricado pela empresa norte-americana Piper Aircraft, Ubiratan atesta que a aeronave é confiável e homologada pela Anac.

"Parte do meu curso de formação de piloto foi feito nesse avião. Aqui no Brasil ele é um muito utilizado em voos de instrução aérea. Em termos de segurança, é extremamente seguro. Toda aeronave que tem uma homologação de um órgão como a Anac, por exemplo é considerado como segura por cumprir com 100 % dos requisitos", reforçou o especialista, que é piloto há mais de dez anos.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Guarapari acidente Aviação aviao Acidente Aéreo

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.