ASSINE

Quem são as vítimas do acidente de avião em Guarapari

O piloto Luciano Ferreira era dono de uma escola de aviação em Vitória. Ele foi socorrido em estado grave, mas não resistiu. Com ele estava o amigo e copiloto Fabiano, que morreu no local acidente

Publicado em 19/02/2020 às 20h27
Atualizado em 02/03/2020 às 11h52
Luciano à esquerda; Fabiano à direita | Vítimas de acidente aéreo em Guarapari. Crédito: Redes Sociais
Luciano à esquerda; Fabiano à direita | Vítimas de acidente aéreo em Guarapari. Crédito: Redes Sociais

A queda de um avião, em cima de uma loja de material de construção em Guarapari, terminou com duas pessoas mortas nesta quarta-feira (19). As vítimas são o piloto Luciano Ferreira de Souza, que foi socorrido com vida para o Hospital Jayme dos Santos Neves, na Serra, mas não resistiu aos ferimentos e acabou morrendo. O copiloto Fabiano  Luiz Gonçalves morreu na hora. O acidente será investigado pelo Terceiro Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos- SERIPA III, ligado à Aeronáutica. morreu no momento do acidente. 

À reportagem de A Gazeta, a madrasta de Fabiano disse que soube do acidente por meio de um amigo. Com a expectativa de que o copiloto estivesse vivo e tivesse sido socorrido, a família se dirigiu até o Hospital Jayme dos Santos Neves, na Serra. Na unidade eles foram informados que Fabiano havia morrido no local da queda do avião, em Guarapari. O corpo dele foi encaminhado para o Departamento Médico Legal (DML) de Vitória.

Corpo da vítima do acidente aéreo foi levado ao DML de Vitória. Crédito: Letícia Gonçalves
Corpo da vítima do acidente aéreo foi levado ao DML de Vitória. Crédito: Letícia Gonçalves

O avião saiu de Guarapari e tinha como destino Vitória. A família de Fabiano confirmou que o piloto da aeronave era Luciano Ferreira de Souza. Ele estava internado em situação extremamente grave no hospital. Segundo o Corpo de Bombeiros, ele teve 80% do corpo queimado por causa do acidente. Na manhã desta quinta, o tenente-coronel do Corpo de Bombeiros, Carlos Wagner, informou a morte do piloto.

Luciano era proprietário da Escola de Aviação First Class, localizada em Jabour, em Vitória. Ele também era instrutor no local, onde dava aulas de instruções básicas de aeronaves. 

A reportagem conversou com ex-alunos da escola, que disseram que Luciano era muito querido e um excelente instrutor. Eles descreveram o piloto como uma pessoa sempre disposta a ajudar os alunos, mesmo após a conclusão dos cursos.

A Gazeta tentou contato com a esposa de Luciano, que também é proprietária da escola de aviação, mas as ligações não foram atendidas.

 O AVIÃO

A aeronave que caiu em Guarapari é um monomotor do modelo Cherokee 180. De acordo com a prefeitura do município, o avião tinha como destino Vitória. O plano de voo foi feito junto à Agência Nacional da Aviação Civil (Anac). 

O piloto Gustavo Mateus foi quem entregou a aeronave para Luciano, uma das vítimas do acidente. Ele relatou que o avião estava em bom estado e que o condutor tinha experiência. "O avião estava decolando de Guarapari. Era uma Cherokee 180 ele tinha habilitação e experiência. Estava em fase de compra do antigo dono para ele, estava com este piloto há duas semanas. A manutenção estava em dia, entreguei há duas semanas para o condutor de hoje", disse.

O acidente será investigado pelo Terceiro Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos- SERIPA III, ligado à Aeronáutica. 

A Gazeta integra o

Saiba mais
Guarapari acidente aviao Acidente Aéreo

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.